Publicidade

Home » Plantas medicinais » Açafrão-da-terra (cúrcuma)

Açafrão-da-terra (cúrcuma)

Resumo

Açafrão-da-terraPlanta medicinal com forte efeito antioxidante, tendo uma ação preventiva contra o câncer, pode ser encontrada em pó ou em cápsulas.

Nomes

Nome em português: açafrão-da-terra, açafrão-da Índia, cúrcuma, curcuma
Nome binomial: curcuma aromatica, curcuma longa
Nome francês: curcuma, safran des Indes
Nome inglês: curcuma
Nome alemão: Curcuma

Publicidade

Família

Zingiberaceae (Zingiberáceas) – Mesma família do gengibre

Constituintes

Óleo essencial, curcumina (dá cor alaranjada ao tempero), polifenóis como a curcumina (com um efeito antioxidante), turmerina.

A curcumina é um constituinte (até ∼5%) do açafrão-da-terra.

Partes utilizadas

Rizoma seco

Propriedades

Antioxidante, anti-inflamatório, amargo, anticoagulante, colerético

Indicações

– Na prevenção do câncer, ação antioxidante da curcumina (um composto do curcuma).
– Contra os reumatismos, graças à sua forte ação antiinflamatória, contra a artrose.
– Contra o excesso de colesterol.
– Contra a acidez gástrica, a síndrome do cólon irritavél, a “crise de fígado”, doença de Crohn.
– Em dermatologia, para aplicação local (por ex.: em forma de cataplasma), o açafrão pode ajudar no tratamento da psoríase e eczema, queimaduras leves à moderada (aplicado na forma de gel de curcumina, reduz os sintomas e favorece a cicatrização, leia mais abaixo em Observações).
– Potencial prevenção da doença de Alzheimer (saiba mais em Observações).

Nota: Atenção a eficácia do curcuma (e da curcumina) especialmente contra a dor, doenças inflamatórias e distúrbios digestivos foi questionada por um importante estudo publicado em 2017 (mais informações sobre este assunto em Observações, no parágrafo “Crítica da eficácia do curcuma”).

Açafrão-da-terra

Efeitos secundários

Distúrbios gástricos (em alta dose)

Contra-indicações

Afecções gastro-intestinais, como oclusão das vias biliares, cálculos biliares

Interações

Possíveis interações com medicamentos anticoagulantes (que fluidificam o sangue), na realidade, o açafrão-da-terra teria um efeito anticoagulante. Um risco de superdosagem com a ingestão de anticoagulantes é teoricamente possível, o que pode levar ao sangramento.
Ao tomar certos medicamentos para controlar o câncer, é possivel ococrrer interações com o açafrão-da-terra. A consequência pode ser que os medicamentos contra o câncer são menos efetivos.

Preparações

– Pó de açafrão-da-terra, para consumir diretamente em uso interno (por ex: contra a gastrite) ou para uso externo, em forma de cataplasma.

Cataplasma de açafrão-da-terra

– Cápsula de açafrão-da-terra
Em geral, deve-se consumir entre 2 e 3 gramas de cúrcuma por dia, equivalendo à ingestão de 60 a 100 mg de curcumina. Para melhorar a memória e prevenir a doença de Alzheimer (leia abaixo), tomar duas cápsulas de 500mg de curcumina por dia, dose recomendada para um adulto saudável.
Em caso de síndrome do intestino irritável, tome uma cápsula de 300 a 400mg de princípios ativos do açafrão 3 vezes ao dia.

– Decocção de açafrão-da-terra

– Tintura de açafrão-da-terra

Onde cresce o açafrão-da-terra?

O açafrão é originário da Ásia e cresce principalmente na região da Índia e do sudeste da Ásia. Para se desenvolver, o açafrão-da-terra precisa de um clima quente e úmido.
Um rizoma de açafrão-da-terra tem cerca de 10 cm de comprimento.
No Brasil, o açafrão-da-terra cresce facilmente no nordeste.

Colheita

Os rizomas de açafrão-da-terra são colhidos alguns meses após o plantio, logo após as folhas começarem a secar.

Observações

Açafrão-da-terra– O açafrão-da-terra é uma planta clássica das medicinas asiáticas (indiana ou chinesa), mas nos últimos anos  fez uma aparição midiática  no ocidente, devido à sua ação antioxidante na prevenção do câncer.

– O açafrão-da-terra é naturalmente utilizado na cozinha indiana e serve para dar uma coloração amarelada aos pratos, no entanto, atualmente ele é mais utilizado como especiaria.

