Publicidade

Home » Nutrição » Fósforo

Fósforo

Nome do mineral

Publicidade

Nome em português: fósforo, fosfato (nome no organismo)
Nome científico: fósforo, P

Em quais nutrientes podemos encontrá-lo?

– Leites, produtos lácteos, carne, nozes, legumes, ovos …

Dose diária recomendada

Dose diária recomendada, também conhecida como IDR para ingestão diária recomendada:
800 mg (=0,8 g)

Indicações

– Alguns problemas musculares, ossos, hemodiálise, alcoolismo crônico.

Efeitos – mecanismo de ação

– Constituinte de muitas moléculas (DNA, ATP, …).

Problemas em caso de carência – falta de fósforo

A deficiência de fósforo é denominada hipofosfatemia.

Os seguintes sintomas ou sinais podem aparecer.

Deficiência leve (quantidade de fósforo maior que> 0,64 mmol/L) a moderada (0,32 a 0,64 mmol/L):
– Raquitismo, problemas ósseos, anorexia, fraqueza muscular.
Muitas vezes, uma deficiência leve a moderada não leva a sintomas (chama-se de situação assintomática).
Uma deficiência leve a moderada pode ocorrer após o uso de antiácidos (abuso) ou por má absorção pelo trato digestório.

Deficiência grave ou severa (quantidade de fósforo inferior a <0.32 mmol/L):
Uma deficiência grave de fósforo pode levar à morte, afetando todos os sistemas (respiratório, cardíaco, musculoesquelético …). Uma deficiência grave pode ocorrer como complicação de hemodiálise.

Problemas em caso de excesso

O excesso de fósforo pode levar a hipocalcemia grave.

Efeitos colaterais dos suplementos de fósforo

Tomar suplementos alimentares contendo fósforo, por exemplo, na forma de um comprimido efervescente, pode levar à diarréia. Por isso é aconselhável distribuir a dose diária em 3 a 4 tomadas.

Observações

– O fósforo é um elemento muito presente nas principais moléculas do organismo, como o DNA e o ATP, um verdadeiro “combustível” energético para o organismo. É encontrado em todas as células do corpo, mas é ao nível dos ossos e do sangue que a quantidade de fósforo é alta.
Em geral, obtém-se fósforo suficientemente pela dieta, porque se comermos carne e legumes, eles são naturalmente ricos em DNA (núcleo de cada célula), que contém fósforo.

– A via parenteral (injeção) de fósforo é reservada para casos de hipofosfatemia grave. Em geral, em hipofosfatemias leves e moderadas, a ingestão oral na forma de sais de fósforo é preferida.

– O fósforo é absorvido pelo organismo no intestino.

Fontes & Referências: 
Pharmavista.net (site de referência suiço sobre medicamentos)

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 19.02.2019

Publicidade