Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Espinheira-Santa

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Espinheira-Santa

Resumo
Espinheira-santa: planta medicinal conhecida há muito tempo pelos Índios da América do Sul. Tem este nome devido à aparência de suas folhas e por ser considerado um “santo remédio” em linguagem popular. Cientificamente, está comprovada sua eficácia no combate a problemas gastrintestinais como a gastrite, úlcera e gases. Geralmente utilizada na forma de infusão ou cápsulas.

Nomes
Nomes em português: Espinheira-Santa, espinheira-santa, salvavidas; coro-milho-do-campo; espinho de Deus; Maiteno; Sombra-de-Touro; Congorça; Cancerosa.
Nome binomial: Maytenus ilicifolia
Nom inglês: espinheira-Santa
Nome francês: Espinheira-Santa
Nome espanhol: Cancorosa

Família
Celastraceae

Componentes
Terpenos (maitenina); triterpenos; taninos; flavonóides; mucilagens; antocianinas; açúcares livres; traços de sais minerais.

Partes utilizadas
Folhas

Efeitos
- Tonificante estomacal;
- Antiulcerôgenico (Tem potente efeito anti-úlcera gástrica devido à ação dos taninos). Tem poder cicatrizante de lesões ulcerosas do estômago devido à diminuição da acidez estomacal pelo aumento da secreção gástrica;
- Tem ação anti-séptica, devido à expressiva quantidade de taninos , atuando rapidamente na paralisação das fermentações gastrintestinais;
- Analgésica nas gastralgias (dor de estômago): Acalma rapidamente as dores estimulando e corrigindo a função desviada;
- Levemente laxativo, devido à presença de mucilagens;
- Levemente carminativa (auxilia na eliminação de gases);
- Levemente diurético, devido à presença de triterpenos;
- Alguns estudos iniciais demonstram que a Espinheira-Santa tem o poder de inibir alguns tipos de câncer (Fox,1991; Ohsaki et al.,2004);
- Demonstrou certa eficiência no combate a Helicobacter Pylori, bactéria que causa úlcera gástrica, podendo levar a câncer gástrico.(Cogo, et.al.2008).

Indicações
Acidez do estômago, azia, gastrites causadas ou não pela bactéria Helicobacter Pylori, gastralgias (dores no estômago), úlcera gástrica, úlcera duodenal, sintomas de dispepsias (perturbações do trato gastrintestinal), enterites (inflamação do intestino),  mau hálito (devido a problemas estomacais), fermentações gastrintestinais, flatulência (gases).

Efeitos secundários
Pode-se notar boca-seca e náusea que desaparecem com a descontinuidade do uso.

Contra-indicações

-
Gestação e tratamento de infertilidade feminina: É contra-indicado em casos de gravidez ou tratamento da infertilidade feminina por ter um efeito abortivo descrito em pesquisas científicas (Montanari, T.; Bevilacqua, E.; Contraception 2002);

- Lactação: É contra-indicado o uso durante o período de amamentação pois a espinheira-santa leva a uma redução do leite materno (Santos C, et al. Plantas medicinais 1988);

- Pessoas sensíveis ao álcool: A tintura (por conter álcool) não deve ser administrada a pessoas que sejam etilistas (pessoas dependentes de álcool) ou sensíveis ao mesmo;

- Pacientes com câncer estrógeno-dependente;

- Hipersensibilidade a este fitoterápico.

- Crianças com menos de 6 anos.

Interações

Não há comprovação de interações medicamentosas.

Toxicidade
Testes de toxicidade aguda e crônica realizados com folhas não provocaram efeitos tóxicosmutagênicos e teratogênicos (má formação fetal) em animais ou em células vegetais.

(Carlini, E. A.; Frochten-Garten, M. L. Em Toxicologia clínica (Fase I) da espinheira-santa (Maytenus ilicifolia); Carlini, E. L. A., ed.; CEME/AFIP: Brasília, 1988.)

Preparações à base de espinheira-santa
- Este medicamento pode ser preparado através de infusão (chá), que consiste em adicionar água fervente sobre as folhas rasuradas (rasgadas em tamanhos pequenos) e abafar por alguns instantes.

Chá de Espinheira-Santa
Normalmente utiliza-se 20g de folhas de Espinheira-Santa para 1 litro de água (3g de folhas secas para 150 mL de água potável). Toma-se uma xícara de chá desta preparação antes das principais refeições. Esta forma de uso pode ser alterada pelo médico ou farmacêutico dependendo de cada caso.

