Publicidade

Enurese noturna

Resumo sobre a enurese noturna – xixi na cama

Enurese noturnaA enurese noturna (xixi na cama) é o esvaziamento completo da bexiga que ocorre de maneira involuntária, no sono, enquanto a pessoa está inconsciente.
Nós começamos a falar em enurese noturna apenas em crianças com mais de 5 anos (algumas fontes, em particular americanas, começam a falar em enurese noturna a partir 7 anos). Antes da idade de 5 ou 7 anos, estima-se que este é um processo natural e a enurese noturna não é uma doença. Nota-se, no entanto, que a maioria das crianças dormem secas (não molham mais a cama) com a idade entre 2 e 3 anos.
As causas exatas da incontinência urinária são ainda pouco compreendidas. Acredita-se que fatores genéticos e hormonais possam ter um papel importante. Um médico americano sugere que a enurese noturna pode vir de uma prisão de ventre.

Publicidade

sintomas da enurese noturna Os sintomas da enurese noturna são urinar durante a noite e sem querer, no lugar errado (cama), observe que o esvaziamento da bexiga é geralmente completo. Crianças com essa condição muitas vezes têm um sono muito profundo.
O tratamento da enurese noturna é baseado em diversas estratégias utilizadas separadamente ou em combinação.
Um método que dá bons resultados é o uso de um dispositivo chamado “stop xixi”, ou dispositivo de aviso (às vezes também chamado de sistema de alarme) que irá detectar qualquer gota de urina na criança e lhe acordar para habituá-la a utilizar o banheiro sempre que necessário.
Outra terapia envolve tomar um medicamento contento o derivado do hormônio antidiurético (ADH ou vasopressina). Este tratamento exige uma prescrição médica.

Várias recomendações podem complementar a terapia convencional para superar essa condição, como: evitar beber demais à noite, sempre urinar antes de ir para a cama, recompensar a criança se ela não molhar a cama durante várias noites e etc.

Fotos: © mmphotographie.de – Fotolia.com

Definição

Definição enurese noturnaA enurese noturna (xixi na cama) pode ser definido como um esvaziamento completo da bexiga, feito de maneira involuntária e inconsciente durante uma noite de sono, isto é, é uma emissão de urina na cama ao invés de no banheiro.
Durante o dia, a criança não tem nenhum problema e vai ao banheiro normalmente sem molhar as suas roupas.

O problema do xixi na cama, também chamado de enurese noturna, é relativamente freqüente nas crianças. Estima-se que cerca de 10 a 15% das crianças de 5 anos estariam afetadas pela enurese noturna. Já aos 10 anos, estima-se que existem ainda cerca de 6% de crianças enuréticas (que fazem xixi na cama) e que até mesmo 1% dos adultos pode sofrer com esse problema.

Algumas fontes, principalmente norte-americanas, começam a falar de enurese noturna apenas a partir da idade de 7 anos (para os casos medicamentosos leia em medicamentos contra enurese noturna). Abaixo dos 5 anos (ou 7) estima-se que fazer xixi na cama é um processo natural e normal, que a criança irá resolver sozinha com o tempo. Você deve saber que a maioria das crianças passam a controlar sua urina a noite (permanecem secas e limpas) entre as idades de 2 e 3 anos.

Distinguimos, por vezes, a enurese noturna primária da secundária.

A enurese primária ocorre em crianças que nunca foram capazes de controlar urinar durante a noite ou durante um cochilo.

No caso de crianças com enurese secundária, elas conseguiram controlar urinar dormindo, por pelo menos 6 meses e, em seguida, voltaram a urinar na cama.

Epidemiologia

Nos Estados Unidos, uma em cada 10 crianças de 7 anos molha a cama pelo menos duas vezes por semana (fonte: Webmd.com janeiro 2014).

Causas

E muito difícil para a comunidade médica e científica identificar uma causa precisa para a enurese noturna.

O fator hereditário (genético) é muito importante, assim, se um parente sofreu de enurese durante a sua infância ou ainda sofre na idade adulta, a criança terá maior propensão para desenvolvê-la.

Suspeita-se também que se trata de um problema hormonal. Acredita-se que em certas crianças, durante a noite, o corpo não sintetiza suficientemente o hormônio antidiurético (vasopressina ou ADH em inglês, para antidiuretic hormon) o que provoca uma emissão mais freqüente e espontânea da urina. A criança não consegue então reter a urina que se encontra em grande quantidade na sua bexiga. O hormônio antidiurético (vasopressina ou ADH) favorece uma reabsorção de urina nos rins para levar a uma emissão de urina com freqüência razoável e controlada.

Outra teoria que prevalece na comunidade médica tem como base a imaturidade do sistema nervoso, em relação ao aparelho urinário de crianças, que é por isso que, mesmo que a bexiga esteja cheia, a criança não recebe o sinal de que deva urinar.

Outras causas são ainda apontadas como causadoras da enurese noturna, no entanto esse tema é muito longo e complexo para ser comentado aqui.

Observe, todavia, que no caso da enurese secundária, causas psíquicas podem desempenhar um papel chave.

Observamos finalmente que não haveria obrigatoriamente uma causa psíquica no desenvolvimento da enurese noturna. De qualquer forma, a enurese noturna não deve de forma alguma ser considerada como vergonha ou erro dos pais, ela está ligada a um desenvolvimento que pode ocorrer involuntáriamente, sem causa ligada a um contexto familiar ou social particular.

De acordo com o Dr. Steve J. Hodges, médico norte-americano, a constipação (prisão de ventre) pode ser uma causa de incontinência urinária. Se uma criança sofre de prisão de ventre e faz xixi na cama, ele aconselha a tratar qualquer constipação com um laxante suave.

