PUBLICIDADE
Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Alopurinol

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Resumo

O alopurinol é uma molécula que reduz a produção de ácido úrico (hipouricemiante) do organismo, o medicamento é indicado nos casos de gota e hiperuricemia sintomática.

Esta molécula possui uma ação preventiva e é útil em casos de gota (uma vez desencadeada). O alopurinol é contra-indicado em hiperuricemia assintomática, isto é, quando os níveis de ácido úrico (sangue) é elevada, mas não apresenta sintomas (nenhuma gota, sem dor, etc).


Sobre a molécula

Nome químico: 1,5-diidro-4H-pirazol[3,4-d]-pirimidina-4-ona

Nomes da molécula: Alopurinol

Nomes comerciais:  Alopurinol, Zyloric

Dose 
- mínimo
: 100 mg/dia

- máximo: 800 mg/dia, atenção a dose máxima diária pode variar de acordo com cada país (legislações diferentes). No Brasil a dose usual na prevenção de gota é de 100 a 300mg/dia, mas a dose máxima pode chegar a 800mg/dia.  Na França, a dose máxima é de 300mg/dia, já na Suíça algumas fontes científicas (Etzel Gysling "Hundert wichtige Medikamente de 2005) preconizam até 600mg/dia.

Nota: doses superiores a 300 mg/dia devem ser administradas divididas (fracionadas) durante o dia.

De acordo com as recomendações da Agência Francesa de Segurança de Medicamentos (ANSM) publicadas no início de 2013, ainda é recomendável aumentar gradualmente a dose do alopurinol e adaptar de acordo com ácido úrico (que deve ser medido regularmente ). Isto ajuda a reduzir a ocorrência de efeitos adversos, alguns muito graves, especialmente na pele (ler abaixo em efeitos adversos).

Posologia
allopurinol posologia 100 mg
Uso adulto e geriátrico (note que as posologias podem variar de um país para o outro, indicações puramente informativas)
- gota moderada: 200 a 300 mg/dia (ler também em Dose)

- gota severa (posologia proposta em alguns países): 400 a 600 mg/dia
Na França, a dose usual máxima parece ser de 300 mg por dia, na Suíça (ler em Dose) os médicos podem  prescrever até 600 mg por dia (em 24 horas). No Brasil, existem protocolos médicos que indicam doses de até 800mg/dia, para casos muito grave.

- hiperuremia associada à quimioterapia: 600 a 800 mg/dia, dividido em 2 ou 3 doses

- outras indicações: Iniciar com 100 mg/dia e ir aumentando a dose gradualmente a cada 4 semanas monitorando o nível plasmático de acido úrico.

Uso pediátrico (note que as posologias podem variar de um país para o outro, a indicações puramente informativas)
Observação: Algumas fontes acreditam que a utilização de alopurinol em crianças não é muito recomendável (risco de efeitos adversos), para a dose diária de alopurinol é possível uma dose de 10 a 20 mg por kg por dia.

Abaixo estão listadas algumas indicações de posologia (atenção, sempre pergunte ao seu médico ou farmacêutico).

- crianças < 6 anos: 150 mg/dia

- crianças entre 6 e 10 anos: 300 mg/dia

- crianças a cima de 10 anos: dose adulta

Observações:
- As pessoas com insuficiência renal (especialmente os idosos) requerem um ajuste de dose de acordo com o grau e com a progressão da doença.

- É aconselhável medir ácido úrico sérico e a uremia regularmente.

Indicações
gota e alopurinol
- ataques de gota (pode demorar  6 semanas para obter efeito completo)

O objetivo do tratamento a base de alopurinol na prevenção da gota, é a redução dos níveis de ácido úrico para 6mg/dL (0,36 mmol/L), se este objetivo não é atingido, o médico pode aumentar a dose.

