PUBLICIDADE
Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Insuficiência cardíaca

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Resumo insuficiência cardíaca

insuficiência cardíacaA insuficiência cardíaca é uma doença do músculo do coração, que resulta em um déficit de bombeamento do sangue pelo coração. Assim, o coração não pode enviar sangue suficiente para os diferentes órgãos do corpo, causando vários efeitos colaterais, incluindo insuficiência renal, edema, insuficiência pulmonar, por exemplo.

A insuficiência cardíaca afeta principalmente as pessoas mais velhas e ocorre cada vez com mais frequência, devido ao envelhecimento da população.

Os principais sintomas da insuficiência cardíaca são: cansaço, falta de ar anormal durante o esforço, sonolência, confusão, edema, ganho de peso, etc

O diagnóstico da insuficiência cardíaca consiste em primeiro lugar em detectar os sintomas, seguido por um exame clínico. O médico também pode realizar uma radiografia, eletrocardiograma, a fim de avaliar a função cardíaca.

Muitos medicamentos são utilizados para tratar a insuficiência cardíaca. O médico irá recorrer aos medicamentos anti-hipertensivos, com diuréticos ou inibidores da enzima conversora de angiotensina (ECA).

Paralelamente a essas drogas, é possível melhorar o prognóstico cuidando da forma física e da alimentação.

Definição

A insuficiência cardíaca é o resultado de uma diminuição da capacidade de bombeamento do coração. O débito cardíaco é bastante reduzido, causando vários efeitos colaterais, tais com

- congestão venosa devido ao fraco retorno venoso, o aparecimento de edema, bem como o aumento do volume de certos órgãos como o fígado;

- a congestão pulmonar, com a estagnação nos pulmões, diminuição da função pulmonar e doenças respiratórias.

O músculo cardíaco é composto de duas partes (lado esquerdo e direito), entre os jovens, os efeitos podem ser diferentes, dependendo da parte afetada. É necessário especificar se a insuficiência cardíaca ocorreu do lado esquerdo ou direito. Por outro lado, em relação às pessoas mais velhas, os dois lados do coração são geralmente afetados da mesma maneira.

A insuficiência cardíaca é dividida em dois tipos principais, a insuficiência cardíaca sistólica (mais comum) e a insuficiência cardíaca diastólica.

Na insuficiência cardíaca sistólica, o coração se contrai menos, não sendo possível enviar todo o sangue. Uma parte do sangue permanece nos ventrículos (cavidades inferiores do coração), e posteriormente causando um acúmulo de sangue nas veias.

Na insuficiência cardíaca diastólica, o coração não relaxa após a contração. Assim, suas cavidades não são preenchidas normalmente e novamente ocorre um acúmulo de sangue nas veias.

Causas

A insuficiência cardíaca pode ser causada por todas as doenças que afetam o coração, direta ou indiretamente. Em princípio, a insuficiência cardíaca é unilateral. Se ela afeta a capacidade de bombear o sangue do coração para o resto do corpo, é chamada de insuficiência cardíaca sistólica (ICS). Por outro lado, falamos de insuficiência cardíaca diastólica (ICD), quando há uma falha na capacidade de enchimento de sangue no coração. Em pessoas idosas ou com certas doenças, como hipertensão, podem ser encontrados os dois tipos de insuficiência cardíaca, ao mesmo tempo.

Em todos os casos de insuficiência cardíaca, o corpo vai utilizar um mecanismo de compensação. Este mecanismo vai permitir uma melhor função cardíaca à curto prazo, pois à longo prazo, isso pode agravar ainsuficiência cardíaca.

Insuficiência Cardíaca Sistólica (ICS)

Na insuficiência cardíaca sistólica, o coração perde a sua capacidade de contrair de forma adequada, o que permitiria que o sangue fosse enviado para a corrente sanguínea. Na verdade, neste caso, as doenças que causam insuficiência cardíaca sistólica podem danificar o músculo cardíaco. Isto é o caso notadamente das seguintes doenças:

- Doença arterial coronariana: o coração não é devidamente oxigenado;

- Miocardite (inflamação do músculo cardíaco) devido às infecções;

- Doenças das válvulas do coraçã provocam refluxo de sangue para o coração;

- Arritmias cardíacas;

- Hipertensão arterial pulmonar: o coração trabalha mais, ele se expande, e provoca uma insuficiência cardíaca sistólica;

- Embolia pulmonar;

Algumas outras condições provocam a insuficiência cardíaca sistólica indiretamente, sendo elas as seguintes doenças:

- Anemia, o coração deve trabalhar mais para prover a quantidade necessária para o resto do corpo;

- Distúrbios da tireoide (hipotireoidismo e hipertireoidismo). O hipertireoidismo estimula mais o coração, o que o enfraquece, enquanto no hipotireoidismo há uma redução do hormônio da tireoide. Como o coração é um órgão dependente desses hormônios da tireoide, eventualmente, há um enfraquecimento do coração devido à redução desses hormônios.

