Publicidade

Sangramento nasal

O sangramento nasal (hemorragia nasal ou epistaxe) normalmente é uma emergência médica, no sentido de que é importante parar rapidamente o sangramento nasal.

Publicidade

O que fazer em caso de sangramento nasal?

A primeira coisa a fazer é sentar com a cabeça para cima ou com a cabeça inclinada levemente para frente (não incline a cabeça para trás), e acima de tudo permaneça calma.

Em seguida, faça uma compressão manual do nariz por 10 minutos. Para o sangramento de uma narina, pare o sangramento comprimindo vigorosamente com o polegar, a narina sangrando entre a borda do nariz e o septo nasal. Quando ambas as narinas estiverem sangrando, usa-se o polegar e o dedo indicador para apertar o nariz com firmeza.
Alguns médicos, provavelmente para simplificar, aconselham a comprimir ou apertar todo o nariz (as 2 narinas) entre o polegar  e o dedo indicador quando uma ou duas narinas sangram.

Se o sangramento persistir, execute uma compressão por mais 10 minutos e se, apesar disso o sangramento não parar, procure um médico (estima-se que após 15 minutos se o sangramento não parar, devemos consultar um médico).

Definição

O sangramento nasal (hemorragia nasal) ou epistaxe é o fluxo sanguíneo para o exterior, através do nariz. Ela ocorre após a ruptura de vasos sanguíneos que se encontram dentro do nariz. De fato, estes vasos, cuja função é aquecer e umidificar o ar respirado são frágeis por natureza.

A hemorragia nasal é relativamente comum na infância . Torna-se também comum em pessoas mais velhas (normalmente devido à problemas de pressão arterial).

O sangramento nasal raramente é grave, apesar dos sintomas que podem assustar as pessoas ao redor.

Causas

As causas do sangramento nasal são numerosas:

– O mais comum são as secreções nasais secas. Que muitas vezes são causadas devido ao calor, ar seco (taxas de humidade baixas) ou pela ingestão de determinados medicamentos a base de cortisona (tais como spray nasal, por exemplo).

– O ato de coçar o nariz também pode causar hemorragias nasais.
É por isso que as crianças que muitas vezes coçar seus narizes são particularmente afetadas por este problema, especialmente quando eles têm um resfriado ou sinusite.

As secreções nasais secas e coçar o nariz são as duas causas mais comum de sangramento nasal.

Em crianças, nem sempre é óbvia a causa do sangramento nasal; ele é classificado como essencial ou idiopático e é resolvido espontaneamente durante a puberdade. No entanto, às vezes as crianças inserem pequenos objetos em seu nariz que causa o sangramento nasal.

Outras causas menos frequentes de sangramentos nasais podem ser mencionados, tais como:
– uma inflamação causada por um resfriado ou sinusite;
– uma lesão ou trauma;
– as alergias;
– a administração local repetida de medicamentos ou de outras drogas, como cocaína e álcool dentro da mucosa nasal;
– certos medicamentos, tais como diluentes de sangue, (warfarina ou heparina, por exemplo.)
– uma intervenção cirúrgica;
– infecções e/ou inflamações, como a febre tifoide, a escarlatina, a gripe, o resfriamento ou uma infecção crônica da cavidade nasal;
– certas doenças como hipertensão, doença renal ou distúrbios de coagulação do sangue podem se manifestar através de sangramentos nasais;
– em casos muito raros, pode haver um tumor (o tumor pode ser benigno) no nariz ou uma leucemia;
Note que, em geral, é difícil indicar com precisão a origem de um sangramento nasal.

Sintomas

O sangramento nasal é muito fácil de reconhecer pelo fluxo de sangue através das narinas.

Às vezes, especialmente em adultos, o sangramento é mais intenso e é acompanhado por vômitos e/ou expectoração com sangue devido ao fluxo de sangue para o trato digestivo e respiratório. O estado de choque precedido por sensações de desconfortos pode ocorrer na ausência de cuidados imediatos.

Dependendo da predisposição particular de cada indivíduo, as circunstâncias da ocorrência de sangramentos nasais são variáveis, espontaneamente ou após, um choque, assoar com força, espirrar, esforço físico ou exposição à luz solar.

Diagnóstico

O diagnóstico de sangramento nasal é feito através do exame. O médico recolhe informações sobre as circunstâncias da ocorrência de sangramento nasal, os antecedentes pessoais e familiares do paciente, a utilização eventual ou contínua de medicamentos.

O médico procede em seguida com um exame físico completo para diagnóstico. Além disso, uma vez diagnosticada, avalia-se a gravidade do sangramento nasal.

Complicações

Geralmente, especialmente entre os jovens, o sangramento nasal é benigno. No caso em que o sangramento vem da parte da frente do nariz, ele para rapidamente e não apresenta nenhum risco. No entanto, se o sangramento for devido à ruptura dos grandes vasos que estão na parte de trás do nariz, deve-se ficar atento. Os idosos são os mais afetados por esse fenômeno, e quanto mais velho o paciente fica, mais o sangramento é grave.