A hiperatividade pode ser um fator de risco para a enurese noturna. Sabemos que a incontinência urinária é mais comum em crianças com transtorno de déficit de atenção e / ou hiperatividade.

Sintomas

Sintomas enurese noturnaOs sintomas do xixi na cama (enurese noturna) se caracterizam por uma emissão noturna involuntária em locais inapropriados (cama), de forma inconsciente.  Durante o dia a criança não tem problema em reter a urina e ir ao banheiro de forma apropriada.
Notamos também que muitas vezes as crianças que sofrem de enurese noturna possuem um sono muito profundo e têm, portanto, dificuldade para acordar, até mesmo enquanto fazem o xixi na cama.
O grande problema para a criança que sofre de enurese noturna é a dificuldade de acostumar o corpo a acordar e levantar-se para urinar. 

No entanto, o diagnóstico de uma enurese noturna requer um exame médico detalhado, que pode ser feito por um pediatra, clínico geral ou endocrinologista, pois é importante assegurar que realmente se trata de uma enurese noturna ou noturna e diurna, e não de outra afecção do sistema urinário.

Foto: Fotos: © mmphotographie.de – Fotolia.com

Tratamentos

Existem principalmente dois eixos de tratamento para curar a enurese noturna (= xixi na cama).

Tratamento enurese noturna

1. Alarme para enurese (também conhecido como alarme urinário ou xixi stop)

– Trata-se de um aparelho que acorda a criança assim que detecta uma gota de urina, como forma de habituar a criança a ir ao banheiro quando necessário. Tome cuidado com o som do aparelho para não acordar a casa toda e perturbar o sono dos outros membros da família. As crianças possuem um sono profundo, mas essa técnica pode ser uma boa alternativa.

2. Medicamentoscontra a enurese noturna (a base dedesmopressina)

– Medicamentos a base de derivados do hormônio antidiurético (=ADH ou vasopressina) podem ter um efeito bastante positivo no tratamento da enurese noturna. Trata-se de um medicamento cujo princípio ativo é a desmopressina. Geralmente ele pode ser encontrado sob forma de comprimidos. Para os tratamentos a base de desmopressina, é absolutamente necessário efetuar uma visita médica, pois esse medicamento só pode ser solicitado sob prescrição médica. A eficácia do tratamento a base hormônio é comprovada para aqueles que respeitarem o tratamento (peça conselhos ao seu farmacêutico ou médico).

Observação: 1. + 2. – Combinação dos dois tratamentos

Quando utilizados simultaneamente, é possível chegar a resultados muito bons (cerca de 80% de cura). Notamos também que 15% das crianças são curadas por ano sem haver necessidade de tratamentos (pipi stop ou medicamento). Ou seja, 85 % necessitam de um tratamento adequado, portanto fale com o seu médico para buscar a melhor solução.

Segundo algumas teorias, leia mais em causas, curar uma prisão de ventre com laxantes leves poderia curar a enurese noturna, fale com o seu médico.

Fitoterapia

Óleo de noz
– De acordo com o químico (especialista em produtos naturais) suíço Claude Roggen que escreveu em 2015 o livro best-seller chamado “Les secrets du Druide ” para a edição “bois carré”, despejar 1 a 2 colheres de chá de óleo de noz em uma fatia de pão, cobrir com manteiga e geleia ou mel e comer no jantar, ajuda a combater a incontinência urinária, especialmente no caso de meninos pequenos. De acordo com o especialista em plantas medicinais, este seria um remédio muito eficaz. Também é possível massagear o abdômen da criança com o óleo de noz.

Erva-de-São-João
– A Erva-de-São-João (hipérico) pode ajudar com as causas psicológicas da enurese noturna.

Dicas

dicas enurese noturna Se o seu filho faz algum tratamento medicamentoso (a base de desmopressina), respeite os conselhos do seu médico (por ex. não beber a noite, respeitar as doses, diminuir a dose quando necessário,…)
É aconselhado para a criança evitar o consumo excessivo de bebidas a noite.Alguns pediatras recomendam não beber líquido após as 18h30min.
A criança deve imprescindivelmente ir ao banheiro antes de se deitar (esvaziar a bexiga completamente). Uma boa dica é passar os dedos ou a mão na água fria (isso pode favorecer o esvaziamento completo da bexiga).

Para seguir corretamente e controlar as noites em que a criança esteve seca ou molhada, você pode fazer um calendário no qual você irá desenhar uma nuvem nos dias que a criança esteve molhada ou um sol nos dias que ela esteve seca.

– Incentive seu filho a fazer visitas regulares ao banheiro durante o dia, como por exemplo, a cada duas horas.

– A criança deve evitar consumir bebidas ou alimentos ricos em cafeína à noite, como os refrigerantes a base de coca ou chocolate.

Da parte dos pais – evite dar muita importância para esse problema, isso permitirá evitar problemas psicológicos na criança. Isso não significa que não se deve buscar uma solução, mas é importante não dramatizar a situação para a criança não perder a autoconfiança.

– Se a criança permaneceu seca durante várias noites, você pode recompensá-la (pequeno presente, comida que ela adora, etc) para estimulá-la a continuar neste caminho.

– Se, ao invés, a criança molhar a cama não a puna porque ela não está limpa.

– Não falar sobre isso em público, isso poderia prejudicar a criança e desenvolver nela um sentimento de vergonha.

– Você pode deixar a luz acesa para indicar claramente o caminho para o banheiro.

– Programe um despertador para o horário em que a criança tem o hábito de fazer xixi na cama. Acorde a criança e leve-a ao banheiro.

Por Xavier Gruffat (farmacêutico)

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 02.10.2017

Publicidade