Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Tratamento infecção urinária

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

tratamento das infecções urinárias O tratamento das infecções urinárias visa principalmente à eliminação dos agentes causadores do trato urinário. Os antibióticos são normalmente prescritos no tratamento da doença. No caso de infecções simples, os antibióticos comumente usados sã sulfametoxazol-trimetoprima, amoxicilina, ampicilina e antibióticos da classe das quinolonas (ciprofloxacino, norfloxacino e levofloxacino). Algumas alternativas sã cefalosporinas de 1ª e 3ª gerações (cefalexina, cefadroxil, cefixima etc), ácido pipemídico e nitrofurantoína.

Os sintomas normalmente desaparecem nos primeiros dias do tratamento, mas é necessário prosseguir com todo o tratamento até o final. O médico pode também receitar um analgésico no caso do paciente sentir dor, antipirético, no caso de febre, antiespasmódicos ou ainda antiinflamatórios.

A fosfomicine é um fármaco particularmente útil no tratamento de cistites, uma vez que um só comprimido pode curar a doença, além de possuir alta especificidade e perfil de resistência bacteriana menor quando comparado com quinolonas. No caso de infecções urinárias freqüentes, o tempo de tratamento é normalmente maior.

Os antimicrobianos de escolha para o tratamento de infecção urinária complicada sã as fluoroquinolonas, cefalosporinas de 2ª e 3ª geração, penicilinas sintéticas com inibidores da betalactamase (como a associação amoxicilina + cácido clavulânico) e aminoglicosídeos (estreptomicina, apramicina etc). Em casos clinicamente graves ou na falha inicial após um a três dias de tratamento, devem-se utilizar drogas anti-Pseudomonas, exceto as fluorquinolonas, com internação e tratamento intravenoso.

Quando o agente causador é um fungo, as drogas normalmente usadas são o fluconazol. A anfotericina B é usada quando não há resposta ao fluconazol. O cetoconazol não é indicado para infecções urinárias fúngicas.

É importante que o tratamento com antibióticos e antifúngicos seja criteriosamente selecionado uma vez que as bactérias podem tornar-se resistentes. O controle do tratamento deve ser feito por análise da urina. O uso de antibióticos como uso profilático é de uso limitado.

Ler a sequência: fitoterapia das infecções urinárias - dicas infecções urinárias

Ler também: antibióticos - amoxicilina


LER TAMBEM - CRIASAUDE

PUBLICIDADE
author Observação da redação: este artigo foi modificado em 11.05.2013.
Controle de qualidade
Última atualização:
11.05.2013

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:


Ver também

Google search 2015


Loading

Quickinfos top

Temas



IMC

NOTÍCIAS

Terapia com células-tronco mostra avanços no combate ao HIV

Terapia com células-tronca mostra resultados promissores no combate à infecção pelo HIV.

O FDA adverte contra o risco de infarto e AVC com anti-inflamatórios não esteroidais

O FDA pediu aos fabricantes de medicamentos para reforçar a bula em todos os anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs) sobre o risco de infarto ou AVC.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br




© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 29.07.2015