PUBLICIDADE
Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Tratamento hipertensão

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Para tratar a hipertensão essencial adotaremos como primeira medida uma mudança no estilo de vida :
- diminuição do tabaco, prática de exercícios, diminuição no consumo de sal,...

hipertensao alvoEntão um tratamento medicamentoso poderá ser indicado, em função de sua pressão sanguínea.

Dito isto, dependendo de cada paciente (sexo, idade, riscos), o médico irá determinar a pressão alvo a ser alcançada, tanto para pressão sistólica como diastólica. Mudanças no estilo de vida e/ou terapia medicamentosa visarão atingir estes valores de pressão. Um fator muito importante para o sucesso é o bom uso dos medicamentos e o acompanhamento regular da pressão arterial.

* Medicamentos geralmente utilizados para tratar a hipertensão arterial

Diferentes classes de medicamentos disponíveis (remédios à venda sob prescrição)

tratamento hipertensão1. Interação com o sistema renina-angiotensina:

Inibidor da enzima conversora da angiotensina (IECA): estes medicamentos bloqueiam a conversão da angiotensina I em angiotensina II, esta última é um hormônio responsável por aumento da pressão sangüinea. Atençã alguns remédios desta classe podem provocar como efeito secundário uma tosse seca.
Antagonistas dos receptores da angiotensina (ARA) : bloqueiam o efeito da angiotensina II (responsável de um aumento da pressão sangüínea), agindo assim como um antagonista. Estes medicamentos são cada vez mais vendidos no mundo, certamente devido a sua eficácia. Certos remédios já são blockbusters importantes (mais de um bilhão de dólares em vendas).

2. Bloqueadores do canal de cálcio (antagonistas de cálcio): Esta classe de medicamentos age como antagonista sobre o cálcio, este último responsável pela ativação dos músculos lisos nos vasos sangüíneos cardíacos. Com ajuda dos Bloqueadores do canal de cálcio, os músculos lisos tornam-se mais relaxados e a pressão sangüínea diminui. Atenção aos efeitos secundários possíveis: ondas de calor, dores de cabeça, constipação, inchaço dos tornozelos.

3. Diuréticos
. Distinguimos diferentes tipos de diuréticos (tiazídicos, poupadores de potássio...). Geralmente sua ação consiste em aumentar a eliminação de água e sódio, o que diminui a pressão sangüínea. Observação importante para especialistas: jamais associar 2 diuréticos anticaliuréticos e com um complemento de K+.

4. Betabloqueadores
(por ex. atenolol). Eles agem sobre o sistema nervoso simpático. Este sistema é geralmente responsável pela reação ao estresse ou à atividade física. Agindo sobre esse sistema, os medicamentos betabloqueadores bloqueiam parte das reações, que geralmente provocam um aumento da pressão sangüínea.
Observação importante sobre os betabloqueadores: Nunca interrromper bruscamente um tratamento, pois o risco de tremedeiras, suor, angústia, arritmia, .... existe. Peça sempre conselhos ao seu médico para qualquer informação sobre seu tratamento ou diagnóstico.

5. Em associação de medicamentos (vários medicamentos) referidos nos pontos 1 a 4 acima. Por exemplo, combinar um diurético com um beta -bloqueador, etc .

Muitas vezes tratamentos associados são mais eficazes na redução da pressão sanguínea, especialmente quando a pressão está bem acima do alvo terapêutico desejado.

Os médicos muitas vezes dispõem de um protocolo (um algoritmo) para ajudá-los a alcançar seus objetivos.

*Atençã as classes de medicamentos mencionadas aqui são puramente informativas e não devem ser consideradas exaustivas, somente o seu médico pode lhe prescrever um tratamento apropriado e fazer um diagnóstico exato. É muito possível que o médico lhe prescreva medicamentos de classes diferentes a serem tomados juntos ou simultaneamente (ver ponto 5).

Ler a sequência: fitoterapia hipertensão - © vector_master - Fotolia.com

Perguntas e Respostas
Gostaria de saber como o Nebivolol funciona para reduzir a pressão alta e os batimentos cardíacos? Eu só usava a Losartana e agora minha cardiologista receitou também o Nebivolol."

Resposta do farmacêutico (por Adriana Sumi)
O nebivolol é um medicamento anti-hipertensivo da classe dos beta bloqueadores seletivos beta 1, o que significa que ele bloqueia os receptores beta-1 em doses muito menores que as necessárias para bloquear os receptores beta-2. Age diminuindo o debito cardíaco, por diminuir a frequência cardíaca e o volume de sangue injetado em cada batimento, e diminui a liberação de renina. A renina, faz parte do sistema renina-angiotensina-aldosterona, que faz a regulação endócrina da pressão sanguínea.

Diferente de outros beta bloqueadores, o nebivolol também age como vasodilatador, diminuindo a resistência periférica vascular através da ação do óxido nítrico. Este efeito vasodilatador ajuda não só no controle da hipertensão, mas também a reduzir os efeitos negativos observados em outros tipos de anti-hipertensivos, como a disfunção erétil e o aumento da resistência à insulina.

Inscreva-se gratuitamente na nossa NEWSLETTER sobre hipertensão !

Ultimas mensagens do fórum hipertensão

Última mensagem

  • Dor na nuca e tontura (27.01.2014)

    QUANDO ABAIXO A CABEÇA  OU QUANDO ESTOU BRINCANDO COM MINHA FILHA SINTO UMA DOR NA NUCA QUE FICA QUEIMANDO MINHA CABEÇA,E DEPOIS ME DAR  UMA TONTURA,GOSTARIA DE SABER O QUE É?POR FAVOR,
  • hipertensão versus impotencia (31.10.2013)

    BOM DIA, SOU HIPERTENSO E ESTAVA TOMANDO ENALAPRIL DE 20MG, E NÃO TINHA PROBLEMAS DE EREÇÃO. COMO TENHO ARRITIMIA CARDÍACA, MEU MÉDICO MUDOU PARA ATENOLOL DE 25MG, O QUE CAUSOU-ME, DEPOIS DE 40 DIAS DE TRATAMENTO, I
  • Informações sobre medicamentos para hipertensão (06.10.2013)

    Sou hipertenso há mais ou menos uns 12 anos e meu medicamento é Captopril 25mg pela manhã e à noite, sendo acrescido de um Hidroclorotiazida de 25mg pela manhã. Detalhe: SEMPRE usei este medicamento, a alteraç

Faça também SUAS PERGUNTAS NO FÓRUM HIPERTENSAO


author Observação da redação: este artigo foi modificado em 20.09.2014.
Controle de qualidade
Última atualização:
20.09.2014

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:


Ver também
PUBLICIDADE

Quickinfos top

Temas



Inscrição Newsletter


IMC

NOTÍCIAS

Alerta: ebola pode atingir 20 mil pessoas até novembro, segundo OMS

Dados da OMS apontam que epidemia de ebola pode fazer 20 mil vítimas até novembro de 2014.

Diabetes, hipertensão e tabagismo aumentam risco de Alzheimer

Estudo aponta que diabetes, tabagismo e hipertensão aumentam o risco de Alzheimer, além de outras demências.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br

Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter !

© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 30.09.2014