Publicidade

Picada de mosquito

Definição

 Picada de mosquito definicaoA picada de mosquito é uma pequena lesão na pele que aparece quando um mosquito pica uma pessoa. Isto é devido a uma injeção de anticoagulante pelo inseto para manter o sangue fluido e não entupir o tubo pelo qual ele suga o sangue.

Publicidade

Causas

Ao contrário de outros insetos que picam para se defender, o mosquito fêmea suga o sangue humano para se alimentar. O sangue é necessário para a maturação dos ovos, portanto, são as fêmeas que picam.

Quando o mosquito pica-nos, ele transmite sua saliva que contêm um produto para evitar a coagulação do sangue. O organismo responde imediatamente, mobilizando as suas defesas e libera uma substância chamada histamina. É esta resposta que provoca a vermelhidão e coceira na área picada.

Algumas peles são mais frequentemente picadas do que outras. Pesquisadores holandeses demonstraram, no início de 2012, que os mosquitos são atraídos por certas bactérias sobre a pele e em particular pelos odores emitidos por estes microrganismos. Como as bactérias variam de pele para pele, isto explica por que algumas pessoas são picadas com mais frequência.

Os mosquitos também têm preferência por certos odores sintéticos, o uso de perfume pode contribuir para que o indivíduo seja picado.

É o mesmo para o clima: uma temperatura de cerca de 15-30°C contribui para a vinda de mosquitos, especialmente quando a umidade é elevada.

Sintomas

Os sintomas refletem frequentemente uma reação da pele, mas sem gravidade para o organismo. O que caracteriza a picada do mosquito é a mania constante de coçar. Elas geralmente se manifestam imediatamente por uma ou várias manchas vermelhas que coçam na zona picada. Às vezes, a vermelhidão é acompanhada de dor ou inchaço, mas nunca é perigoso, exceto para pessoas com alergias que precisam ter mais cuidado. Consulte um médico houver manifestação alérgica (aparência de edema).

Tratamentos

Os tratamentos de picadas de mosquito podem ser preventivos ou curativos.

Tratamento preventivo

Para evitar as picadas dos mosquitos, o uso de loções, spray ou gel à base de N,N-dietil-meta-toluamida e N,N-dietil-3-metilbenzamida (DEET) é recomendado para ser mais eficaz. A aplicação desses repelentes de mosquitos por todo o corpo repele os mosquitos e protege das suas picadas. Deve-se, no entanto ter cuidado, porque esses produtos não são adequados para crianças menores de dois anos. O risco de efeitos colaterais pode ocorrer. O melhor é vestir bem seu filho para impedir que ele seja picado.

Em áreas com forte frequência de mosquitos, as mosqueteiras são de longe a melhor forma de proteção. Além da sua eficácia, elas podem ser indicadas sem perigo até mesmo para crianças pequenas.

Para ambientes fechados, o uso de inseticidas é outra alternativa para repelir os mosquitos, mas seu uso não é recomendado se você tem filhos.

Considere o uso de repelente natural. Repouse nas bordas de suas janelas, vasos com plantas de manjericão ou de gerânios, dessa forma você vai limitar a entrada de mosquitos em sua casa. Coloque potes de infusão de chá e adicione dentes de alho, pois também são eficazes.

De acordo com as autoridades europeias, existem três outras substâncias sem ser o DEET que atuam como repelentes de pele e espantam os mosquitos de forma eficaz. Estas substâncias são: a icaridina (picaridina ou KBR3023), o EBAAP (etil-butil-acetilaminopropionato ou IR3535) e o citriodiol (PMDRBO, obtida a partir da planta Eucalyptus citriodora).

Estima-se que estes 4 repelentes são eficazes durante um período de 2 a 5 horas após a aplicação, com variações, dependendo da concentração do princípio ativo e a temperatura exterior. (Fonte: Pharmavista.net, acessado 18 de julho de 2014).

Tratamento curativo

Na presença de sinais de gravidade, é indispensável consultar imediatamente um médico.

No caso de uma leve coceira ou dor podemos facilmente aliviar usando uma compressa fria ou uma compressa embebida em vinagre branco.

