PUBLICIDADE
Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Trombose

PUBLICIDADE

Entender a doença Tratamento & Prevenção Interativo
Definição Tratamento (remédios) Perguntas aos farmacêuticos
Estatísticas Fitoterapia
Causas Homeopatia
Grupos de risco Dicas
Sintomas Prevenção
Diagnóstico

Complicações


doença trombose

Resumo sobre trombose

A trombose é uma doença caracterizada pela formação de coágulos no interior dos vasos sanguíneos. Esses coágulos, também chamados de trombos, podem se formar em veias ou artérias e se desprender entupindo outros vasos do corpo. O tipo mais comum de trombose é a trombose venosa profunda. A trombose arterial pode causar infarto do miocárdio e AVC. Outra condição importante é a embolia pulmonar.

Na Europa, cerca de 1,5 milhão de pessoas apresentam a doença, que resulta em mais de 500 mil mortes por ano. Nos EUA, o número de afetados chega a 2,6 milhões. No Brasil, cerca de 170 mil pacientes apresentam a doença, sendo que 40% desses não sabem identificar os sintomas. As causas principais da trombose são alterações na coagulação do sangue (condição conhecida como hipercoabulabilidade), alterações na hemodinâmica (fluxo sanguíneo) e lesões aos vasos.

As alterações na coagulação do sangue podem ser ocasionadas por situações como tabagismo, obesidade, uso de contaceptivos hormonais, gravidez e herança genética.
Os sintomas são difíceis de serem detectados, o que torna a doença muito perigosa. Quando eles aparecem podem ser dores e inchaço nos membros inferiores, vermelhidão e calor. A trombose pode se manifestar em diferentes veias do sistema cardiovascular, como na carótida, coronárias, veias dos membros inferiores, etc.
O diagnóstico é normalmente feito
pela análise dos sintomas e através de testes de imagem do interior dos vasos saguíneos.

A trombose quando não controlada resulta em graves conseqüências, como síndrome pós-embólia, inchaço, aumento de infecções, embolia pulmonar e morte. O objetivo do tratamento é a redução da formação de trombos ou quebra dos mesmos, com o uso de anticoagulantes, como warfarina e enoxaparina.



trombosePlantas medicinais, como hamamélis, e produtos homeopáticos, como Bothrops, ajudam a fluidificar o sangue e evitar estagnações.

É importante que você siga corretamente as orientações médicas com relação à tomada dos medicamentos para evitar conseqüências como hemorragias. Procure sempre se movimentar e praticar exercícios para auxiliar o fluxo sanguíneo. Evitar o sobrepeso e tabagismo são importantes medidas para prevenir a trombose.

Ler a sequência: definição de trombose

Perguntas e Respostas
Gostaria de saber qual analgésico para dor de cabeça pode ser tomado sem potencializar o efeito do Xarelto. Quais medicamentos para dor são permitidos? Os medicamentos que contem Dipirona na fórmula podem causar taquicardia?"

Resposta do farmacêutico (por Adriana Sumi)
A escolha do analgésico mais adequado para cada caso, principalmente quando há outras doenças envolvidas e outros tratamentos medicamentosos, envolve a análise de vários dados, como: estado atual de saúde, histórico médico da pessoa e familiares, outros problemas de saúde existentes e medicamentos tomados. O profissional  que deve avaliar isto para você é seu médico, aqui podemos dar algumas informações sobre alguns analgésicos, mas somente o médico poderá dizer qual o mais adequado para o seu caso.

O Xarelto (rivaroxabana) é um agente antitrombótico, que impede a formação do trombo, pois impede a coagulação do sangue no interior do vaso sanguíneo. Alguns analgésicos não devem ser tomados em conjunto com este tipo de medicamento por aumentarem o risco de sangramento, tais como o AAS (ácido acetilsalicílico), ibuprofeno e naproxeno.

Medicamentos a base de dipirona, não possuem interação com antitrombóticos, mas não devem ser utilizados em casos em que a pessoa possa ter sensibilidade a esta medicação e em casos onde a queda de pressão sanguínea pode ser perigosa, como alguns problemas cardíacos.

Medicamentos a base de paracetamol, pode ser utilizados em conjunto com antitrombóticos, no entanto é necessário avaliar se a pessoa não possui alguma contraindicação, como por exemplo problemas no fígado.


author Observação da redação: este artigo foi modificado em 14.09.2014.
Controle de qualidade
Última atualização:
14.09.2014

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:


Ver também

PUBLICIDADE

Quickinfos top

Temas



Inscrição Newsletter


IMC

NOTÍCIAS

Alerta: ebola pode atingir 20 mil pessoas até novembro, segundo OMS

Dados da OMS apontam que epidemia de ebola pode fazer 20 mil vítimas até novembro de 2014.

Diabetes, hipertensão e tabagismo aumentam risco de Alzheimer

Estudo aponta que diabetes, tabagismo e hipertensão aumentam o risco de Alzheimer, além de outras demências.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br

Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter !

© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 30.09.2014