Publicidade

Verrugas

Resumo sobre verrugas

Uma verruga é um pequeno tumor de pele geralmente benigno, com uma superfície irregular. As verrugas mais frequentes são as verrugas comuns e planas.
As verrugas são muitas vezes localizadas nas mãos, plantas dos pés e às vezes no rosto.

Publicidade

As verrugas são altamente contagiosas, seja por auto contaminação ou contaminação por outra pessoa.

Para alguns especialistas, é sempre importante consultar um médico ou dermatologista em caso de crescimento na pele, pois pode ser um melanoma (um câncer de pele grave). Para outros uma verruga pode ser em geral bem tratada por automedicação, excluindo casos de exceção médica.

As verrugas são geralmente causadas por vírus, em especial da família do papilomavírus (HPV). Estes vírus crescem rapidamente na epiderme.

Os sintomas variam dependendo do tipo de verruga.

Para o tratamento de uma verruga, o médico dispõe normalmente de nitrogênio líquido ou queratolíticos, por exemplo a base de ácido salicílico ou ácido lático. Ambos os métodos parecem ter uma eficácia semelhante.

Para prevenir as verrugas, deve-se evitar andar descalço em locais públicos, tais como piscinas. Nesses locais, é aconselhável usar chinelos.

Também é importante secar os pés e as mãos, por exemplo, depois de uma ducha ou de um banho, uma vez que o papilomavírus particularmente aprecia lugares úmidos para se desenvolver.

Definição

A verruga é um pequeno tumor benigno, na forma de uma excrescência de pele dura. Alguns também veem a forma de uma couve-flor ou uma bolha solidificada.
As verrugas costumam ocorrer principalmente nas mãos e nos pés. Trata-se de uma afecção muito freqüente.

Existem diferentes formas de verrugas:

– as verrugas vulgares (em inglês: common warts), presentes principalmente nas mãos, incluindo os dedos. Essas verrugas são comuns em crianças e jovens adultos. Elas são transmitidas por toque. Mais informações abaixo em Sintomas

– as verrugas planas (em inglês: flat warts), presentes principalmente nas mãos e no rosto.

– as verrugas plantares (em inglês: plantar warts), como o seu nome indica presentes principalmente nas solas dos pés. Os vírus que causam esse tipo de verruga podem entrar no corpo, principalmente através de pequenos cortes nas solas dos pés.

As verrugas são mais um problema estético do que um problema de saúde propriamente dito, no entanto, verrugas como as plantares, devido à sua localização nas plantas dos pés, por exemplo, são muito dolorosas e precisam de um tratamento rapidamente.

Epidemiologia

Estima-se que as verrugas afetem principalmente as crianças e os adolescentes com idade principalmente entre 12 e 16 anos. Nos países industrializados, 22% das crianças com idade escolar sofrem com verrugas, sendo as meninas mais afetadas do que os meninos.
– Estima-se que 7 a 12% da população mundial tenha verrugas não genitais.
– 70% das verrugas aparecem nas mãos.

Causas

As verrugas são geralmente causadas por vírus. Existem mais de 100 diferentes tipos de vírus chamados papiloma vírus ou HPV (Human Papilloma Virus) responsáveis pelo aparecimento de verrugas.
Notamos que entre a transmissão do vírus das verrugas e o aparecimento da infecção (=tempo de incubação), pode haver uma demora de vários meses. Elas se propagam através da contaminação de uma pessoa para outra (ex: na academia, piscina, hotel, etc.)
As verrugas são bastante contagiosas, por um lado esse contágio pode ocorrer por autocontaminação, isto é por transmissão da verruga de uma mão para outra, ou para outras partes (pés, rosto), e por contaminação de uma pessoa para outra.

As verrugas são mais comuns com o avançar da idade, isso devido a uma diminuição na eficácia do sistema imunológico conforme ficamos mais velhos.

Sintomas

Os sintomas das verrugas variam em função do tipo de verruga (veja em definição).

Sintomas verrugas

– verrugas vulgares: trata-se de uma excrescência da pele, de cor cinza-amarelado, com a superfície da verruga um pouco porosa. As verrugas vulgares podem ser apresentadas de forma isolada ou em cachos. Estas verrugas geralmente aparecem nas mãos e nos pés, e não provocam dores. As verrugas comuns não apresentam risco de câncer.

