PUBLICIDADE
Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Tratamento artrite reumatóide

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

1. Tratamentos medicamentosos artrite reumatóide
Aqui estão os principais medicamentos para tratar a artrite reumatóide (AR), lembrando que somente um médico poderá lhe aconselhar sobre a terapia a ser seguida:

Tratamentos artrite reumatóide - os tratamentos de primeira escolha indicados para os sintomas leves da AR são os anti-inflamatórios não-esteroidais ou AINES (diclofenac, ibuprofeno...) e o paracetamol (sobretudo para tratar a dor, pois não é eficaz contra a inflamação). É importante constatar que a tomada de AINES é mais eficaz à noite ou ao se deitar do que em outros momentos do dia.

- corticóides (em tomada oral ou injetável) quando os sintomas da AR estiverem mais avançados.

- *tratamentos de fundo da artrite reumatóide: antipalúdicos (hidroxicloroquina, cloroquina,...), sais de ouro, metotrexato [foto, medicamento a ser tomado em geral, uma vez por semana!] injetável (melhor) ou em comprimidos, salazopirina.

- os antagonistas do TNF-alfa ou *biológicos  (bioterapêuticos), trata-se de uma nova classe de medicamentos (anos 2000) que podem auxiliar bastante. Quase sempre devem ser combinados com metotrexato injetável para melhorar a eficácia do tratamento.  Infelizmente esses medicamentos são em geral muito caros.

Atenção, todos esses tratamentos necessitam de uma prescrição médica assim como de um acompanhamento médico estrito (risco de efeitos secundários, diagnóstico exato...)

* Para essas classes de medicamentos, os especialistas falam em DMARDs para "disease-modifying anti-rheumatoid drugs", isto é, medicamentos contra os reumatismos que vão se modificar (no sentindo, reumatismos que vão melhorar) a doença e seus sintomas.

Estes medicamentos DMARDs são conhecidos por demorarem um certo tempo antes de fazer efeito, falamos em 8 a 12 semanas, e eles devem ser tomados em um determinado período (vários meses ou anos). É importante saber também que esses medicamentos exercem um efeito diferente em cada pessoa, algumas reagirão muito bem a esses tratamentos, outras ao contrário, não verão uma real utilidade na melhora dos sintomas. Por fim, ressaltamos que esses medicamentos, como o metrotexato, podem apresentar efeitos secundários sérios, portanto, exames regulares permitirão limitar ao máximo os riscos.


2. Outros tratamentos
Existem outros tratamentos como:
- a kinesiterapia

-
a ergoterapia (para limitar ou evitar as deformações)
- a cirurgia

Freqüentemente os diferentes tratamentos são combinados, converse com o seu médico a respeito.

Ler a seqüência: fitoterapia artrite reumatóide

Ultimas mensagens do fórum artrite - Faça também SUAS PERGUNTAS NO FÓRUM ARTRITE

Última mensagem

  • Alimentos e ervas tem ação nas artrites (18.08.2014)

    Há ervas que podem nos auxiliar para o controle da inflamação e da doença, podendo até conter a evolução. Na forma de chá promovem melhora da dor e até regressão dos danos. A
  • Simponi Golimumab (21.02.2014)

    Boa noite a todos! Caros Amigos, meu nome é João e minha mãe é reumatica.O médico dela receitou o Simponi Golimumabe, enfim, gostaria de saber de alguem ja usou esse medicamento e quais foram os resultados? Estou
  • Remédio natural para artrite reumatóide (03.01.2014)

     Olá eu tenho artrite reumatóide e tomo remedios  como arava metrotexato, calcio enfim varios remedios , mas gostaria de tomar remedios caseiros, que sejam bons para artrite , meu caso já é bem avançado ,

Faça também SUAS PERGUNTAS NO FÓRUM ARTRITE 


author Observação da redação: este artigo foi modificado em 04.03.2011.
Controle de qualidade
Última atualização:
04.03.2011

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:


Ver também

PUBLICIDADE

Quickinfos top

Temas



Inscrição Newsletter


IMC

NOTÍCIAS

5 informações essenciais sobre o infarto cardíaco em mulheres

Conheça 5 informações importantes sobre o risco de infarto do coração em mulheres.

Carência de vitamina D associada ao mal de Alzheimer

Estudo aponta que a carência vitamina D, produzida ao se tomar sol, pode causar o mal de Alzheimer.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br

Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter !

© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 27.08.2014