PUBLICIDADE
Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Diagnóstico AVC

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

diagnostico AVCO primeiro diagnóstico de acidente vascular cerebral é feito com base nos sintomas. Qualquer déficit neurológico súbito faz se pensar em um acidente vascular cerebral.

Entretanto, o diagnóstico adicional será realizado no hospital com o uso de radiologia e tomografia computadorizada, para confirmar o diagnóstico. Estes dois métodos são utilizados para localizar a origem do acidente vascular, assim como sua extensão. A tomografia computadorizada é o método de referência.

Existem também outros exames que são análises de sangue, exploração de artérias cerebrais por Doppler. Note que uma punção lombar pode revelar a presença de uma hemorragia meníngea (ou subaracnóidea).

Radiografia Cerebral

A radiografia Cerebral consiste de uma injeção de um produto opaco. Podemos ver a artéria afetada, com o desaparecimento dos ramos de vascularização do cérebro devido à isquemia. A radiografia cerebral permite confirmar o diagnóstico do acidente vascular. Além disso, a radiografia permite localizar a origem do acidente vascular cerebral.

Tomografia Cerebral

AVC

A tomografia computadorizada é referência não somente para diagnosticar o acidente vascular cerebral, mas também para especificar o tipo de acidente vascular cerebral. Sabemos se estamos lidando com isquemia (oclusão de uma artéria cerebral) ou uma hemorragia cerebral.

Outro exame adicional são os exames de sangue. Nele, o médico poderá encontrar informações importantes sobre a causa do AVC, como desordem em fatores de coagulação ou presença de fatores de risco, como diabetes, colesterol alto, etc.

A arteriografia é outro exame que permite uma visão das artérias do seu cérebro que normalmente os exames de raio-X não enxergam. Nesse exame, o médico insere um pequeno cateter pela virilha e o conduz até artérias maiores, como a carótida. Então, o médico injeta um corante que permite que a visualização de diversos vasos através do raio-X.

Outros exames de imagem incluem ressonância magnética, ecocardiografia e ultrassom da carótida.

A dificuldade do diagnóstico

As mulheres muitas vezes têm sintomas menos específicos de AVC que os homens, tais como dor de cabeça e tonturas. Estes sintomas se tornam mais evidentes se acompanhados de dor ou do braço inerte. O resultado é que o médico muitas vezes confunde o AVC com outros distúrbios ou doenças. Os jovens adultos, incluindo homens, também são afetados por este problema. Um estudo realizado nos EUA na Universidade Estadual de Wayne, mostrou 1 em cada 7 adultos com menos de 50 anos que sofrem um AVC são mal diagnosticados, a equipe médica diagnostica erroneamente como vertigens, dores de cabeça, intoxicação alcoólica, etc.

Ler a sequência: complicações do AVC - tratamentos


author Observação da redação: este artigo foi modificado em 19.07.2014.
Controle de qualidade
Última atualização:
19.07.2014

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:


Ver também
PUBLICIDADE

Quickinfos top

Temas



IMC

NOTÍCIAS

Comer maçãs ajuda a emagrecer, o papel da flora intestinal

Comer maçãs ajuda a combater a obesidade e doenças associadas, segundo estudo da Universidade do Estado de Washington.

11 alimentos que previnem o câncer de mama

Outubro é o mês de combate ao câncer de mama. Conheça alimentos que previnem o desenvolvimento dessa doença.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br



© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 20.10.2014