Publicidade

Tontura

Tontura resumoA tontura (ou tonturas) também é conhecida como vertigem, cuja palavra provém do latim «vertere», que significa girar. De fato, quando sentimos tontura, tudo parece estar girando ao nosso redor: o chão, os prédios. Sentimos que vamos desmaiar,mas podemos também ter outros tipos de mal-estar como ânsia de vômito, por exemplo.

Publicidade

A verdadeira tontura é um distúrbio do equilíbrio que é determinado pelo ouvido interno, olhos, músculos as articulações.

O único caso em que é possível tomar medicamentos sem prescrição médica (automedicação), em caso de tontura é na prevenção do enjôo em transpores. Nos outros casos é essencial consultar um médico, que irá efetuar vários exames para diagnosticar a causa: se trata-se de uma tontura posicional, se é decorrente da doença de Meniere, etc. De acordo com os resultados obtidos, ele poderá prescrever o remédio adequado.

Nesse arquivo, iremos abordar todos os tipos de tontura para que você possa diagnosticá-la de fato e aliviá-la o mais rápido possível.

Definição

Tontura definicaoA vertigem é a sensação de que tudo ao nosso redor está girando, mesmo quando fechamos os olhos essa sensação muito desagradável persiste. Além disso, a tontura é freqüentemente acompanhada de náuseas e vômitos. Ela é um sintoma que resulta de diversas disfunções do corpo.

– Distúrbio dos órgãos que controlam o equilíbrio, regidos pelo ouvido interno, o chamado aparelho vestibular

– Disfunção do nervo que liga o ouvido interno ao cérebro

– Distúrbio na região do cérebro (das partes que controlam o equilíbrio)

Falamos em tontura (vertigem), quando esta ocorrer devido a um distúrbio do equilíbrio, como mencionamos anteriormente. Distinguimos bem os desconfortos e os atordoamentos.

Para manter o corpo em equilíbrio, o cérebro utiliza o seu sistema de nociceptores para diversos lugares do corpo:

– Os olhos indicam ao cérebro a posição da cabeça no espaço

– Os músculos, assim como as articulações indicam ao cérebro a posição do corpo no espaço

– O ouvido interno contém os órgãos do equilíbrio, que irão indicar os movimentos do corpo ao cérebro. Essas coordenadas são recepcionadas pelo cerebelo, que para manter o equilíbrio enviará as ordens necessárias ao resto do corpo.

Se as informações enviadas por essas diferentes regiões divergirem será constatada a tontura (vertigem).

Epidemiologia

– Estima-se que 40% dos americanos terão pelo menos um episódio de tontura ou distúrbios do equilíbrio em suas vidas.

Acredita-se que a forma mais comum de tontura é a vertigem posicional paroxística benigna – VPPB (em inglês: benign paroxysmal positional vertigo) , ela afeta predominantemente pessoas com mais de 60 anos de idade.

Causas

As diferentes causas da tontura são as seguintes:

– Distúrbios do equilíbrio

– Doença de Meniere

Tontura causas

– Tratamentos medicamentosos, intoxicações medicamentosas, álcool, drogas

– Neurinoma do acústico, tumor do cerebelo ou do nervo auditivo

– Graves ferimentos na cabeça, traumatismo craniano

– Esclerose múltipla

– Enjôoem transportes

– Hiper ou hipotensão ortoestática

– Enxaqueca vestibular

– Outras causas

Os distúrbios do equilíbrio

A tontura é um distúrbio do equilíbrio, ela está relacionada a uma disfunção dos órgãos que o controlam. Ela ocorre quando os sistemas de manutenção do equilíbrio do corpo não fornecem a mesma informação. Estes sistemas são os seguintes:

– os olhos, que fornecem ao cérebro a posição da cabeça no espaço;

– os músculos e as articulações, que informam ao cérebro a posição do corpo no espaço;

– o ouvido interno, que fornece a informação dos movimentos do corpo ao cérebro;

– o cerebelo, parte do cérebro que trata essas informações e que fornece a ordem de remediar todo desequilíbrio ao corpo.

Um desses sistemas pode ser disfuncional e provocar as tonturas. Com freqüencia, tratam-se de problemas no ouvido interno, como uma infecção do aparelho vestibular, por exemplo. Este faz parte da esfera ORL (Oto-Rino-Laringe). Um resfriado ou gripe podem inflamar o ouvido interno e provocar um distúrbio do equilíbrio.