– verruga plana: geralmente trata-se como o seu nome indica, de uma verruga plana, cuja cor é mais próxima da pele que as verrugas vulgares. Essas verrugas frequentemente se desenvolvem na face, mãos e pernas. Eles podem persistir por meses ou até anos.

– verrugas plantares: são verrugas que aparecem nas plantas dos pés ou sobre os pés (elas podem aparecer nos dedos também). Por causa da sua localização e do tipo de verruga, esta pode ser bem dolorida, portanto é importante tratá-la rapidamente a fim de diminuir a dor.

Tratamentos

Observações
Os tratamentos abaixo se referem ao tratamento de verrugas vulgares e planas. Para o tratamento de verrugas plantares, consulte o seu médico. Em casos de verrugas plantares, o médico pode recomendar a vacinação contra o vírus HPV.

Desaparecimento natural
É importante observar que as verrugas vulgares, planas e plantares costumam se curar sozinhas em 1 a 2 anos, sem necessidade de tratamento. Por razões estéticas, é possível fazê-las desaparecer mais rapidamente.

Diferentes tratamentos podem ser utilizados para lidar com as verrugas, os antiverrugas e a crioterapia (congelamento) são particularmente utilizados. É importante lembrar que o médico pode combinar vários tipos de tratamento para combater uma verruga.

1. Os anti-verrugas queratolíticos ou cáusticos (tratamento químico)

– Estes remédios, quase sempre à venda sem prescrição, são à base de ácido salicílico ou de ácido lático, em forma de pomada ou creme. O mecanismo de ação destas substâncias está na eliminação das camadas superficiais da pele, por descamação.

Medicamentos / pomadas. Em preparações feitas na farmácia: vaselina salicílica (concentração de ácido salicílico de 15% a 20%).

É importante ressaltar que o médico dispõe também de medicamentos mais eficazes, à venda somente sob prescrição, pois estes são muito corrosivos, por exemplos à base de fluorouracil.
Nos Estados Unidos, medicamentos prescritos à base de ácido bicloroacético e ácido tricloroacético estão disponíveis no mercado.

É sempre aconselhado proteger bem a pele sadia quando estiver fazendo algum tratamento para curar as verrugas (aplicando curativos ao redor da verruga), pois os produtos mencionados acima são bastante cáusticos.

Derivado da vitamina A
Nos Estados Unidos, o adapaleno (Differin®) que é um retinoide tópico indicado contra a acne, é às vezes prescrito por médicos no caso de verrugas. Este medicamento, um derivado da vitamina A, interrompe o crescimento celular. Estudos mostraram sua eficácia contra as verrugas.

Notas sobre os queratolíticos:
– Geralmente é necessário aplicar estes tratamentos a base de ácido salicílico e ácido láctico durante 1 a 2 meses. Isso exige um pouco de paciência.
– Alguns especialistas recomendam a imersão da verruga em água morna por 10 a 20 minutos antes de aplicar um queratolítico. Se não for possível mergulhar a verruga, aplique uma compressa úmida e quente sobre a verruga. Este método aumenta a eficiência do queratolítico, incluindo aqueles que contêm ácido salicílico.

2. A crioterapia, criodessecagem ou congelamento (tratamento físico)

Trata-se de «queimar» com o frio, as verrugas, utilizando em geral, o princípio do azote líquido. Este processo é geralmente feito no consultório médico.

No entanto, alguns médicos acreditam que geralmente é necessário repetir o procedimento aproximadamente 4 vezes em intervalos de 3 a 4 semanas para que a verruga desapareça completamente. Em outras palavras, neste caso é necessário realizar um total de 5 sessões de crioterapia no médico para que as verrugas desapareçam.

Nota sobre a criodessecagem:
– Este método é particularmente eficaz se a verruga está localizada num lugar onde a pele é espessa, como o calcanhar.
– Evite a utilização de nitrogênio líquido quando as verrugas estiverem localizadas sob a unha, pois as recorrências são muito frequentes.

