Publicidade

Home » Plantas medicinais » Agnocasto

Agnocasto

Resumo

O agnocasto é uma planta medicinal utilizada contra a dismenorréia (cólicas menstruais) que pode ser encontrada frequentemente em forma de cápsulas.

AgnocastoNomes

Nome em português: agnocasto, alecrim-de-angola, limba
Nome binomial: Vitex agnus castus
Nome francês: Gattilier, Agnus castus, poivre des moines, arbre au poivre, agneau chaste
Nome inglês: Monk’s Pepper Tree
Nome alemão: Mönchspfeffer
Nome italiano: agnocasto

Publicidade

Família

Verbanaceae

Constituintes

Casticina, iridóide (agnusídeo), óleos essenciais, óleos graxos

Partes utilizadas

Frutos, folhas. Contra a síndrome pré-menstrual, suas frutas são utilizadas na fitoterapia.

Propriedades

– Regulador do sistema hormonal na mulher (na região da hipófise e na regulação do hormônio LH), efeito ainda não comprovado, galactogogo (favorece a lactação). No entanto, acredita-se que determinados princípios ativos da planta têm um efeito dopaminérgico fixando os receptores D2 na dopamina.
– Antigamente era considerado um antiafrodisíaco no homem e nos frades (lenda).
– Diurético (folhas)

Indicações

Cólicas menstruais (tensão nos seios), tensão pré-menstrual (TPM), lactação, excesso de desejo sexual (em homens – o agnocasto diminuiu a libido), menopausa, endometriose.

Agnocasto

Efeitos secundários

Dores de cabeça (muito raro) ou disfunções gastrointestinais (muito raro). Ao comprar um medicamento, queira ler a bula e pedir orientações a um especialista.

Contra-indicações

Contraindicado para pessoas que fazem tratamentos hormonais, durante a gravidez, amamentação, câncer de mama ou histórico de câncer de mama na família, mulheres que seguem um protocolo de fertilização in vitro.
Ao comprar um medicamento, leia a bula e peça conselho ao seu especialista.

Interações 

Ao comprar um medicamento, queira ler a bula e pedir orientações a um especialista.

Preparações

– Extrato alcoólico de agnocasto

– Cápsulas

– Tintura

– Infusão à base dos frutos de agnocasto

– Infusão à base das folhas (efeito diurético)

Observação

Aconselha-se realizar um tratamento à base de agnocasto durante um período de no mínimo três meses, para assim obter alguma eficácia.

Onde cresce o agnocasto?

O agnocasto é originário do Sul da Europa e do Sudoeste asiático. Trata-se de um arbusto capaz de atingir entre 1 e 5 m de altura. Suas flores são roxas. O agnocasto  cresce em regiões quentes e temperadas.

Observações

– O agnocasto é utilizado há milhares de anos na cura de diferentes distúrbios ginecológicos, tendo sido especialmente recomendado pelo célebre médico grego Hipócrates.

– Tendo em vista que cerca de 70% das mulheres em idade de procriar sofreriam eventualmente com cólicas menstruais, o agnocasto  pode ser uma alternativa efetiva na cura deste problema.

Eficácia

– Alguns estudos clínicos mostraram a eficiência do agnocasto para apaziguar alguns sintomas da síndrome pré-menstrual ou TPM. É uma planta medicinal com eficácia comprovada contra a síndrome pré-menstrual, de acordo com uma edição especial da revista francesa Science & Vie publicada em julho de 2020 citando estudos científicos e em particular meta-análises. Dizem que os iridóides e flavonóides, que se encontram na planta, estão na origem dos efeitos favoráveis ​​nas mulheres, ao modificar certas reações hormonais, em particular na glândula pituitária (no cérebro), ligando-se em particular aos receptores de dopamina D2.

– Os frutos do agnocasto se assemelham àqueles da pimenteira, de coloração preto-cinza.

– As folhas do agnocasto se assemelham ligeiramente àquelas do cânhamo.

Fontes:
Science&Vie

Redação:
Por Xavier Gruffat (farmacêutico)

Fotos: 
Adobe Stock/Fotolia, Criasaude.com.br

Atualização:
Este artigo foi modificado em 22.11.2020

Agnocasto

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 27.04.2021

Publicidade