- diminuir os níveis de acido úrico durante quimioterapia

- problemas renais causados pela gota

- pedra no rim

- evitar efeitos adversos devido ao fluorouracil

Atenção: Não é recomendado em ataques de gota agudos quando a pessoa ainda não faz uso desta medicação, pois neste caso aumenta o risco de novos ataques gotosos.

Efeitos
Reduz a produção de acido úrico em nosso organismo, particularmente no plasma e na urina, atuando como um hipouricemiante.

O alopurinol é um inibidor da xantina oxidase (enzima), este último atua sobre o metabolismo do ácido úrico na transformação (oxidação) da hipoxantina em xantina e em seguida em ácido úrico. Se a xantina oxidase é bloqueada, há uma redução automatica da produção de ácido úrico.

Você deve saber que o alopurinol produz um metabólito chamado oxipurinol, que também tem uma ação como o ácido úrico sobre a xantina oxidase. A eliminação do oxipurinol é essencialmente renal.

Efeitos adversos
Nota
Para reduzir o risco de efeitos secundários, o alopurinol é contra-indicado em  casos de hiperuricemia assintomática, isto é, quando os níveis de ácido úrico (sangue) está elevado, mas não há sintomas (sem gota, sem dor, etc).

Principais efeitos adversos:
- Irritação da pele (urticária, etc), estes efeitos adversos ocorrem em 5 a 10% dos casos. Muito mais raramente, reações cutâneas ("rash" cutâneo) mais graves como síndrome de hipersensibilidade (alergia) tais como síndrome de Lyell, de Stevens-Johnson e DRESS (sigla em Inglês de  “Drug Reaction with Eosinophilia and Systemic Symptoms” – reação medicamentosa com eosinofilia e sintomas sistêmicos. Estas erupções graves parecem ter uma predominância no sexo feminino. Você deve saber que estes efeitos adversos ocorrem geralmente dentro de 2 meses após o início do tratamento. Em casos de sintomas como febre, erupção cutânea, hipersensibilidade ou outros sintomas que não têm a ver com a gota, pare imediatamente o tratamento. Consulte o seu médico ou farmacêutico para mais informações.

- Problemas gastrointestinais (diarreia, vômitos, náuseas, ...).

- Problemas hepáticos, efeito adverso raro.

- Crise de gota (algumas vezes pode desencadear uma crise, ao início do tratamento)

- Aumento das enzimas hepáticas

Com a compra de um medicamento, leia a bula.

Contra-indicações
Pessoas alérgicas a alopurinol ou a qualquer um de seus componentes. Crise aguda de gota. Insuficiência renal (especialmente em casos severos), neste caso, o médico ou farmacêutico deve reduzir a dose de acordo com a depuração renal. Insuficiência hepática (reduzir a dose).

Com a compra de um medicamento, leia a bula.

Interações medicamentosas

Interação maior  - avaliar troca de medicação

- medicamentos inibidores da ECA (aumenta o risco de hipersensibilidade).

- antiácidos (pode diminuir a absorção do alopurinol). Com exceção do bicarbonato de sódio.

- mercaptopurina (pode diminuir o metabolismo deste medicamento).

- varfarina ou didanosina (pode aumentar a concentração desates medicamentos).

Interação moderada - monitorar

- amoxicilina e ampicilina (aumenta o risco de erupções cutâneas).          

- anticonvulsivantes, carbamazepina, clorpropamida (pode aumentar a concentração destes medicamentos).

- diuréticos de alça, como furosemida (podem aumentar os efeitos adversos/tóxicos do alopurinol).

- derivados da teofilina.

- diuréticos tiazidicos como hidroclorotiazida (aumenta o risco de hipersensibilidade e de concentração do alopurinol).

Gravidez e lactação
Não existem estudos suficientes em animais ou humanos que falem a respeito do uso do alopurinol em grávidas, portanto o risco durante a gravidez não pode ser mensurado. Deve ser utilizado em mulheres grávidas somente se os benefícios forem maiores que os riscos ao feto (quando a doença em si representa risco de vida para mãe ou feto), consulte um médico para esta avaliação.