3. Outros tratamentos

– No caso das verrugas em estágio grave, o médico pode usar uma terapia com laser. Devem ser realizadas apenas no consultório médico e em casos de verrugas resistentes aos tratamentos 1 e 2.
– Uma pequena cirurgia realizada pelo médico também pode ser realizada, também no consultório médico. A utilização de eletricidade para queimar a verruga é uma alternativa possível à cirurgia, especialmente se outros métodos falharam.
– Alguns médicos aconselham aplicar fita  adesiva “silver tape” (em inglês: duct tape) diretamente na verruga e deixá-la por 6 dias, apertando bem. Depois de retirar a fita, mergulhe na água a área afetada pela verruga, deixe de molho por alguns minutos e deixe ao ar livre por 12 horas. Repita o processo até que a verruga desapareça. Acredita-se que a fita irrita a verruga e em alguns casos leva ao seu desaparecimento.
– Nos Estados Unidos, há um medicamento injetável disponível no mercado chamado canthardin, à base de antígenos de candida, que visa estimular o sistema imunológico a combater os vírus que causam verrugas (HPV).

Fitoterapia

Fitoterapia verrugas– O suco ou a seiva de celidônia pode exercer um efeito positivo na cura das verrugas. Não sabemos ao certo se trata-se  de um efeito real comprovado por estudos clínicos ou se é o efeito placebo (ver abaixo) ou psicológico que permite a cura.

Pomada de Thuya (basta procurar em farmácias de manipulação ou de produtos naturais a Pomada de Thuya. Geralmente eles mandam manipular e é muito barata. Meu filho tinha mais de 10 verrugas, algumas muito grandes e com menos de um mês, usando todas as noites elas quase desapareceram por completo; Sonia Aparecida, Duque de Caxias, Brasil, 2009).

Notamos que o fator psicológico é muito importante na cura das verrugas. Diz-se, por exemplo, (entre diversos outros exemplos oriundos da medicina popular) que segurar bem forte uma castanha na mão esquerda é eficiente para curar uma verruga. É lógico que esse fenômeno não possui nenhuma comprovação científica, mas por outro lado, o efeito psicológico ou placebo exerce o papel terapêutico, levando às vezes à cura das verrugas. E necessário portanto, permanecer cauteloso com todas as plantas, remédios caseiros e outros truques para tratar as verrugas. Se o fator psicológico é comprovado, pense que as possibilidades terapêuticas são infinitas, portanto decidimos não listar aqui os remédios populares para tratar as verrugas.

Dicas

– Evite andar descalço em locais públicos, como piscinas, chuveiros e vestiários. Utilize chinelos, por exemplo. Com os pés descalços, a probabilidade de pegar verrugas, principalmente a plantar, é muito maior. Você deve saber que as verrugas plantares, ou seja, nas solas dos pés, são mais difíceis de tratar do que as verrugas na mão.

Dicas verrugas

– Seque bem seus pés e mãos, pois as verrugas gostam particularmente de locais úmidos, especialmente o espaço entre os dedos dos pés ou mãos.

– Acredite de verdade na sua cura, o fator psicológico ou placebo é muito importante para curar verrugas.

– Se você tem verrugas no rosto, tenha cuidado ao se barbear, porque o contágio pode ser acelerado e facilitado. Você deve contornar a verruga com o barbeador e tratar o mais rápido possível.

– Saiba quando procurar um médico: por exemplo, se a verruga for muito grande, não desaparecer depois de vários meses com os tratamentos convencionais, causar dor, estiver presente em locais críticos (genitália, rosto), se houver multiplicação das verrugas ou se a forma da verruga for atípica. Em todos estes casos o melhor é consultar um médico. Algumas pessoas acreditam que por precaução deve-se sempre consultar um médico em casos de verruga, a fim de evitar o risco de doenças graves como o melanoma.

– Um tratamento homeopático com Thuja pode muitas vezes ser eficaz em casos do surgimento de verrugas.

– Cuide bem da sua pele, danos à pele como pequenas feridas podem favorecer a entrada de vírus causadores de verrugas (HPV). É principalmente aconselhável cobrir as feridas com um curativo, hidratar regularmente a pele e utilizar protetor solar para evitar queimaduras solares.

– Cuide das suas unhas. Evite principalmente roer as unhas, pois isso pode causar pequenas feridas na pele ao redor das unhas e favorecer a entrada e a atividade de vírus que causam verrugas (HPV). Acredita-se que as partículas virais podem estar dormentes nas células da pele e as feridas podem ativá-las. Roer as unhas também promove a transmissão de verrugas das mãos para o rosto, incluindo os lábios.

Fonte:
Mayo Clinic, Prevention (revista americana sobre saúde)

Redação:
Por Xavier Gruffat (farmacêutico)

Fotos: 
Fotolia.com

Atualização:
Este artigo foi modificado em 11.08.2020

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 20.09.2020

Publicidade