Também falamos de vertigem posicional paroxística benigna – VPPB (em Inglês benign paroxysmal positional vertigo). Esta doença ou condição é caracterizada por breves episódios de tontura imediatamente após uma mudança na posição da cabeça, por exemplo, depois de se levantar da cama ou da cadeira pela manhã. A VPPB é a causa mais comum de tontura. Acredita-se que a causa da VPPB seja o resultado do desalojamento de pequenos cristais que ajudam a orientação e o equilíbrio, normalmente eles estão presentes no ouvido interno e o problema ocorre quando se movem para outras partes do ouvido. Nestes novos locais, esses cristais tornam-se particularmente sensíveis a mudanças repentinas na cabeça. A VPPB é benigna, mas pode ser indiretamente problemática, aumentando o risco de queda e, portanto, fratura, especialmente em idosos.

A doença de Meniere

Em caso de doença de Meniere, a tontura é crônica. Além disso, ela é acompanhada de surdez e de acúfeno. O paciente também terá náuseas, vômitos e nistagmos. A doença de Meniere atinge 6% das pessoas que sofrem de tonturas. As crises podem ser muito breves, como podem durar vários dias. A doença de Meniere é também uma patologia do ouvido interno.

Os tratamentos medicamentosos, as intoxicações medicamentosas, o álcool e as drogas.

A tontura pode ser um efeito secundário de determinados medicamentos, como alguns antibióticos, por exemplo. Em geral, elas param após o interrompimento do medicamento causador. Nas crianças, um estado veriginoso deve ser auscultado devido ao risco de intoxicação medicamentosa.

O neurinoma da acústica ou um tumor do cerebelo, isto é, o nervo vestibular

Chamamos de neurinoma da acústica o tumor que afeta o nervo que liga o ouvido interno ao cérebro.

O cerebelo que cuida das mensagens enviadas pelos diferentes captadores do equilíbrio do corpo. Um tumor irá provocar um distúrbio do equilíbrio. O neuroma acústico é um tumor benigno não cancerígeno.

Os ferimentos graves da cabeça, traumatismo craniano

Em caso de ferimentos graves da cabeça (choques, acidentes), é possível que os pacientes sofram de tonturas. O médico geralmente irá examinar os olhos paraencontrar os nistagmos (movimentosinvoluntários do globo ocular).

Tontura causasO enjôo em transportes

As pessoas que sofrem com o enjôo causado pelos transportes têm tontura geralmente acompanhada de náuseas e vômitos. É o típico caso de distúrbio do equilíbrio, pois neste caso, as informações fornecidas ao cerebelo pelo ouvido interno e os olhos diferem.

Enxaqueca vestibular
Algumas pessoas que sofrem de enxaqueca podem sentir tonturas mesmo durante os períodos que não estão sofrendo de dor de cabeça. Esses episódios de tontura podem durar horas ou até dias.

A hiper- ou hipotensão
Em caso de hiper ou hipotensão, a tontura ocorre repentinamente, quando mudamos bruscamente de posição (se estávamos sentados ou deitados e nos levantamos rapidamente). Chamamos isso de tontura posicional. Nesses casos, é essencial levantar-se com calma.

Outras causas possíveis 
Outras causas possíveis, mas raras, são o acidente vascular cerebral (AVC) e a esclerose múltipla.

Tontura não específica
As causas não específicas da tontura, isto é, com sintomas que são mais semelhantes a boiar, nadar ou uma leve tontura, podem ser:
– Ingestão de certos medicamentos (ex.: contra a hipertensão)
– Distúrbios do ouvido interno
– Transtornos de ansiedade (incluindo ataques de pânico)
– Baixos níveis de ferro, como na anemia (também associados à fadiga)
– Hipoglicemia (geralmente ocorre em pacientes com diabetes que usam insulina)
– Infecções de ouvido

Sintomas

Os sintomas da tontura são os seguintes:

– Sensação de que tudo o que está ao nosso redor está girando

– Sensação que o nosso corpo se move no espaço, apesar de estarmos parados

No primeiro caso (sensação de que tudo o que está ao nosso redor está girando), falamosem tontura de verdade, epodemos sentir mal-estar, náuseas e vômitos. O pacienteé geralmente fraco e pálido.