Para esta preparação, há a necessidade de se adquirir a Espinheira-Santa seca e é preciso comprar este produto em estabelecimentos com registro na ANVISA e Ministério da Saúde.

- Outra forma de uso deste medicamento é o extrato seco que é encontrado na forma de cápsula e recomenda-se ingerir 2 cápsulas de 500mg, duas vezes ao dia, antes das principais refeições ou a critério do médico ou farmacêutico que analisando o caso definirá possíveis alterações.

- Há também a possibilidade de fazer uso deste fitoterápico através de tinturas. Neste caso, preconiza-se ingerir 2,5 ml (de um copo medidor que geralmente acompanha o frasco) diluídos em meio copo de água, duas vezes ao dia, antes das principais refeições ou a critério do médico ou farmacêutico que analisando o caso definirá possíveis alterações.

Para estas duas últimas formas de uso, adquira seu medicamento em Drogarias ou Farmácias de manipulação.

Onde cresce a espinheira-santa ?
A Espinheira-Santa prefere solos ricos em matéria orgânica e é originária da América do Sul.
Hoje é distribuída nos estados do sul do Brasil, nos sub-bosques das florestas de Araucária nas margens dos rios. Ocorre também nos estados de São Paulo (na Mata Atlântica) e Mato Grosso do Sul, porém em baixa freqüência. Em regiões do Paraguai, Bolívia e Leste da Argentina, também há a ocorrência desta planta.

Quando colher a espinheira-santa ?
Mas vale dizer que para fins medicinais é mis adequado de um plantio específico e apropriado para isso. Assim sendo a melhor época de plantio é a primavera e o verão e para colheita que é feita apenas uma vez ao ano deve ser realizada somente após dois anos do plantio.

Observações 
- No conhecimento indígena diz-se também que esta planta combate tumores. Isto esta ainda sendo pesquisado e até a total elucidação desta possível atuação, não é recomendado seu uso para o fim de combate a tumores em geral. A Espinheira-Santa foi muito utilizada pelos povos da América do Sul como abortivo e isto foi comprovado cientificamente devido a um efeito emenagogo (podendo promover contrações uterinas) e portanto mulheres grávidas não devem fazer uso desta planta. - Mulheres que estão amamentando também devem ter o uso da Espinheira-Santa, restrito, pois a planta em questão leva a uma redução do leite materno.

- A espinheira-santa está na lista de remédios oferecidos no SUS (Sistema Único de Saúde) no Brasil. A lista tinha 810 itens (medicamentos, vacinas, remédios fitoterápicos,...) em Março de 2012.

Perguntas e Respostas
Tenho uma árvore de espinheira-santa em casa. Costumo deixar as folhas verdes em infusão e tomar aos poucos. Há uma forma melhor de aproveitar essas folhas para combater azia e refluxo?"

Resposta do farmacêutico (por Adriana Sumi)
A Espinheira-santa (Maytenus ilicifolia) possui atividade contra úlcera gástrica comprovada cientificamente, além disso, também possui atividade antimicrobiana e antitumoral (ainda em estudo).

Na medicina popular ela também é utilizada externamente como cicatrizante e antisséptico na forma de infusão.

De acordo com o Formulário de Fitoterápicos da Farmacopéia Brasileira, a infusão da espinheira-santa deve ser preparada na proporção de 3g de folhas secas para 150 mL de água potável, seu uso deve ser feito logo após o preparo.

Além da infusão, também é possível preparar tinturas 1:2  com a erva fresca ( uma parte de erva para duas partes de álcool de cereais)  ou secar as folhas (na sombra e em ambiente arejado) para depois fazer um pó que pode ser consumido de 400-500mg por 1 ou 2 vezes por dia.

Lembre-se que esta planta não deve ser consumida por mulheres grávidas (pode causar aborto) ou crianças menores de 12 anos. 

Atenção:Certifique-se de que realmente a planta que você está usando realmente é uma espinheira-santa, pois diversas plantas possuem o mesmo formato da folha. Não tome nenhuma planta medicinal por mais de 6 meses seguidos. Caso os sintomas piorem, procure uma médico.

