Publicidade

Feridas

Definição

Feridas definiçãoOs ferimentos são lesões que envolvem as partes superficiais da pele.
Existem basicamente três tipos de ferimentos:
– cortes
– perfurações ( resultdos de um corte, mas com um objeto pontiagudo)
– arranhados (resultado de um rasgo na pele)

Publicidade

Causas das lesões

As causas dos ferimentos são diferenciadas pelo tipo do ferimento:

– Os cortes são provocadas por objetos cortantes como facas, lâminas,vidros quebrados, as beiradas de folha de papel, mordidas, etc

– As perfurações são provocadas por objetos pontiagudos, como agulhas, grampos, pontas de caneta, pregos, etc.

– Os arranhados são provocados por objetos com a superfície irregular,como um acidente de moto no concreto ou no cascalho, pedras, etc.

Sintomas causados pelo ferimento

– Os cortes quase sempre são dolorosos e dependendo da sua profundidade e localização, eles podem causar hemorragia. A dor geralmente é latejante.

– Quanto às perfurações, essas são mais profundas e o sangramento é maior, sendo essas feridas sempre associados à dor.

– Os arranhões exibem bordas dos ferimentos com sangramento irregular e de curta duração. Se eles forem estendidos podem provocar um prurido similar de uma queimadura.

Há também evidências que cortes no couro cabeludo, rosto e mão são os mais propensos a hemorragia.

Observação: Em alguns casos, os ferimentos necessitam de intervenção cirúrgica, pois a presença de corpos estranhos como pedaços de vidro, podem permanecer na pele e provocar infecção.

Tratamentos dos ferimentos

Primeiro, note se a ferida está sangrando, se estiver, comprima o local da lesão, com uma gaze. Ao comprimi-la, acelera-se o processo natural de coagulação do sangue. Limpe a ferida com água corrente e sabão.

Em seguida, aconselha-se desinfetar o ferimento com medicamento antisépticos ou hemostáticos que previnem a infecção e ajudam na cicatrização da pele.

Se você for fazer um curativo em você ou em outra pessoa, não se esqueça de lavar as mãos com água e sabão antes de praticar os cuidados.

Há diferentes famílias químicas de antisépticos:

– A clorexidina (como exemplo adicionado a vitamina A resulta na Vita-Merfen®) e hexamidina.

– Os amônios quaternários

– O Iodo e o iodo-povidona (como exemplo Betadine®)

– Os derivados aniônicos

– O 3,4,4 triclorocarbanilida

– Os derivados do mercúrio

– Os derivados clorados (como exemplo o Dakin®)

– Os derivados da prata

– Sais de cobre ou de Zinco

– Peróxido de hidrogênio (água oxigenada): um antiséptico suave que diminui o sangramento e favorece a limpeza da ferida devido principalmente à formação de espuma ( como exemplo, se uma pessoa machuca em um campo de futebol, a água oxigenada além de limpar o ferimento, desinfeta ao mesmo tempo).

– Os corantes: antisépticos que secam os ferimentos.

Observação:

É fundamental ler a bula do medicamento antes de aplicá-lo no ferimento; após esse ter sido lavado.

Uma vez que o ferimento for tratado, é melhor deixar ao ar livre, ou seja, não se deve cobrir com esparadapo ou atadura.

No entanto, em alguns casos, a cicatriz pode se tornar escura e deixar uma marca, especialmente quando exposta à luz solar. Neste caso, é importante aplicar filtro solar, com fator de proteção de pelo menos 30, na ferida e ainda cobrir com roupa ou colocar um curativo sobre a cicatriz.

Fitoterapia para ferimentos

Pequenos ferimentos e lesões após serem limpos com água e sabão, podem ser desinfetados com o uso de pomadas ou gel à base de aloe vera, o que auxilia na cicatrização.

Dicas

– Vá ao médico se, o ferimento sangrar muito, se o ferimento for maior que 1cm de comprimento ou quando não tiver sido vacinado contra o tétano há mais de 10 anos.

– Quando o ferimento for na mão, deve-se consultar ummédico, para evitar possíveis complicações, bem como mordidas também, independentemente da sua localização.

– Se você colocar uma bandagem como um esparadrapo ou gaze, é importante trocá-los todos os dias, por razões de higiene.

– Jamais deixe objetos cortantes, pontiagudos ou rugosos perto de crianças.

– Verifique se você está em dia com a sua vacinação contra o tétano.

Por Adriana Sumi (Farmacêutica, USP, São Paulo)

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 05.10.2017

Publicidade