Existem também cremes, pomadas géis e loções que aliviam a coceira e estão disponíveis em farmácias.

Fitoterapia

Alguns óleos essenciais possuem a atividade repelente, ajudando a repelir os mosquitos. O óleo essencial de citronelaé o mais conhecido, mas outros, tais como óleos essenciais de manjericão, limão, mirra, alecrim, cedro ou pinho também podem ser eficazes.

Se você já foi picado, aplicando-se o suco de bulbos de cebola esmagados sobra a picada, ajuda a aliviar a dor e a coceira. Você também pode massagear a picada com duas gotas de óleo essencial de lavanda.

Dicas picadas de mosquito

Além das medidas preventivas mencionadas acima, algumas atitudes de bom senso irão ajudar e reduzir o risco de ser picado por mosquitos:

– Assim que acender as luzes em seu quarto, lembre-se de fechar as janelas. Não fique perto de fontes de luz ou fogo, pois a luz e o calor atraem os mosquitos;

– Use roupas de proteção, especialmente nos braços e pernas, para sair à noite;

– Evite usar roupas largas, muito coloridas ou muito escuras, porque você pode atrair mosquitos;

– Não coloque perfume demais, pois alguns odores favorecem a picada de mosquitos.

Prevenção

Sabemos que os mosquitos se proliferam em água parada, portanto para evitar que isso aconteça, elimine todos os reservatórios que forem possíveis locais de reprodução. É o caso dos reservatórios para a recuperação das águas pluviais e todos os recipientes artificiais: pires, cachepots, brinquedos, etc.

Lembre-se que os mosquitos são mais ativos no final do dia, portanto, para aproveitar as noites mais quentes utilize roupas longas e cores claras, e se possível, cubra as partes sensíveis, como os braços e os calcanhares. .

É também possível recorrer aos repelentes, aplique-os diretamente sobre a pele e  as roupas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda principalmente os compostos de DEET (N-dietil-3-metilbenzamida), de IR3535 (éter etílico do ácido 3-[N-acetil-N-butil]-aminopropiônico) ou de icaridina (1-piperidinacarboxilica ácido, 2-(2-hidroxietil)- 1-metilpropilester). Procure esses produtos na lista dos compostos antes de escolher.

Estudo científico sobre DEET, comparação com a citronela  
O produto mais eficaz para prevenir picadas de insetos, incluindo picadas de mosquitos, é o DEET (dietiltoluamida), de acordo com um estudo norte-americano. Embora o estudo tenha vários anos, publicado em 2002, no New England Journal of Medicine (DOI: 10.1056/NEJMoa011699), ainda é atual de acordo com o Prof. Stephen Gluckmann, da Universidade da Pensilvânia. Para o professor norte-americano e especialista em doenças infecciosas, entrevistado em julho de 2018 pelo Wall Street Journal (WSJ), trata-se do estudo comparativo mais completo. Neste estudo, os voluntários aplicaram na pele dos braços 16 produtos vendidos como produtos anti-mosquito. Em seguida, eles colocam seus braços em uma gaiola cheia de mosquitos. O melhor produto foi um que continha 24% de DEET, protegendo os voluntários por 301 minutos. Em comparação, o melhor produto contendo um produto natural, o óleo essencial de citronela, protegeu os voluntários por 20 minutos.
Na entrevista concedida ao WSJ em julho de 2018, o Prof. Gluckmann salientou outro ponto interessante sobre a segurança do uso do DEET, segundo ele, até o momento, não havia nenhum estudo confiável que mostrasse um efeito colateral do DEET além de uma reação alérgica.

Segundo a OMS, as espirais anti-mosquitos e outros vaporizadores (de citronela, por exemplo) « podem também reduzir as picadas de insetos em edifícios». E para dormir tranquilamente, o ideal é ter um mosquiteiro com inseticida ao redor da cama de filho ou da sua.

Fontes e Referências:
Mayo Clinic, The Wall Street Journal, CDC Americano, The New England Journal of Medicine (DOI: 10.1056/NEJMoa011699)

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 22.10.2018

Publicidade