Lactantes devem utilizar com precaução. O alopurinol é excretado no leite, mas não se sabe seu efeito no bebê.  

Apresentações farmacêuticas
- comprimidos 100 ou 300 mg

Dicas
Para obter um melhor efeito do alopurinol:

- Tome-o de preferência após as refeições e engula os comprimidos inteiros com um copo de água cheio.

- Consumir bastante líquido descafeinado, a não ser que o médico recomende consumir menos líquido.

- Continue tomando esta medicação mesmo durante o ataque de gota.

- Relate ao médico todos os remédios que você está tomando (incluindo medicamentos, plantas medicinais, vitaminas, produtos naturais, entre outros), para reduzir o risco de interações.

- Relate ao médico caso esteja grávida, amamentando ou possua problemas nos rins e fígado.

- Não tome antiácidos dentro de um intervalo de 6 horas deste medicamento (antes ou depois).

- Não consuma álcool ou em alguns casos com limitações (pergunte ao seu médico ou farmacêutico).

- Caso tenha perdido uma dose, tome a dose perdida assim que possível. Caso seja perto da próxima dose, pule a dose perdida e tome a próxima dose no horário normal.

- Não utilize 2 doses ou doses extras.

- O alopurinol pode, em casos raros, levar a efeitos adversos graves, como toxidermia - "rash" cutâneo (reação às vezes fatal que afeta a pele). Em casos de sintomas como febre, erupção cutânea, hipersensibilidade ou outros sintomas que nada têm a ver com a gota, pare imediatamente o tratamento. Consulte o seu médico ou farmacêutico para mais informações.

Estes efeitos adversos ocorrem geralmente dentro de 2 meses após o início do tratamento. Leia também em efeitos adversos e ler a bula na compra de qualquer medicação.

- Você deve saber que após a administração, o ácido úrico reduz em 24 a 48 horas e a ingestão diária de alopurinol leva a uma queda máxima de ácido úrico após cerca de duas semanas. Com a interrupção do tratamento, o ácido úrico tende a voltar ao seu valor anterior depois de 7 a 10 dias, por isso é importante continuar o tratamento sem interrupção.

Este é um tratamento para ser realizado durante um longo período.

É interessante notar que muitas pessoas tomam este tratamento a base de alopurinol no primeiro ano e no segundo ano para. Este procedimento é perigoso porque provoca um risco para a saúde do paciente (crise de gota, complicações renais, etc). O ideal é tomar o medicamento todos os dias, o seu farmacêutico pode ajudá-lo a alcançar este objetivo.

- No início da terapia com alopurinol, podem ocorrer crises de gota (efeito paradoxal, pois a finalidade do tratamento é justamente reduzir as crises).

- Após o início do uso de alopurinol na prevenção de gota, é importante efetuar pelo menos um teste sanguíneo para ácido úrico, a fim de verificar a eficácia do tratamento.

- O uso do alopurinol na prevenção da gota é normalmente um tratamento para vida toda.

alopurinol infografia

Leia também o nosso arquivo completo sobre a gota

Observação legal
As informações contidas e publicadas nesta página são meramente informativas, elas nãosubstituem o conselho do médico ou farmacêutico. Para mais informações, na compra de um medicamento, leia a bula.

Por  (farmacêutico)

Observação da redação: este artigo foi modificado em 11.07.2014.
Controllo di qualità
Última atualização:
11.07.2014

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:



PUBLICIDADE

Quickinfos top

Temas



Inscrição Newsletter


IMC

NOTÍCIAS

Expectativa de vida no Brasil aumentou, diz ONU

Brasil aumentou em 11,2 anos a expectativa de vida entre 1980 e 2013. País está na 79ª posição do IDH.

Perda de peso pode ajudar a melhorar os sintomas da menopausa

As ondas de calor são características da menopausa. Recente estudo divulga que a perda de peso pode ajudar no controle desses sintomas.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br

Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter !

© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 29.07.2014