Publicidade

Bolhas

Definição

Bolhas definição

As bolhas caracterizam-se por uma pequena bolsa de líquido sob a pele.
As bolhas são preenchidas com um fluido seroso, chamado plasma, e tomam a forma de bolhas. O plasma é liberado pelas células danificadas. Nas bolhas a camada externa da pele se separa do tecido subjacente.
A não ser que as bolhas sejam causadas por uma doença subjacente, elas são praticamente inofensivas.

Publicidade

Causas

As bolhas são frequentemente causadas por fricção repetitiva, por exemplo, quando os pés são friccionados contra um sapato ou meia, ou na mão em contato com uma raquete de tênis ou um taco de golfe. O uso de ferramentas como de jardim ou quintal, às vezes também criam bolhas nas mãos.

Outras causas podem levar a bolhas, como queimaduras, congelamento ou exposição a produtos químicos.

Formação das bolha

Ao nível fisiológico, depois de repetidos atritos, observa-se a separação da epiderme (camada exterior da pele) da derme (camada mais interior). Segue-se, então, a entrada de líquido entre as duas camadas da pele e formação de uma bolha.

Sintomas

Além da formação de um saco de líquido, as bolhas são, por vezes, dolorosas, especialmente se estiverem em atrito contra uma roupa, calçado ou um objeto.

No pé, as bolhas muitas vezes aparecem sob o arco plantar, nos dedos dos pés e principalmente no calcanhar.

Complicações

Em alguns casos, as bolhas podem ser infectadas, principalmente por bactérias. Se você observar pus, procure um médico. Diabéticos devem consultar um médico quando tiverem problemas nos pés, incluindo o aparecimento de bolhas.

Tratamentos para as bolhas

Para tratar bolhas, tente evitar e minimizar o atrito (se possível). Por exemplo, se um sapato novo provoca bolhas, use um mais velho e que já esteja adaptado aos seus pés.

1. Se a bolha é (muito) dolorosa: fure a bolha.

Lave as mãos e a bolha com sabão, em seguida, higienize com um pouco de álcool ou solução de iodo.

Esterilizar uma agulha por imersão em álcool e furar a vesícula. Se possível perfurar em vários lugares. Faça o líquido sair totalmente. Tente manter a pele da bolha, que atua como um agente protetor.

Aplicar um creme antibiótico e colocar uma atadura de gaze sobre a bolha. Prenda-a com um adesivo.

Depois de alguns dias, você pode remover a pele morta (com uma tesoura esterilizada) e mudar o curativo.

2. Se a bolha não é muito dolorosa

Você pode simplesmente aplicar uma bandagem especial para bolhas, disponível em farmácias. Estes curativos contêm frequentemente um gel coloidal (ou hidrocolóide) e agem como uma segunda pele, para proteger contra o atrito e a promover a cura. Consulte o seu farmacêutico para obter informações mais personalizadas.

Veja também abaixo as nossas dicas de prevenção para evitar bolhas.

Plantas medicinais 

– A calêndula (Calendula officinalis), a ser utilizada como uma pomada. Aplique diretamente sobre a bolha com um curativo. À noite, ao deitar, remova o curativo para permitir que a bolha seque ao ar por algumas horas. Note que a pomada de calêndula é contraindicada na gravidez e para pessoas com alergias.

– A aloe (babosa). Aplique diretamente o gel fresco de aloe na bolha. Cubra com uma bandagem ou gaze.

– Óleo essencial de lavanda. Coloque algumas gotas (2 gotas) de óleo essencial de lavanda em um copo de água fria, em seguida, mergulhe uma compressa, torça-a para remover o excesso de líquido e aplique-a diretamente sob a bolha 2 a 3 vezes dia. A lavanda tem um efeito antibacteriano e anti-inflamatório.

Dicas

– Para prevenir a infecção, não tente estourar as bolhas a menos que seja absolutamente necessário (por exemplo, muito doloroso). Você deve saber que a pele que cobre a bolha funciona como uma barreira protetora contra a entrada de bactérias. Se você precisar estourar a bolha, veja o procedimento na seção anterior de tratamentos para reduzir o risco de infecção.

Prevenção

– Para evitar bolhas, você pode aplicar uma fita adesiva, por exemplo, em torno do pé ou apenas no calcanhar. Você encontra esses curativos em farmácias. O calcanhar deve estar bem encaixado, com espaço suficiente na frente dos dedos.

– É essencial ter um calçado adequado ao seu pé. Não use sapatos que apertem. Cuidado também com sapatos novos e de plástico, eles provocam bolhas mais facilmente.

– As meias de lã merino são eficazes na prevenção de bolhas, de acordo com um teste realizado pelo  Laboratório Federal na Suíça.

– Também é possível aplicar cremes à base de ureia para evitar bolhas nos pés. Como observa o jornal suíço “Ma Santé Bon à Savoir”, o ideal é esfregar os pés à noite, dormir com meias e depois, ao acordar, lavar bem os pés antes de esfregá-los com uma toalha.

Fontes:
Mayo Clinic, “Ma Santé Bon à Savoir”

Redação:
Por Xavier Gruffat (farmacêutico)

Fotos: 
Fotolia.com/Adobe Stock

Atualização:
22.10.2019

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 22.10.2019

Publicidade