Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Tratamento epilepsia

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

medicamentos epilepsiaDe maneira geral, o tratamento para a epilepsia visa diminuir a excitabilidade neuronal e os disparos de impulsos elétricos no cérebro.

Muitos pacientes com medicamentos anticonvulsivantes podem vivem uma vida normal, sem apresentar nenhuma outra crise. Outros pacientes apresentam redução da freqüência e da intensidade das crises convulsivas. Algumas das drogas usadas para o tratamento da epilepsia são:

- fenobarbital

- ácido valpróico

- lamotrigina

- topiramato

- carbamazepina

Um tratamento medicamentoso também utilizado na epilepsia é o levetiracetam.

É importante ressaltar que esses medicamentos, assim como qualquer outro, podem apresentar efeitos colaterais. Alguns dos mais comuns são:

tratamentos epilepsia- fadiga;

- tontura;

- ganho de peso;

- rash cutâneo;

- falta de coordenação e problemas na fala;

- depressão.

O tratamento é geralmente eficaz, mas para isso aconteça é essencial que o paciente tome regularmente os seus medicamentos.

Para pacientes refratários às drogas, uma alternativa é a cirurgia. Ela se consiste na retirada da parte afetada do cérebro (desde que essa seja uma parte pequena e que não afete o funcionamento global do cérebro) ou na implantação de eletrodos que regulam os impulsos elétricos.

Um fármaco novo está sendo testado para a epilepsia e tem mostrado bons resultados. Trata-se da vinpocetina, originalmente empregada para tratar disfunções cérebro vasculares leves.

Outras terapias adicionais incluem a estimulação do nervo vago e a dieta cetogênica.

tratamentos epilepsia dietaNa estimulação do nervo vago, um implante é posto sob a pele do peito do paciente. Impulsos elétricos estimulam o nervo vago e esta estimulação reduz as convulsões de 30 a 40%.

Dieta cetogênica

A dieta cetogênica é uma alimentação rica em lipídeos (90-92%), com baixa quantidade de carboidrato (2%) e quantidades normais de proteínas (8-10%). Muitos pacientes conseguem se manter livres de convulsões com esse tipo de dieta. Antes de adotar essa dieta, converse com um médico e um nutricionista para que ele possa ajustar as quantidades ideais de vitaminas, nutrientes e minerais em cada caso.

Os antigos gregos já sabiam que a alimentação pode controlar a epilepsia. Nos anos 1920 a 1950, a dieta cetogênica foi largamente utilizada, particularmente em crianças, antes de perder a sua importância com o advento dos medicamentos anti-epilépticos.

A dieta cetogênica é indicada para alguns pacientes epilépticos que não respondem aos medicamentos.

No entanto, somente um terço dos pacientes não responde ao tratamento medicamentoso. Um melhor entendimento das vias de sinalização que inibem certas áreas do cérebro, portanto, pode ajudar a encontrar terapias para controlar doenças tais como a epilepsia.

Em geral, em caso de crises convulsivas, não é aconselhado administrar medicamentos ao doente, pois existe o risco de perturbar o seu exame anterior. É, portanto, necessário administrar anti-convulsivos se a pessoa tiver crises sucessivas (Estado de Mal Epiléptico ou status epilepticus). Neste caso, o médico poderá administrar:

- fenobarbital

- diazepam

- clonazepam em altas doses.

Ler a sequência: fitoterapia da epilepsia

Leia também: complicações - grupos de risco - sintomas

Perguntas e Respostas
Tomo anticoncepcional ciclo 21, 0,15+0,03 mg e também Depakene (ácido valpróico 250 mg), gostaria de saber se o depakene corta o efeito do anticoncepcional?"

Resposta do farmacêutico (por Adriana Sumi)
Não há interação do ácido valpróico com medicamentos anticoncepcionais. Mas é muito importante esta sua pergunta e atenção, pois vários medicamentos interagem com os anticoncepcionais diminuindo sua eficácia e podendo levar a uma gravidez. Leia sempre a bula da sua pílula anticoncepcional para saber quais medicamentos interagem e em caso de dúvidas, pergunte ao seu farmacêutico ou médico.

As principais interações do ácido valpróico são com anticoagulantes (ex.: AAS) antibióticos carbapênicos (ex.:imipenen, ertapenem e meropenem) e com álcool.

Ultimas mensagens do fórum epilepsia

Última mensagem

Você também FAÇA PERGUNTAS NO FÓRUM EPILEPSIA


author Observação da redação: este artigo foi modificado em 13.11.2014.
Controle de qualidade
Última atualização:
13.11.2014

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:


Ver também
PUBLICIDADE

Quickinfos top

Temas



IMC

NOTÍCIAS

10 dicas para cuidar da barba e bigode

O Criasaude preparou uma série dicas que vão te ajudar a ter uma barba bonita e saudável.

7 alimentos que combatem o câncer de próstata

SAO PAULO - Conheça uma lista de alimentos e hábitos alimentares que ajudam a combater o câncer de próstata. "NOVEMBRO AZUL"

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br



© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 28.11.2014