– Para aumentar a absorção da curcumina encontrada no açafrão-da-terra, é aconselhável consumir ao mesmo tempo que a piperina, encontrada na pimenta-do-reino.

– Você deve saber que a curcumina é um importante antioxidante (contra o câncer) e anti-inflamatório do açafrão. Os consumidores podem ser induzidos a comprar para a culinária, o pó com uma taxa de 3/4 gramas por colher de chá, tituladas a 5/6% de curcumina, neste caso as pessoas podem não sentir os benefícios exceto sobre a digestão. Na verdade, para obter um efeito anti-inflamatório a dose da curcumina deve ser extremamente elevada. Pergunte ao seu farmacêutico para mais informações.

– Na artrose, é aconselhável o consumo de cápsulas de 500mg de açafrão-da-terra (cúrcuma) 2 vezes por dia. Recomenda-se também tomar 4 gramas de óleo de peixe por dia.

– A Índia e a China são os dois principais produtores de cúrcuma (açafrão-da-terra).

– Um estudo publicado em fevereiro de 2017 no jornal de livre acesso BioDiscovery mostrou que o gel de curcumina, um princípio ativo da cúrcuma (Curcuma aromatica ou Curcuma longa), depois de queimaduras ou escladamentos pode reduzir a severidade das lesões, diminuindo a dor, a inflamação e melhorando a cicatrização, levando justamente a menos cicatrizes ou até mesmo a nenhuma na área afetada. A curcumina atua através da inibição da enzima fosforilase quinase, envolvida na inflamação. Este estudo foi conduzido pelo Prof. Madalene Heng da David Geffen School of Medicine ligado à renomada Universidade de Califórnia em Los Angeles (UCLA).

– A cúrcuma, especialmente a curcumina, pode melhorar a memória e também atuar na prevenção da doença de Alzheimer. Um estudo publicado em 19 de janeiro de 2018, no American Journal of Geriatric Psychiatry (DOI: 10.1016 / j.agp.2017.10.010), mostrou que o consumo diário de alguma forma de curcumina, encontrada no curry, permitiu a melhora da memória e do humor. Este estudo realizado por pesquisadores da prestigiada Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) também mostrou uma melhora na perda de memória relacionada à luz e à idade em pessoas que consomem curry diariamente. Neste estudo da UCLA, os 40 participantes não consumiram curry, mas tomaram duas vezes ao dia, durante 18 meses, um suplemento alimentar baseado em uma forma de curcumina, um importante ingrediente ativo da cúrcuma. Nenhum participante sofria de demência, como a doença de Alzheimer, mas sofriam de problemas leves de memória. Eles tinham entre 40 e 90 anos de idade. Este foi um estudo duplo cego. Em testes de memória, os participantes que tomaram curcumina melhoraram seus resultados em 28% em um período de 18 meses, além de terem pequenas melhorias no humor, os exames de TEP cerebral (PET scans) mostraram significativamente menos sinais de amilóide e de proteínas tau na amígdala e no hipotálamo do que naqueles que receberam o placebo.

Crítica da eficácia do curcuma (e da curcumina)

Um estudo publicado em 11 de janeiro de 2017 na revista científica Journal of Medicinal Chemistry (DOI: 10.1021/acs.jmedchem.6b00975) chegou à conclusão, analisando mais de 130 ensaios clínicos que a curcumina, o ingrediente ativo do açafrão-da-terra (curcuma), não levou a nenhum resultado positivo. Como um resumo do estudo (Abstract) observa, nenhum ensaio clínico duplo-cego, controlado por placebo, de curcumina foi bem sucedido. Este estudo de 2017 analisou a química medicinal essencial da curcumina e fornece evidências de que a curcumina é um composto instável, reativo e não biodisponível e, portanto, uma pista altamente improvável na medicina fitoterápica.

Fontes: 
Pharmavista.net, National Geographic, Prevenção, PHARMA-INFO.
Referências (em negrito importante ou estudo de referência) : 
American Journal of Geriatric Psychiatry (DOI: 10.1016/j.agp.2017.10.010), Journal of Medicinal Chemistry (DOI: 10.1021/acs.jmedchem.6b00975)

Redação:
Por Xavier Gruffat (farmacêutico)

Fotos: 
Adobe Stock/Fotolia, Criasaude.com.br

Atualização:
20.07.2020

Açafrão-da-terra

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 27.04.2021

Publicidade