Estatinas potencialmente úteis contra o câncer

Estatinas potencialmente úteis contra o câncerZURIQUE – As estatinas, medicamento amplamente prescrito para baixar o colesterol, podem ser interessantes na luta contra o câncer. Essa é a conclusão de um estudo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.
O crescimento dos vasos linfáticos contribui para a propagação de células cancerosas no corpo e  também é a fonte de rejeições em transplantes de órgãos. Mas até agora, não existe na prática clínica medicamentos que inibem o crescimento de forma confiável, indicou segunda-feiram passada (03/09) a Escola Federal Politécnica de Zurique (EPFZ), na Suíça.

Com colegas da Universidade da Califórnia em Berkeley, a equipe de Michael Detmar, a EPFZ, tem desenvolvido um novo sistema de cultura de células em 3D. Eles foram capazes de testar mais de mil substâncias.

Cerca de trinta delas mostraram um efeito inibitório sobre o crescimento de vasos linfáticos. Dois foram analisados com mais detalhe, incluindo a classe das estatinas. Os cientistas então testaram em ratos.

Muitos cânceres espalham-se pelo o corpo através dos vasos linfáticos, alguns tumores secretam substâncias que até mesmo promovem o crescimento dos casos em sua direção, escrevem os cientistas. Pode-se imaginar no futuro o tratamento de alguns pacientes com estatinas para prevenir a metástase.

Esses medicamentos já são amplamente utilizados, é suficiente que as autoridades reguladoras permitam esta nova indicação, o que é muito mais fácil do que aprovar um novo medicamento. No entanto, mais pesquisas são necessárias para determinar a dose eficaz em humanos, os pesquisadores concluem.

Criasaude: 10 de setembro de 2012 – Foto: © Pixologic – Fotolia.com

Ler: Efeitos colaterais das estatinas


Observação da redação: este artigo foi modificado em 19.09.2017

 

Inscrever-se na nossa newsletter (de graça)

 

Ler também: