Publicidade

Home » Plantas medicinais » Cardo-mariano

Cardo-mariano

Resumo

Cardo-marianoPlanta medicinal protetora do fígado (hepatoprotetora), indicada contra os distúrbios do fígado e da digestão, pode ser encontrada em gotas ou cápsulas.

Nomes

Nome em português: Cardo-Mariano, cardo, cardo-santo
Nome binomial: Silybum marianum (L.) Gaertn.
Nome francês: Chardon Marie
Nome inglês: marian thistle
Nome alemão: Mariendistel, Frauendistel
Nome italiano: cardio mariano

Publicidade

Família

Asteráceas (Astéracées)

Constituintes

Flavonóides (silimarina, silibilina), fitosteróis.
A silimarina é encontrada especialmente em aquênios.

Partes utilizadas

Frutos (em forma de extrato seco).

Efeitos do cardo-mariano

Hepatoprotetor (principalmente devido à silimarina), drenador hepático, colagogo.

Indicações do cardo-mariano

Problemas do fígado (insuficiência hepática, hepatite, cirrose, cirrose alcoólica), alcoolismo, cálculos biliares, dispepsia, dor de barriga.

Cardo-mariano

Efeitos secundários

Risco de vômitos, se consumido em alta dosagem.

Contra-indicações

Gravidez (sobretudo, se consumido em alta dosagem, pois há riscos de vômitos).

Interações

Desconhecemos

Preparações

– Gotas

– Cápsulas

Infusão

Decocção

– Tintura. Deve-se notar que as tinturas alcoolizadas não são indicadas em caso de problemas hepáticos.

Onde cresce o cardo-mariano ?

Ele se desenvolve na Europa. Neste continente, a espécie é frequentemente protegida, o que impede a sua coleta. Esta é a razão pela qual a maioria dos remédios à base de cardo-mariano (por exemplo, os extratos) provém da África do Norte ou da América do Sul.
O cardo-mariano é originário da região mediterrânea.
Esta planta cresce bem em locais ensolarados e com boa drenagem. O cardo-mariano também se desenvolve em solos pobres.
Pode ser encontrado principalmente às margens de caminhos.
O cardo-mariano atinge uma altura entre 30 e 150 cm. A floração ocorre na Europa entre abril e agosto. É uma planta bienal.

Observações

– O cardo-mariano é uma planta interessante na cura de determinadas intoxicações ou excessos alimentares (inclusive, álcool), por exemplo, após uma festa ou em caso de dor de barriga relacionada a problemas de fígado.
Consulte o farmacêutico para obter o remédio mais apropriado à base desta planta.

Vários estudos provaram que a silimarina (um dos constituintes do cardo-mariano) desempenharia um papel eficaz contra as intoxicações por diversos produtos nocivos e em casos de distúrbios hepáticos.
O cardo-mariano teria ação positiva contra as intoxicações causadas por Amanita phalloides, também conhecida como cicuta verde, de acordo com o site alemão aponet.de (site de farmacêuticos alemães). Uma intoxicação causada por Amanita phalloides provoca a morte em 30 a 50% dos casos. Em contrapartida, uma pessoa que receba uma perfusão de silibilina (outro componente do cardo-mariano) teria, segundo vários relatórios médicos, menos de 10% de risco de morrer após uma intoxicação com Amanita phalloides.

– O cardo-mariano pode ser especialmente utilizado para proteger o fígado em caso de tratamento à base de paracetamol, sobretudo, se a dose for elevada e frequente, como ocorre no tratamento da artrose.

– Na Idade Média, o cardo-mariano já era utilizado pelas suas propriedades medicinais, especialmente nas regiões que atualmente compõem a Alemanha.

– O termo Maria, encontrado no nome vulgar em francês e igualmente em outros idiomas, tais como inglês (St. Mary’s thistle) é uma referência à Virgem Maria.

– Esta planta é cultivada na Europa desde a época dos romanos, os quais a empregavam especialmente como legume.

Foto cardo-mariano

Cardo-marianoCardo-mariano

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 03.05.2021

Publicidade