PUBLICIDADE
Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Sintomas sífilis

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Antes de detalharmos os sintomas da sífilis, ressaltamos que os sintomas aparecem progressivamente, sendo que no início os sintomas não são tão detectáveis, o que dificulta diagnosticar rapidamente a doença.

Notamos também que o tempo de incubação (tempo que separa a contaminação e o aparecimento dos primeiros sintomas) da sífilis é de 2 a 6 semanas.

Na seção "sintomas da sífilis", destacamos 3 estágios, os 2 primeiros são infecciosos (isto quer dizer que uma pessoa afetada pela sífilis pode contaminar o seu parceiro), o terceiro estágio não é infeccioso.

Estágio primário da sífilis

Este estágio ocorre entre a terceira e a quarta semana que seguem a infecção, a pessoa pode apresentar os sintomas seguintes:

- O aparecimento de uma ferida altamente infecciosa e indolor, que se assemelha a uma pequena ulceração que chamamos de cancro. O cancro pode se manifestar no pênis ou nos órgãos genitais externos da mulher. Notamos também, mas raramente, cancros na boca (lábios) ou no reto (ânus). É importante observar que o cancro pode ser bem pequeno e passar despercebido.

- Adenopatia, ou seja, um inchaço dos gânglios linfáticos.

Muitas pessoas por não sentir dor e devido ao desaparecimento do cancro em algumas semanas, não procuram auxilio médico e não realizam tratamentos. Destas pessoas, 25% desenvolvem o estágio secundário da sífilis.

Estágio secundário da sífilis

Este estágio aparece entre 2 meses a  4 anos após o início da doença (estágio primário) que pode ter sido sintomático (presença de cancro) ou não. Nesse estágio é possível notar principalmente:

- Uma erupção cutânea com manchas vermelhas (rosadas) sobre a pele (sobre o torso e o abdómen, por exemplo) e/ou erupções maculopapulosas cutâneas.

Sintomas sífilis- Febre, fadiga, dor de cabeça, dores musculares (sintomas que se assemelham à síndrome gripal)

 - Em certos casos (raro), pode haver queda de cabelos (tufos)

Podemos observar também nesse estágio, a ocorrência de meningites, hepatites ou ainda distúrbios renais e articulares. Esses sintomas do estágio secundário evoluem por surtos.
Após 4 a 12 semanas, é possível observar uma longa diminuição da expressão desses sintomas, isso marca o início de uma fase assintomática que pode durar por muito tempo.

Estágio latente (geralmente entre o segundo estágio da sífilis)
Na maioria das vezes é assintomático, mas pode continuar transmitindo a doença durante o primeiro ano.

Estágio terciário da sífilis

É interessante ressaltar que sem o tratamento adequado, apenas 1/3 dos pacientes são afetados por esse terceiro estágio, que aparece geralmente entre 8 a 10 anos após o surgimento do estágio secundário, em caso de ausência de tratamento, mas pode aparecer entre 1 a 30 anos depois do surgimento da doença. Esse estágio pode ser bastante problemático e pode levar à morte se não for tratado.

Os diferentes sintomas desse estágio podem ser muito variáveis, para alguns pode se tratar de complicações psiquiátricas, para outros complicações neurológicas (paralisias, demência) ou ainda insuficiências aórticas.

No Ocidente, o estágio terciário é muito raro, pois após a introdução dos antibióticos no início do último século, foi possível impedir o seu aparecimento.

Estágio latente (geralmente entre o segundo estágio da sífilis)

Na maioria das vezes assintomático, mas continua transmitindo a doença.

Infecção congênita da sífilis (ver em complicações)

Ler a seqüência: diagnóstico sífilis

Ultimas mensagens do fórum sífilis

Última mensagem

Faça também SUAS PERGUNTAS NO FÓRUM SÍFILIS


author Observação da redação: este artigo foi modificado em 02.11.2013.
Controle de qualidade
Última atualização:
02.11.2013

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:


Ver também

PUBLICIDADE

Quickinfos top

Temas



Inscrição Newsletter


IMC

NOTÍCIAS

Carência de vitamina D associada ao mal de Alzheimer

Estudo aponta que a carência vitamina D, produzida ao se tomar sol, pode causar o mal de Alzheimer.

Vacina contra hepatite A será oferecida a crianças

O Ministério da Saúde passa a oferecer vacina contra a hepatite A para crianças.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br

Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter !

© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 21.08.2014