- Insuficiência renal: os rins não conseguem eliminar bem. O coração bombeia mais sangue e se fatiga.

Insuficiência Cardíaca Diastólica (ICD)

Na insuficiência cardíaca diastólica, o coração tem dificuldade para se preencher, isto normalmente vem com a idade. Com efeito, as paredes do coração tornam-se mais rígidas. Outras causas de insuficiência cardíaca diastólica sã

Insuficiência Cardíaca Diastólica (ICD)- Hipertensão;

- Infecções que provocam um enrijecimento das paredes do coração;

- A pericardite (inflamação do revestimento do coração).

Um estudo norueguês publicado no início de 2013 mostrou que pessoas que sofrem de insônia estão particularmente propensas a desenvolverem insuficiência cardíaca.
De acordo com este estudo, o risco de desenvolver insuficiência cardíaca foi três vezes maior em pacientes que relataram sintomas de insônia do que em outros. Nesta fase, a relação de causa e efeito ainda não foi determinada. Pode ser de ordem biológica. Uma hipótese baseia-se no fato de que a insônia leva a um estado de tensão no corpo ao ponto de afetar a bomba cardíaca. Mas isso deve ser alvo de mais estudos científicos [Fonte: Destino de Saúde].

Mecanismo de compensação

Na insuficiência cardíaca, o corpo utiliza diversos mecanismos de compensação. Estes mecanismos são muitas vezes úteis e eficazes, após um infarto do miocárdio, por exemplo. No entanto, a longo prazo, eles vão agravar a insuficiência cardíaca.

Estes mecanismos são:

- Liberação dos hormônios adrenalina e noradrenalina: este último irá aumentar a frequência e o trabalho cardíaco, a fim de aumentar o débito cardíaco (= aumento da quantidade de sangue bombeada para a circulação);

- Diminuição da eliminação de sódio e água pelos rins: isso permite o aumento do volume sanguíneo, melhora a pressão;

- Aumento do volume das paredes dos ventrículos: as contrações são mais fortes, mas, eventualmente, tornam-se duras e causam a insuficiência cardíaca diastólica.

Pessoas de risco

As pessoas com maior probabilidade de desenvolver a insuficiência cardíaca são as pessoas:

- idosas;

- que sofrem de hipertensão arterial;

- que sofrem de insuficiência renal;

- que sofrem de pericardite;

- que sofrem de hipo ou hipertireoidismo;

- anêmicas;

- que sofrem de uma inflamação do músculo do coração.

Sintomas

Na insuficiência cardíaca, os sintomas serão diferentes para a insuficiência cardíaca sistólica e a insuficiência cardíaca diastólica. Isso quer dizer que, o estado do coração se agrava, quando os mecanismos compensatórios não são mais eficazes. No entanto, podemos dizer que os sintomas de insuficiência cardíaca, em geral, sã

fadiga- Fadiga e fraqueza durante a atividade física, devido à falta de oxigenação dos músculos, incluindo a falta de ar anormal durante o exercício;

- Sonolência;

- Confusão

Os sintomas se instalam em geral de maneira lenta. Diferentemente do infarto do miocárdio (coração).

Os sintomas no caso da insuficiência cardíaca direita sã edemas nos pés, tornozelos, pernas, fígado e abdômen. Náuseas e perda de apetite podem ocorrer quando demasiado líquido se acumula no abdômen.Perda de apetite, resultando em perda de peso e perda de massa muscular.

Quando a insuficiência cardíaca é esquerda, há um acúmulo de líquido nos pulmões. Isso gera uma dificuldade para respirar. Uma crise aguda de insuficiência cardíaca esquerda com um aumento súbito de água nos pulmões provoca desconforto e ansiedade. Uma complicação da insuficiência cardíaca esquerda é o surgimento da insuficiência cardíaca direita. Uma crise aguda requer hospitalização imediata, pois é uma situação de emergência.

Diagnóstico

O surgimento dos sintomas faz com que haja suspeita da presença de insuficiência cardíaca.

