Publicidade

Unhas

As unhas como espelho da nossa saúde

Unhas quebradiças, amareladas e com estrias são sinais que podem revelar doenças que vão da anemia à psoríase. Sendo assim, as unhas podem ser utilizadas como complemento de um diagnóstico para o médico ou para a pessoa preocupada com a saúde. Não é por nada que muitas avós têm o costume de obervar o estado das unhas de seus netos.

Publicidade

Aqui está um panorama geral do estado que as unhas podem aparentar e as possíveis doenças subjacentes:

Estado da unha Significado (doença possível)
Unhas com aumento na porção branca, formando grandes meias-luas Problemas hepáticos como a hepatite. Pode igualmente se tratar de doenças renais.
Unhas sem brilho, côncavas ou em forma de colher Anemia. Uma carência de ferro está com frequência associada a unhas “em forma de colher”, problema denominado Koilonychia.
Unhas vermelhas ou de cor semelhante ao vermelho, especialmente uma linha vermelha como aquela exibida na foto abaixo. Problemas cardíacos, caso a unha esteja metade branca e metade vermelha, podendo igualmente se tratar de uma doença renal.
Unhas quebradiças Hipotireoidismo, anemia, psoríase, deficiência de ferro, de vitaminas e de cálcio ou zinco.
Unhas com estrias verticais A idade. São efeitos da idade.
Unhas que apresentam linhas pretas sobre elas Melanoma, um tipo de câncer (atenção, isso é muito perigoso, portanto procure imediatamente um médico), micoses
Unhas com bordas “dobradas” ou arredondadas Pode se tratar de doenças pulmonares. Na maioria dos casos é sinal de câncer no pulmão. Um hipertireoidismo ou problemas no fígado são outras causas possíveis.
Atenção, deve-se sempre consultar um médico se as suas unhas estiverem assim.Em inglês fala-se de clubbing (mais informações aqui)
Unhas com linhas brancas horizontais Pode se tratar de uma carência de proteínas ou de zinco. Em alguns casos, essas linhas podem igualmente ser um sinal de distúrbios hepáticos ou renais.
Unhas com pequenos furos na superfície ou ondulações Psoríase ou poliartrite (mais raro: doenças cardíacas ou pulmonares)
Unhas com uma cor azulada ou esverdeada Pode-se tratar de uma infecção bacteriana causada por Pseudomonas aeruginosa. Pode também ser indicativo de doenças cardiovasculares, lúpus ou doença pulmonar.
Unhas amareladas Problemas pulmonares como enfisema, ou diabetes. Pode-se tratar também de uma micose ou problemas hepáticos.

O estado das unhas nunca deve ser o único meio de diagnóstico

Ressaltamos que o médico não se faz valer apenas do aspecto das unhas para estabelecer um diagnóstico. Geralmente outros sinais denunciam primeiro uma doença. Problemas pulmonares, por exemplo, geralmente se caracterizam por um “assobio” ao respirar, e portanto, a aparência das unhas intervém como uma manifestação posterior.  No entanto, inúmeros médicos se utilizam desta aparência para completar  o seu diagnóstico ou então, para orientar a sua pesquisa, com o objetivo de ganhar um pouco tempo e ter uma primeira impressão geral. É possível também que uma pessoa sofra de distúrbios cardíacos e não tenha unhas avermelhadas (ver tabela acima) assim como o oposto, que ela tenha unhas avermelhadas, mas não possua distúrbios cardíacos. O estado das unhas não deve utilizado como único diagnóstico, mas apenas como um simples complemento de informação.

As micoses das unhas

A tabela acima nós fornece preciosas informações sobre as possíveis doenças gerais e subjacentes que podem estar se manifestando, todavia, não se deve desconsiderar uma infecção da unha que não reflete uma doença generalizada mas que é local: a micose das unhas. Um sinal característico desta infecção é uma variação da cor ou da textura da unha. Neste caso, é aconselhado procurar um clínico geral ou um dermatologista. Ver: micoses das unhas

O interesse de cuidar das unhas

Além da estética, ter unhas bonitas, limpas e bem cuidadas possibilitam ao médico e a você mesma diagnosticar melhor quaisquer eventuais doenças subjacentes, como vimos mais acima.

Aqui estão algumas dicas para manter as unhas sempre no melhor estado possível:

– não roa as unhas

– lave regularmente as unhas

– corte regularmente as unhas

– aplique creme se a pele ao redor das unhas estiver seca

– procure ter uma alimentação saudável. Você pode também tomar complementos alimentares à base de biotina (que ajuda a construir a queratina, componente principal das unhas e dos cabelos).

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 05.10.2017

Publicidade