Publicidade

Entorse

Definição

entorseO entorse é uma lesão dos ligamentos de uma articulação sem deslocamento das superfícies articulares. Em caso de entorse, o raio de ação normal de uma articulação é ultrapassado com o efeito do impacto e causa um dano por distorsão no aparelho cápsulo-ligamentar.
Os ligamentos são tecidos de estrutura elástica, que conectam os ossos e encontram-se nas articulações.
Distinguimos o entorse benigno (não há ruptura dos ligamentos) dos entorses graves (há ruptura dos ligamentos).
O tornozelo é a região do corpo mais afetada por entorses. A maioria das entorses de tornozelo envolve lesões ligamentares da porção externa do tornozelo.

Publicidade

Entorses também muitas vezes sr desenvolvem na altura dos joelhos e arco dos pés.

Entorses de repetição
Se uma pessoa tem uma entorse, a probabilidade de sofrer uma nova entorse é maior do que uma pessoa que nunca sofreu essa condição.

Diferenças entre entorses e dores musculares
Embora as entorses frequentemente tenham os mesmos sintomas da dor muscular (mialgia), as causas são diferentes. Como vimos, a entorse é um estiramento ou rompimento dos ligamentos afetando o tornozelo, enquanto as dores musculares (strains em inglês) afetam principalmente a região lombar e o músculo isquiotibial na parte superior da coxa.

Causas

Quando a articulação é submetida a um movimento brusco há risco de ocorrer um entorse benigno ou grave.

É o que ocorre com os atletas (jogadores de futebol, tênis,etc.) que efetuam movimentos bruscos e violentos com freqüência.

A caminhada e/ou um movimento em falso podem também provocar um entorse.

Torção de tornozelo
Uma torção de tornozelo ocorre quando você vira ou torce o tornozelo de maneira desajeitada, esticando ou rompendo os ligamentos que ajudam a manter os ossos do tornozelo juntos.

Grupos de risco

Os grupos de risco são principalmente:

– Os atletas, esportistas

– A fadiga em geral (que enfraquece e pode favorecer um entorse)

Sintomas

entorse-sintomas

Geralmente, quanto mais forte for a dor, mais forte e importante é a lesão.

Existem 3 tipos diferentes de entorses, classificadas pela dor:

Entorse ligeira ou tensão: O ligamento é esticado ou levemente rasgado. A dor é leve ou inexistente, mas pode aumentar com o movimento. Em geral, a área afetada não está particularmente inflamada.

Entorse moderada: algumas fibras do ligamento são rasgadas, mas não completamente. A área afetada, como a articulação, fica dolorida e às vezes inchada. O movimento é difícil. Um hematoma pode estar presente.

Entorse grave: Um ou mais ligamentos são completamente rasgados. A área afetada, muitas vezes uma junta, é muito dolorida, muito inchada com uma cor diferente do resto do conjunto, indicativo de um hematoma. Você não pode mover a articulação.

Os movimentos na articulação são anormalmente amplos, isso é porque os ligamentos que sustentam a articulação estão severamente danificados e não consegue mais segurar o bom movimento articular. Nota-se tipicamente a presença de um hematoma 24 horas após o início da entorse.

Nota: a entorse grave é fácil de ser confundida com uma fratura.

Diagnóstico

O diagnóstico dos entorses consiste em:

– Um exame clínico

– Radiografias (ex. raios-X, imagem por ressonância magnética (IRMI), tomografia computadorizada ou ultrassom)

É importante consultar um médico em caso de entorse grave.

Tratamentos

O tratamento de uma entorse, especialmente do tornozelo, depende da gravidade da lesão.

O tratamento dos entorses benigno geralmente consiste em:

– Na aplicação de compressas de gelo, que devem ser feitas o mais rápido possível (mais informações em “aplicação de gelo em caso de entorse”)

– Compressão: colocar uma bandagem, um esparadrapo (strapping, feito pelo médico), um gesso ou uma atadura durante 2 a 3 semanas, isso ajuda a impedir o inchaço. É o médico que irá decidir qual a melhor solução para imobilizar bem a articulação e ajudar na reconstrução dos ligamentos.

– O uso de anti-dor e antiinflamatórios como o ibuprofeno ou o diclofenac em uso externo (creme, gel,…) ou interno (comprimidos).

– Repouso, você pode, por exemplo, utilizar a a ajuda de uma bengala ou muleta para caminhar, se o entorse ocorrer no tornozelo ou joelho. O objetivo é estabilizar a articulação, enquanto o paciente aguarda uma consulta no médico.

Atendimento de emergência: «GREC»
Os cuidados imediatos após uma entorse é resumido pelo acrônimo «GREC», isto é, Gelo-Repouso-Elevação-Compressão (em inglês: R.I.C.E. para Rest, Ice, Compress, Elevation):
– Gelo: aplicar imediatamente após a entorse por 15 a 20 minutos, com gelo ou bolsa de gelo sobre o membro lesionado e repita este processo de resfriamento a cada 2 a 3 horas enquanto acordado. O gelo ajuda a reduzir a dor, o inchaço e a inflamação na articulação afetada. Se você tem doença vascular, diabetes ou uma diminuição da sensibilidade, consulte o seu médico antes de aplicar o gelo.
– Repouso: evite esforço físico intenso por no mínimo dois dias.
– Elevação: elevar o membro afetado pela entorse acima do nível do coração. Elevar o membro afetado pela entorse (por exemplo, tornozelo) é especialmente recomendado durante a noite ao dormir.
– Compressão: comprima a parte inchada com uma bandagem elástica. Evite comprimir com muita força. Remova a compressão somente quando os sintomas da entorse desaparecerem.

Cirurgia:
Além do tratamento para uma entorse leve (gelo, curativo, analgésico), o médico pode sugerir uma cirurgia. Raramente a cirurgia é necessária, ela geralmente é realizada quando a lesão não cicatriza ou o tornozelo permanece instável após um longo período de fisioterapia e exercícios de reabilitação, como explica a Clínica Mayo. A cirurgia pode ser feita para reparar um ligamento que não cicatriza ou para reconstruir um ligamento com tecido de um ligamento ou tendão próximo.

Dicas terapia

– Aplique rapidamente uma compressa de gelo (para limitar a dor e o inchaço, efeito “antiinflamatório natural). Você pode, por exemplo, fazer compressas de dez minutos e repetir a operação de hora em hora. Utilize uma bolsa de gelo (ou gel “cold pack”) protegida por uma toalha (você não deve deixar o gelado em contato com a pele).

– Em caso de inchaço e se o entorse ocorrer na região do pé, é aconselhado deixar o pé em uma posição elevada.

– Se o seu entorse ocorrer após uma prática esportiva, é aconselhado a não retomar o esporte logo em seguida: por exemplo, em caso de entorse moderado são necessárias 4 a 6 semanas de repouso antes de retomar o esporte.

– Cerca de 48 horas após a entorse, se o inchaço desapareceu, aplicar calor na área afetada.

Prevenção

– Faça um bom aquecimento antes de praticar esportes.

– As mulheres devem evitar o uso de saltos altos.

– Depois de praticar esportes, fazer um alongamento.

– Após o exercício físico, aplicar compressas frias sobre as articulações em risco de em torse (por exemplo, se você teve no passado).

Fonte:
Mayo Clinic

Redação:
Por Xavier Gruffat (farmacêutico)

Atualização:
Este artigo foi modificado em 22.11.2020

Fotos: 
Adobe Stock

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 26.11.2020

Publicidade