PUBLICIDADE
Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Tratamento pé de atleta

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Primeiramente ressaltemos que assim como em tratamentos contra a acne, é necessário ser paciente antes de observar a eficiência dos medicamentos.

O tratamento, na maioria das vezes, pode ser feito utilizando somente os antifúngicos tópicos, mas em casos mais graves, antifúngicos orais podem ser necessários

Existem diferentes formas de medicamentos para tratar a micose dos pés, como:

- gel, loções, cremes, sprays. Geralmente aplicados uma a duas vezes por dia durante 4 semanas (na maioria das vezes não necessitam de prescrição médica)

- comprimidos (na maioria das vezes sob prescrição médica)

- talcos (aconselháveis se a pessoa transpira muito nos pés)

Medicamentos pé de atleta 

Tratamento pé de atleta- os triazóis (clotrimazol, econazol, sulconazol, oxiconazol, cetoconazol, miconazol), cremes antimicóticos para aplicar várias vezes ao dia, eficaz após aproximadamente um mês de tratamento.

- a alilamina (terbinafina, naftifina), em creme antimicótico a ser aplicada uma vez ao dia, eficaz após uma semana de tratamento.

Peça também conselhos ao seu farmacêutico, ele dispõe de inúmeros medicamentos para tratar de maneira eficiente a micose dos pés e poderá em casos sem resultados lhe orientar um médico.

Ler a seqüência: fitoterapia pé de atleta

Ultimas mensagens do fórum micose 

Última mensagem

Faça também SUAS PERGUNTAS NO FÓRUM MICOSE


author Observação da redação: este artigo foi modificado em 28.08.2013.
Controle de qualidade
Última atualização:
28.08.2013

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:


Ver também
PUBLICIDADE

Quickinfos top

Temas



Inscrição Newsletter


IMC

NOTÍCIAS

Alerta: ebola pode atingir 20 mil pessoas até novembro, segundo OMS

Dados da OMS apontam que epidemia de ebola pode fazer 20 mil vítimas até novembro de 2014.

Diabetes, hipertensão e tabagismo aumentam risco de Alzheimer

Estudo aponta que diabetes, tabagismo e hipertensão aumentam o risco de Alzheimer, além de outras demências.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br

Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter !

© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 01.10.2014