O médico irá então proceder com um exame clínico, radiografia do tórax ou com um ecocardiograma que dá a imagem do coração. O médico irá usar o eletrocardiograma (ECG) a fim de determinar e avaliar as funções cardíacas. A cintilografia e o cateterismo cardíaco com angiografia permitem determinar as causas da insuficiência cardíaca. A biópsia só será realizada quando houver suspeita de infecção.

Exame Clínico

Durante o exame clínico, o médico vai olhar para os seguintes sinais clínicos para confirmar a presença da insuficiência cardíaca:

- Muitas vezes, um pulso fraco e rápido;

- Pressão arterial baixa;

- Arritmias;

- Distensão do coração;

- Acúmulo de líquido nos pulmões;

- Fígado “gordo”;

- Edema presente no abdômen ou membros inferiores (pés, tornozelos e pernas).

Radiografia do Tórax

A radiografia do tórax pode mostrar o tamanho do coração e a presença ou ausência de líquido nos pulmões.

Eletrocardiograma (ECG)

O eletrocardiograma é um instrumento importante para o médico, que o permite avaliar a função cardíaca. Para determinar se:

- há um ritmo cardíaco anormal;

- as paredes dos ventrículos estão mais espessas.

Ecocardiografia

A ecocardiografia é uma segunda ferramenta médica utilizada para avaliar a função cardíaca. O médico determinará:

- a espessura da parede do coração;

- o funcionamento das válvulas;

- a contração cardíaca.

Complicações

Na insuficiência cardíaca, o coração para de funcionar corretamente e não pode enviar oxigênio suficiente para o cérebro, especialmente para áreas do cérebro que controlam a respiração. Isto leva à uma respiração periódica de difícil respiração, conhecida com respiração de Cheyne-Stokes. O paciente terá uma respiração profunda e rápida no início, e depois começa a ter apneia.

O músculo cardíaco tem dificuldade em bombear o sangue para fora das cavidades do coração na insuficiência cardíaca. O sangue estagna e forma coágulos sanguíneos. Estes coágulos são então empurrados para a corrente sanguínea, podendo obstruir as artérias do corpo, causando embolia. Fala-se em Acidente Vascular Cerebral (AVC) quando um coágulo obstrui uma artéria no cérebro. Um acidente vascular cerebral é perigoso e pode custar a vida do paciente, ou sequelas graves se não for tratada rapidamente.

Outras complicações da insuficiência cardíaca são os mesmos sintomas de insuficiência cardíaca, com o aparecimento de edemas em vários locais do corp os pés, tornozelos, pernas, fígado e abdômen.

Além disso, a insuficiência cardíaca esquerda pode resultar, eventualmente, em insuficiência cardíaca direita.

Tratamentos

O médico irá garantir não só o tratamento da insuficiência cardíaca, mas também das doenças que causam a insuficiência cardíaca ou que a agravam. Para isso, o médico irá utilizar uma variedade de medicamentos. A cirurgia só será realizada em casos de insuficiência cardíaca grave. De fato, a insuficiência cardíaca é uma doença crônica, mas os medicamentos vão melhorar a qualidade de vida e a expectativa de vida dos pacientes. Nota-se que, durante a insuficiência cardíaca aguda, a medicação vai ser diferente. Além disso, medidas de dietas e de um estilo de vida melhor podem ter efeitos benéficos na insuficiência cardíaca.

Tratamento da causa

Dependendo da doença que provoca a insuficiência cardíaca, o médico irá utilizar vários medicamentos:

- Anti-hipertensivos;

- Antibióticos;

- Antianêmicos;

- Medicamentos contra a hipo- ou hipertireoidismo.

Controle dos fatores associados e que agravam a insuficiência cardíaca

Ao controlar os fatores associados, diminuímos o risco de doenças coronarianas, de modo que contribuam para um melhor funcionamento do coração.

- Mudança no estilo de vida, manter a melhor forma possível;

- Reduzir a obesidade, já que essa condição força o coração a trabalhar mais. Fazer dieta.

- Parar de fumar, já que o fumo aumenta o risco de infarto do miocárdio;

- Controle da diabetes;

- Diminuir a taxa de colesterol com uma dieta;

- Evitar dietas com elevado teor de sal, pois interfere com diuréticos;

- Reduzir o inchaço, elevando as pernas quando estiver sentado ou apoiar a cabeçasobre travesseiros se estiver com água acumulada nos pulmões;

- Diminuir os edemas utilizando meias de compressão.