É essencial consultar um médico se:

– Após 15 minutos o sangramento continuar;

– O sangramento do nariz ocorrer após um trauma, como um golpe no rosto;

– Você tiver suspeita de ter fraturado o nariz;

– Você tiver sido vítima de um acidente ou queda, pois o sangramento pode ser um sinal de sangramento mais profundo;

– Você tiver sangramentos com frequência (mais de um sangramento nasal por semana, neste caso é importante identificar a causa do sangramento);

– Você sofrer de hipertensão.

Tratamentos

O tratamento do sangramento nasal depende da abundância de sangue que escorre.

Você deve saber que a maioria dos sangramentos nasais se encerra por conta própria ou após algumas etapas de cuidado

Sangramento pouco abundante:

A compressão manual usando apenas um ou dois dedos é o suficiente para parar o sangramento. Primeiro, devemos colocar o paciente na posição sentada, com a cabeça ligiramente inclinada para frente, a fim de evitar que o fluxo de sangue vá para o tubo digestivo e para o sitema respiratório e, em seguida, pedir-lhe para soprar o nariz para remover os coágulos de sangue. A pessoa deve respirar pela boca durante este período.

Quando houver o sangramento de apenas uma narina, pode-se parar o sangramento comprimindo vigorosamente, com o polegar, o vaso entre a narina e o septo nasal.

Quando ambas as narinas estiverem sangrando, use o polegar e o indicador para apertar firmemente as narinas.

A compressão é feita durante 10 minutos, esse é o tempo necessário para coagular o sangue e, portanto, para parar o sangramento. Se o sangue não parar de escorrer, você deve verificar se as ações de socorro estão corretas e proceder com tamponamento anterior ou posterior. Colocar gelo no nariz ajuda a ativar a coagulação e a controlar a hemorragia.

Sangramento moderado ou muito abundante:

Quando a compressão manual após 20 minutos falhar, o médico efetua o tamponamento anterior com o auxílio de um “cotonete” inserido nas narinas.

O tamponamento posterior é feito colocando o “cotonete” na parte de trás da garganta, a fim de estancar o sangramento na parte posterior das fossas nasais. Ele é usado em caso de ineficiência do tamponamento anterior ou hemorragia, que descem pela garganta.

Deve-se verificar regularmente após 48 horas, se a técnica é eficaz.

Em outras situações, os médicos estão recorrendo aos métodos mais especializados.

Dicas para depois que o sangramento para:
Depois que o sangramento é interrompido, para prevenir um novo episódio será necessário evitar tocar o nariz e não se inclinar para frente durante algumas horas. Também é aconselhável manter a cabeça em um nível acima do coração, ou seja, não se deitar.

Fitoterapia

Lembre que, a fitoterapia não pode ajudar no sangramento nasal quando ele aparece (parte primeiros socorros, veja tratamento e resumo), mas essa medicina natural pode ter um efeito preventivo, evitando sangramentos nasais repetidos.

A folha de Silvas Europeia (Rubus fruticosus, Rubus caesius, Rubus sanctus) tem uma atividade antisséptica e cicatrizante e pode ajudar no tratamento do sangramento nasal.

 Antes do uso, ferva por 1 a 2 minutos, 1 litro de água e faça uma infusão por 5 a 10 minutos com um punhado de folhas. Vaporize cuidadosamente, dentro da narina sangrando, com auxílio de um vaporizador disponível em farmácias. Continue a vaporizar 3 vezes ao dia, por duas semanas e , finalmente vá diminuindo as doses progressivamente. Esta infusão é usada, sobretudo a fim de evitar o sangramento do nariz.

 A hamammelis às vezes é utilizada para tratar os sangramentos nasais.

Dicas

O sangramento nasal raramente é grave, mas uma complicação hemorrágica pode ser fatal. A melhor prevenção é evitar o máximo possível os fatores que causam:

 – Tentar umidificar continuamente o ar;

– Evitar o ar seco ou a exposição ao sol;

– Se você sentir que seu nariz está seco tome um banho e umidifique seu nariz com um pouco de vaselina;

– Utilize vaporizadores nasais e soro fisiológico para aliviar o nariz quando estiver seco.

 Quando começar uma hemorragia nasal, tente manter a calma, sente e mantenha a cabeça ligeiramente inclinada para frente. Isso impedirá que o fluxo de sangue vá para a garganta diminuindo o risco de se ter náuseas. Em seguida, use o polegar e o indicador para pressionar o nariz. Coloque-os entre o nariz e a parte mais dura do osso, que forma a base do nariz. Mantenha a pressão por cerca de 10 minutos e repita se o sangramento persistir.

No passado, aconselhávamos permanecer com a cabeça para trás, mas isso não é mais aconselhável, pois há risco do sangue passar para os pulmões, o que pode causar dificuldades respiratórias.

Fontes:
Mayo Clinic

Redação:
Por Xavier Gruffat (farmacêutico)

Fotos: 
Fotolia.com

Atualização:
Este artigo foi modificado em 10.11.2018

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 10.11.2018

Publicidade