A tontura em crianças é casode emergência médica. O médico irá pesquisar de houve alguma intoxicação medicamentosa ou se existe apresença de um tumor.

Sintomas específicos de certas formas de tontura (ler também em Causas)

Inflamação do ouvido interno
Neste caso, a tontura pode aparecer de repente, ser muito forte e persistente por vários dias. Náuseas e vômitos, assim como distúrbios de equilíbrio, geralmente estão associados.

Neuroma acústico
Em geral, há perda auditiva progressiva e zumbido, acompanhados de tontura e desequilíbrio.

Diagnóstico

Tontura diagnosticoEm caso de vertigem pronunciada e recorrente, o médico irá primeiramente efetuar uma anamnese e depois exames clínicos. Ele irá procurar a causa da vertigem examinando os ouvidos, para detectar uma possível inflamação do ouvido interno. Ele também irá proceder a um exame dos olhos, assim como do sistema nervoso.

Em caso de presença de acúfeno, ele irá recorrer ao scanner ou à IMR (Imagem por Ressonância Magnética), para descartar um eventual tumor do cérebro.

Mas em caso de uma tontura repentina e violenta, principalmente em pessoas pertencentes ao grupo de risco (que sofrem de distúrbios da circulação, por exemplo), uma consulta médicase fazabsolutamente necessária, para exluir as doenças graves, como a meningite, uma intoxicação medicamentosa, ou ainda um acidente vascular cerebral (AVC).

Uma vez determinada a causa da tontura, o médico poderá prescrever o medicamento adequado. Por exemplo, ele poderá prescrever medicamentos para a circulação ou para a pressão, em caso de tonturarelacionada à hiper ou hipotensão.

Outros testes podem ser realizados pelo médico, como o teste da cadeira rotativa (em inglês: rotary-chair testing), um exame que utiliza um computador, ou um teste de postura (em inglês: posturography testing), que ajudam a entender melhor como está o equilíbrio.

Complicações

A principal complicação da tontura é a seguinte: quando o nosso equilíbrio é afetado, nós andamos com dificuldade e corremos o risco de cair e nos machucar.

Se a causa da tontura for a inflamação do ouvido interno e se esta não for tratada, ela pode ser seguida de surdez.

Notamos ainda, que a tontura é um sintoma e pode ser o sinal de uma doença subjacente mais grave, motivo pelo quala tontura repentina eviolenta deve ser levada à sério, com possibilidade de hospitalização de emergência. De fato, a meningite, as intoxicações medicamentosas, assim como um acidente vascular cerebraltrazem ao paciente uma sensação de tontura.

Tratamentos

A vertigem relacionada ao enjôo dos transportes é o único tipo de tontura que pode ser tratada através da automedicação. A tontura verdadeira requer uma consulta médica, para que o profissional determine a causa e prescreva os medicamentos adequados.

Em caso de vertigem ligada ao enjôo dos transpores, é aconselhado tomar medicamentos preventivos, como forma de evitar os desconfortos. Os medicamentos são os seguintes:

Tontura tratamento– antivertiginosos: cinarizina, em forma de gotas ou comprimidos. A posologia usual é de 1 a 2 comprimidos de 25 mg, 3 vezes ao dia, ou 25 gotas, 1 a 2 vezes ao dia, após as refeições. A dose máxima é de 150 mg (6 comprimidos ou 50 gotas)

– anti-histamínico dimenidrinato em drágeas, 1 drágea, 1 hora antes da viagem. Esse medicamento pode causar fadiga.

– antiemético meclozina, em forma de drágeas ou supositórios. Existem diferentes doses, que devem ser adequadas à idade do paciente. Atenção, esse medicamento pode trazer sonolência. Grávidas devem tomá-lo somente sob prescrição médica.

Tratamentos específicos para certas formas de tontura

Inflamação do ouvido interno
Em casos de inflamação do ouvido interno, a doença é geralmente curada por conta própria. No entanto, o tratamento médico pode facilitar a recuperação rápida, como uso de injeção de corticoides no ouvido interno.

Vertigem posicional paroxística benigna
Em casos de vertigem posicional paroxística benigna  – VPPB (em inglês: paroxysmal positional vertigo), o médico ou terapeuta pode realizar um procedimento onde ele vai manipular cuidadosamente a posição da cabeça para reposicionar os cristais (veja também em Causas, abaixo). Este procedimento (chamado em inglês de canalith repositionning procedure), de acordo com a Clínica Mayo, é frequentemente efetivo. Estima-se que até 80% das pessoas que realizaram 1 ou 2 vezes esse procedimento experimentaram uma melhora significativa na tontura.