Tratamento da insuficiência cardíaca 

A insuficiência cardíaca deve ser cuidadosamente monitorada pelo médico, pois pode piorar de repente. Muitos medicamentos são utilizados no tratamento da insuficiência cardíaca:

- Diuréticos para reduzir o edema. Existem vários tipos de diuréticos: diuréticos de alça, diuréticos tiazídicos. Estes medicamentos são normalmente administrados por via oral. Em caso de emergência, porém, será administrado por via intravenosa. Nota-se que, os diuréticos provocam perda de potássio, o médico irá usar um diurético poupador de potássio (espironolactona, por exemplo) ou fará uma suplementação com potássio;

- Inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA). Esta é a principal ferramenta para o tratamento farmacológico da insuficiência cardíaca. Estes medicamentos reduzem os sintomas e prolongam a duração de vida. Os inibidores da ECA causam dilatação das veias e artérias, facilitando a eliminação do excesso de água, reduzindo assim a sobrecarga do coração. Seu principal efeito colateral é o aparecimento da tosse. Razão pelo qual eles preferem os inibidores da ECA ou enzima conversora da Angiotensina II;

- Vasodilatadores. Hidralazina e nitroglicerina em spray e adesivo são utilizados quando o tratamento com inibidores da ECA não são eficazes;

- Beta-bloqueadores: melhoram a função cardíaca por abrandar o ritmo cardíaco e a força de contração;

- Digoxina: diminui a frequência cardíaca e a força dos batimentos cardíacos;

- Anticoagulantes: são usados para evitar os coágulos sanguíneos;

- Medicamentos antiarrítmicos: devem ser utilizados em transtornos do ritmo cardíaco;

- A cirurgia é um transplante do coração que é feita quando os medicamentos não são eficazes e que a insuficiência cardíaca é grave.

Tratamento da insuficiência cardíaca aguda

O tratamento da insuficiência cardíaca aguda se faz na urgência do hospital. O médico irá prescrever medicamentos de ação rápida: os diuréticos e nitroglicerina por via intravenosa ou sublingual.

O médico, por vezes, recorre à morfina, para reduzir a ansiedade, se o paciente sofrer de edema pulmonar agudo.

Conselhos de prevenção e tratamento da insuficiência cardíaca

Conselhos de prevenção da insuficiência cardíaca

Uma vez que muitas doenças podem causar insuficiência cardíaca, é necessário tratá-las. Estas doenças são a hipertensão, hipo ou hipertireoidismo e anemia severa.

Um estilo de vida saudável também é aconselhável para manter o coração em boa condição de trabalho. Nós iremos enfatizar a atividade física e uma dieta saudável. De fato, a atividade física fortalece o músculo cardíaco e evita o sobrepeso. O excesso de peso tende a sobrecarregar o coração. Uma dieta com baixo teor de sal, por sua vez, impede a retenção de líquidos. Também evite alimentos ricos em colesterol, pois podem entupir as artérias, causando a sobrecarga do coração.

Recomendamos também cessar o uso do tabaco, pois ele aumenta o risco de infarto do coração e, consequentemente, da insuficiência cardíaca.

Conselhos de tratamento da insuficiência cardíaca

Na insuficiência cardíaca, é fundamental manter as medidas tomadas para prevenir a insuficiência cardíaca:

- Tratar as doenças que podem provocar a insuficiência cardíaca;

- Manter bons hábitos alimentares e a atividade física;

Além disso, quando há edemas nos membros inferiores, é fortemente aconselhado a usar meias elásticas, elevar as pernas quando estiver sentado ou deitado. Se o edema for encontrado nos pulmões, deve-se repousar a cabeça sobre vários travesseiros para elevar a parte superior do corpo.

Finalmente, lembramos que é essencial fazer uma revisão completa dos seus medicamentos e ir ao médico regularmente, pois a insuficiência cardíaca é uma doença crônica que pode mudar rapidamente e colocar a vida dos pacientes em risco.