Foto

Espinheira-Santa

PUBLICIDADE
Observação da redação: este artigo foi modificado em 21.12.2014.
Controllo di qualità
Última atualização:
21.12.2014

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:


Ver também

Comentários

01.03.2015 13:18
Re: Espinheira-Santa
Tenho plantado em minha casa realmente e maravilhoso este chá
rochelly caroline
08.02.2015 11:30
Re: Espinheira-Santa
eu ando a tomar o a espinheira santa á 1 ano agora não consigo encontrar este chá dizem que não vai a ver mais aonde posso encomendar.
jagreis65@hotmail.com
23.01.2015 03:13
Re: Espinheira-Santa
Já tive úlcera corrosiva no duodeno e espinheira santa me curou deixando até sem cicatrizes! Hoje comecei a tomar novamente pois estou com começo de refluxo..Acredito que que ficarei curada!
Ana Maria
04.08.2014 17:40
Re: Espinheira-Santa
adorei esse post, é a minha realidade, uso plantas e ervas medicinais e adoro o efeito, eu uso e adoro, funciona muito bem... compro muito e controle a maioria dos meu problemas com plantas, depois que vc se habitua a usar plantas, dificilmente volta aos produtos quimicos, indico para compra : www.dermoformulacoes.com.br eles entregam rápido e são bem honestos... sou cliente deles a uns 10 anos e nunca tive problemas, espero ter ajudado, obrigada
priscila
08.07.2014 03:50
Re: Espinheira-Santa
faz mal fazer o chá de Espinhadeira santa com folhas verdes
Leonardo santos
04.07.2014 02:50
Re: Espinheira-Santa
eu mim sentir aliviada ,com gastrite nervosa eu tomei liguida..
03.06.2014 creusa
17.02.2014 19:58
Re: Espinheira-Santa
Eu tinha crises estomacais muito horríveis, fica até internada por dias. Já estava com úlcera, então tomei por um mês em jejum - couve com leite e por três meses - chá de espinheira santa (um litro por dia). Melhorei mil porcento e sarei completamente.
Virginia
04.02.2014 11:07
Re: Espinheira-Santa
Olá gente nunca deixe de consultar um especialista no assunto,pois se medicar por conta propria voce pode estar mascarando um grande mal ex: (cancer)e dpois pode ser tarde demais.
carlos moreno
06.11.2013 15:50
Re: Espinheira-Santa
estou c gastrite e queria saber se espinheira santa,aumenta pressao arterial e se tenho que tomar somente 2 vezes ao dia
rozangelacalazans@hotmail.com
06.11.2013 12:56
Re: Espinheira-Santa
Tenho gastrite cronica, por quanto tempo devo tomar o cha de espinheira santa e como devo tomar? Obrigada
lurdes_soeira@clix.pt
24.10.2013 15:56
Re: Espinheira-Santa
Pela foto parece que espinheira-santa no Brasil é o mesmo que azevinho em Portugal. Mas em Portugal a planta azevinho tem uns frutos vermelhos pequeninos, e usa-se para enfeitar no Natal.
Será que é a mesma planta?
Maria José Andrade
27.09.2013 02:17
Re: Espinheira-Santa
espinheira santa é bom mesmo esto tomano tenho gastrite , já melhorei outra coisa ela levanta ate pau de velho
germano
20.09.2013 23:58
Re: Espinheira-Santa
ESTOU COM GORDURA NO FÍGADO E ME INDICARAM "ESPINHEIRA SANTA". ESTOU MUITOS DEPOIMENTOS PARA ESTÔMAGO. E PRO FÍGADO? SERÁ? OBRIGADA
BETH MAIA
23.08.2013 17:21
Re: Espinheira-Santa
Criança de 10 anos pode usar?
minha filha tem 10 anos e tem gastrite.
Fábio nunes
20.08.2013 22:30
Re: Espinheira-Santa
Para Marcilene, vc encontrará espinheira santa já q mora em bsb no Valparaíso 2 atrás do superm.Comper e do Giraffas numa pequena feirinha, tem um senhor q vende numa banca.
Macelo
Adicionar um comentário

Google search 2015

Loading

Quickinfos top

Temas



IMC

NOTÍCIAS

Para a maioria das mulheres, os calores da menopausa duram mais de 7 anos

Os sintomas vasomotores da menopausa, como as ondas de calor ou episódios suores noturnos, duram mais de 7 anos na menopausa.

Antioxidantes: efeitos no organismo e fontes naturais

Entenda o efeito dos antioxidantes no corpo humano e quais alimentos são fontes dessas substâncias.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br

 



© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 06.03.2015