Síndrome de Menière
Durante uma crise de tontura devido à síndrome de Menière, é essencial descansar em uma posição reclinada em uma sala pouco iluminada. Se necessário, um antiemético pode ser administrado. O médico também pode prescrever um diurético e aconselhar uma dieta com baixo teor de sódio, que ajudará a reduzir a retenção de líquidos (ver também em Causas, acima) e a melhorar os sintomas.

Neuroma acústico
A instituição americana de referência Mayo Clinic acredita que uma operação cirúrgica pode ser necessária para aliviar a tontura durante um neuroma acústico.

Medicina alternativa

Existem vários tratamentos alternativos possíveis contra as tonturas, como as tinturas-mãe ou a homeopatia.

Tinturas-mãe

Essas famosas plantas contra as tonturas são as seguintes:

Tontura medicina alternativa– O gingko biloba, que permite uma melhor vascularização cerebral. Você deve utilizar de 2 a 5 gotas (em tintura-mãe),1 a 3 vezes ao dia, para as seguintes indicações: falta de concentração, perda de memória e tonturas. Observamos que o ginko biloba existe também em forma de comprimidos, para as mesmas indicações.

– A tintura-mãe de visco-branco (Viscum album), que pode ser utilizada nos casos de hipertensão ou tonturas. Você devetomar de 2 a 5 gotas, 1 a 3 vezes ao dia.

– O espinheiro-branco também é utilizado contra as tonturas. Ele pode ser encontrado em preparações compostas tais como a Cardiaforce. Ele pode ser utilizado nos casos de distúrbios cardíacos de origem nervosa, palpitação e taquicardia, assim como contra as sensações de tontura, nervosismo esono agitado. Ele estimula a irrigação sangüínea dos vasos coronários e acalma o coração. Você deve tomar uma medida (=15 ml) 3 vezes ao dia, após as refeições. Atenção, esse medicamento contém álcool e é contra-indicado para as crianças.

Prevenção

– Se você sofre de tontura posicional, é importante levantar-se devagar, pois assim você evita o aparecimento da tontura.

– Em caso de tontura devido aos transportes, você deve tomar medicamentos para prevení-la, tais como anti-histamínicos, anti-náuseas, anti-vertiginosos.

– Evite as situações que provoquem a tontura, tais como subir em balcão, escada ou ir até a montanha.

– Faça pausas regulares, especialmente se você fizer exercício físico.

– Beba bastante líquido diariamente. A cada dia os homens devem beber 2,1L e as mulheres 1,5L. Beba durante ou antes das refeições.

– Evite substâncias que podem piorar os sintomas de vertigem, como: álcool, cafeína e tabaco.

– Se vista adequadamente para evitar a insolação.

– Exercite-se regularmente. A prática de exercícios fortalece o equilíbrio, estimulando diferentes partes do corpo para funcionar corretamente com o cérebro.

– Se necessário, mude seus óculos, que pode deixá-lo tonto.

Dicas

– Em caso de tonturas, é possível diminuir os sintomas ficando deitado e imóvel. Em princípio, ela deve passar, mas se ela persistir pormais de dez minutos e se ocorrer com freqüência é conselhado consultar um médico para determinar a causa.

Tontura dicas– Em caso de aparecimento repentino de tonturas e se estas forem fortes, é recomendado consultar um médico em emergência, para excluir toda risco de intoxicação medicamentosa ou AVC (Acidente Vascular Cerebral).

– Em caso de aparecimento de tonturas após o uso de medicamentos, sobretudo no início de um tratamento, é fortemente aconselhado interromper o uso do medicamento e consultar um médico. A tontura pode ser um efeito secundário do novo medicamento.

– Como a tontura pode ser acompanhada de náuseas e vômitos, é importante se hidratar por pequenas porções, pois o paciente ficadesidratado com o vômito.

– Por fim, as pessoas que estão sujeitas às tonturas devem evitar as situações nas quais estas podem aparecer, como subir em escadas,andaimes, fazer escaladas…

Fontes & Referências:  
Mayo Clinic, Prevention (revista de saúde dos Estados Unidos).

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 20.04.2018

Publicidade