Por (farmacêutico)

Observação da redação: este artigo foi modificado em 21.08.2014.
Controllo di qualità
Última atualização:
21.08.2014

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:



PUBLICIDADE

Comentários

16.07.2014 04:20
Re: Insuficiência cardíaca
TENHO IC HA 4 ANOS E ESTOU AGUARDANDO UM TRASPLANTE
ANA MARIA CABRAL TEIXEIRA
16.07.2014 04:17
Re: Insuficiência cardíaca
TENHO 37 ANOS E HA 4 ANOS DESCOBRIR Q TENHO IC. FAÇO TRATAMENTO RIGOROSAMENTE,POIS JA ESTIVE MTO RUIM... E AGORA ESTOU NA FILA DE TRANSPLANTE AGUARDANDO UM CORAÇAO.
ana maria cabral teixeira
11.04.2014 18:08
Re: Insuficiência cardíaca
meu filho tem apenas 19 anos e foi descobeto que ele esta com uma doença no coraçaõ .o coraçao dele nao tem força para bombear o sangue o que eu faço pois nao tenho dinheiro para o tratamento e o sus é muito dificil,ele ainda nao sabe q eu sei,a namorada dele quem mim falou.estou deseperada...mim ajude

meu imeil maria.estetica@ig.com.br

obrigado
maria aparecida
05.03.2014 05:22
Re: Insuficiência cardíaca
Fiz uma plastia de válvula mitral, já tenho um ano de operada, contudo, ainda sinto muito cansaço físico e falta de ar nos esforços, sono inquieto, pelo desconforto respiratório, batimentos acelerados, não consigo deitar do lado esquerdo porque me sinto sufocar, em fim. porque estes sintomas persistem?
Anonimo
05.02.2014 14:58
Re: Insuficiência cardíaca
Gostaria de saber se o chá ou xarope de tilia, faz mal a quem tem problemas cardíacos.
Manuela Rodrigues
12.01.2014 04:56
Re: Insuficiência cardíaca
minha tem insuficiencia cardiaca e eu queria saber se podemos manter as massagens nos membros inferiores?
Anonymous
26.05.2013 15:55
Re: Insuficiência cardíaca
Bom Dia! Uma pessoa no qual tem insuficiencia cardiaca gongestiva em tratamento pode receber massagem normalmente ou nao? Desde já obrigada!
jeny
24.04.2013 23:32
Re: Insuficiência cardíaca
minha avo deu entada no hospital com ensima cardia coronariana, gostaria de saber qual o risco q corre pois ela tem 84 anos?
tati
12.04.2013 23:18
Re: Insuficiência cardíaca
Gostaria de saber uma informação, estou começando a ter olheiras, e me falaram que isso é por causa que sou cardiaco. tem algo que realmente comprove isso? obrigado!!! wagner silva
wagner kleber
03.04.2013 07:00
Re: Insuficiência cardíaca
O uso de meia de compressão é um bom auxilio ao tratamento?
é verdade que o uso de meia de compressão aumenta os batimentos cardíacos?
Diogo
22.03.2013 08:25
Re: Insuficiência cardíaca

Tenho 62 anos de idade, e sofro de hipertenção (essencial) nas cifras entre 9 Mhg/ 15 e 9,6 Mhg/ 16 Mhg, já há muitos anos. Embora eu estija a sentir alguma fadiga nas minhas caminhas, não verifico em mim a maioria das evidências ou sintomas de insuficiência cardíaca, clinicamente indicados, pelo que, estou tranquilo e posso descartar a probalidade de o meu coração estar numa situação de insuficiência cardíaca, graças a Deus.

Fico feliz em saber, através dos esclarecimentos deste blog, que o meu coração está isento dessa terrível doença.
Ferrão
26.02.2013 02:03
Re: Insuficiência cardíaca
obrigada por tirar minhas duvidas e esclarecer minha mente
maria aparecida
27.01.2013 23:55
Re: Insuficiência cardíaca
Minha mae faleceu dia 2 de janeiro 2013 de embolia pulmonar cardiaca
lucia
03.10.2012 18:56
Re: Insuficiência cardíaca
Estou com edemas nos pes, cansaço nos exercicios e nas escadas, dores de cabeça, na analises de sangue tenho o GGT elevadissimo (enzima) do figado, peso mais 6 kgs do normal. lendo isso, penso que tenho insuficiencia cardiaco. estou aterrorizado.
Dani
24.05.2012 06:51
Re: Insuficiência cardíaca
Ops insuficiência cardíaca.
Daniela
Adicionar um comentário

Quickinfos top

Temas



Inscrição Newsletter


IMC

NOTÍCIAS

5 informações essenciais sobre o infarto cardíaco em mulheres

Conheça 5 informações importantes sobre o risco de infarto do coração em mulheres.

Carência de vitamina D associada ao mal de Alzheimer

Estudo aponta que a carência vitamina D, produzida ao se tomar sol, pode causar o mal de Alzheimer.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br

Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter !

© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 27.08.2014