Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Tratamento hiperidrose

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O primeiro tratamento consiste em identificar a causa e eventualmente remediá-la. Se não for este o caso ou se a causa não for identificada, o médico poderá indicar os seguintes medicamentos para tratar a hiperidrose:

- Em caso de hiperidrose generalizada:
É possível utilizar os anticolinérgicos, que são medicamentos a serem tomados em forma de comprimidos e sob prescrição médica, só que infelizmente eles têm vários efeitos secundários como a secura da boca, problemas visuais, etc. É possível também utilizar a iontoforese (que consiste em passar uma corrente galvânica ao redor da pele) assim como técnicas cirúrgicas (ação sobre as glândulas sudoríparas). Converse com o seu médico, pois às vezes, os casos de hiperidrose generalizada podem ocorrer devido à uma doença mais grave.  Somente um médico poderá analizar corretamente o seu caso.

Ressaltamos também a possibilidade de adotar os mesmos tratamentos utilizados para a hiperidrose localizada, como os *sais de alumínio, os antitranspirantes, os desodorantes (>> ver abaixo), assim como os medicamentos naturais à base de sálvia.

- Em caso de hiperidrose localizada:
Existem diversos medicamentos contra a hiperidrose localizada que podem ser encontrados sem prescrição médica, em farmácias. Estes medicamentos são em geral, à base de *sais de alumínio, em particular de *cloreto de alumínio e devem ser aplicados sobre a pele em forma de fitas ou soluções.

Você também pode utilizar desodorantes para mascarar o eventual mau odor.

*Toxicidade do cloreto de alumínio e outros sais de alumínio

Em janeiro de 2012, pesquisadores da Universidade de Genebra, na Suíça, publicaram um estudo que destaca os efeitos adversos dos sais de alumínio (por exemplo, cloreto de alumínio) nas células mamárias in vitro. No entanto, eles não trouxeram prova formal de que estes sais causariam câncer de mama. Este estudo, no entanto, contesta a segurança de sais de alumínio sobre as células mamárias.

A conclusão de Stefano Mandriota, pesquisador em Biologia que coordenou esse estudo com André-Pascal Sappino (especialista em câncer de mama), é muito interessante: “Embora este estudo não permita afirmar que os sais de alumínio, presentes em desodorantes convencionais, causem o desenvolvimento do câncer de mama, é uma prova científica da nocividade destes sais em células mamárias”, conclui Stefano Mandriota.

Aviso do Criasaude.com.br – O que fazer ?
Como precaução, especialmente para as mulheres, usar preferencialmente desodorantes que não contêm sais de alumínio. Pergunte em uma farmácia local por um desodorante que não contenha sais de alumínio.

Ler  a seqüência: fitoterapia hiperidrose

Ultimas mensagens do fórum hiperidrose

Última mensagem

Faça também SUAS PERGUNTAS NO FÓRUM HIPERIDROSE


author Observação da redação: este artigo foi modificado em 17.02.2012.
Controle de qualidade
Última atualização:
17.02.2012

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:


Ver também
PUBLICIDADE

Quickinfos top

Temas



IMC

NOTÍCIAS

7 alimentos que combatem o câncer de próstata

SAO PAULO - Conheça uma lista de alimentos e hábitos alimentares que ajudam a combater o câncer de próstata. "NOVEMBRO AZUL"

Lançada campanhas contra dengue e febre Chikungunya

BRASÍLIA - O Ministério da Saúde lançou no mês de Novembro uma campanha para combater a transmissão da dengue e da febre Chikungunya.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br



© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 23.11.2014