Publicidade

Cinetose

Resumo sobre cinetose

A cinetose é conhecida como enjoo de movimento e é uma condição que ocorre em viagens por carro, avião ou barco. O problema é causado por uma desregulação do sistema de equilíbrio do corpo, localizado no ouvido interno. A condição pode ser agravada se você beber álcool, fumar ou ler durante a viagem.
Os sintomas são fáceis de serem identificados e se resumem a enjoos, tonturas e vômitos. Se os vômitos forem constantes e severos, o paciente pode ter desidratação.
Existem tratamentos preventivos e curativos, à base de antieméticos e anti-histamínicos. Plantas medicinais como gengibre e óleo essencial de menta e lavanda também ajudam a controlar o enjoo.

Publicidade

Definição

A cinetose, ou enjoo de movimento, é definida como a manifestação enjoos em viagens por terra, ar ou mar. De fato, o corpo de algumas pessoas não suporta este tipo de movimento ou leva um tempo para se adaptar. Essa condição também é chamada de Síndrome de Adaptação de Espaço. A cinetose é uma condição geralmente não grave, mas pode ser particularmente desagradável para aqueles que sofrem. Todos os meios de transporte podem levar a distúrbios.

Assistir a filmes 3D ou realidade virtual também pode causar problemas como quando estamos em um transporte real.

No nível fisiológico, a doença do movimento se desenvolve quando o cérebro recebe informações conflitantes entre o que ele vê e o que sente no sistema vestibular da orelha. Este sistema é um órgão responsável pelo equilíbrio de um indivíduo, é particularmente preenchido com líquido e permite indicar a direção em que o corpo se move. Por exemplo, se uma criança se senta em um assento atrás e vê apenas o banco da frente que está imóvel enquanto o carro está girando, isso cria um conflito em seu cérebro.

Epidemiologia

As crianças de 2 a 12 anos são particularmente afetadas e sensíveis à doença do movimento.

Causas

Problemas no mecanismo de equilíbrio é a principal causa da cinetose. Os labirintos são pequenos órgãos localizados na parte mais interna de cada orelha. Eles são muito sensíveis ao movimento e nos ajuda a identificar a nossa posição natural em relação ao espaço.

Graças a seus receptores específicos nos olhos, tendões, músculos e pele, o labirinto coleta informações sobre o estado de nosso corpo no espaço.

Depois disso, eles enviam informações para os centros de controle, que são o cérebro e cerebelo. Estes, por sua vez, analisam os dados. Qualquer coisa que perturbe a informação faz com que o cérebro se torne confuso e não consiga especificar em qual posição o corpo está.

A cinetose é comumente causada por oscilações, aceleração ou desaceleração repentina de um veículo. Ela também pode ser causada por ventilação inadequada, o calor e odores de qualquer tipo. A condição pode ser agravada pela imaturidade dos labirintos nas crianças. A suscetibilidade particular de cada indivíduo e o medo de ficar doente estão envolvidos no aparecimento da doença.

Ter estômago cheio ou vazio, tomar álcool ou uma refeição pesada, fumo e fadiga também promover o enjôo.

Origem das náuseas e vômitos
Os cientistas atualmente não sabem por que a náusea é um sintoma dessa informação conflitante, conforme relatado em um artigo do Wall Street Journal em agosto de 2018. Uma hipótese que explica a náusea e o vômito pode ser que, se na época um ser humano comesse uma substância tóxica como veneno, o cérebro também recebia informações conflitantes e para nos proteger, o vômito seria um sistema de defesa.

Sintomas

Os primeiros sintomas da cinetose são salivação abundante, dores de cabeça e bocejos. O viajante pode tornar-se pálido e começar a falar brevemente. Ele pode então apresentar vômito. Estes sinais específicos podem ser acompanhada de arrotos, sonolência, sensação de frio ou vertigem e nervosismo.

Todos estes sintomas melhoram com a interrupção da viagem, mas podem persistir após três dias. Finalmente, note que a cinetose raramente afeta recém-nascidos e idosos. Crianças e mulheres são mais afetadas que os homens.

Diagnóstico

A cinetose é muito fácil de reconhecer e baseia-se na verificação das manifestações (sintomas) listados acima, que ocorrem durante a viagem.

Complicações

A cinetose é geralmente benigna. No entanto, as complicações podem por em risco a vida do paciente.Vômitos prolongados podem causar perda de água ou desidratação intensa.

Em uma pessoa com diabetes, distúrbios relacionados à cinetose podem causar perda de apetite. Por conseguinte, o paciente é exposto à hipoglicemia ou diminuição da quantidade de açúcar no seu sangue. As mulheres grávidas correm o risco de parto prematuro.

Tratamentos

Existem dois tipos possíveis de tratamento: tratamento curativo e preventivo.

Tratamentos curativos

Em caso de enjôo é aconselhável , se possível, interromper temporariamente a viagem e fazer o paciente ir para fora do carro. Ele pode até deitar um pouco, se necessário. Antieméticos evitam o vômito durante a cinetose. Além disso, é importante remover as causas da cinetose para aliviar o paciente .

Se o viajante vomita muito, ele deve descansar por um tempo maior e beber um ou dois copos de água. Isto evita o problema da desidratação.

Tratamentos preventivos

Existem vários métodos para prevenir o enjoo do movimento.

A utilização de medicamentos é o mais comum. Os medicamentos químicos são apresentados na forma de comprimido, supositório ou adesivo para a pele (ex. à base de escopolamina, mediante a prescrição médica).

Estes medicamentos agem a nível cerebral, impedindo o aparecimento da cinetose. Na maioria das vezes é necessário tomar 30 minutos à 1 hora antes da partida, as vezes antes para determinados adesivos. No entanto, eles têm efeitos colaterais, como sonolência ou alterações da visão que impedem a condução de um veículo.

Métodos não farmacológicos também evitam o enjoo. Na verdade, se você conseguir uma posição mais estável em um veículo, você terá menos risco de cinetose. Os assentos mais confortáveis estão localizados nas asas durante o vôo, ao lado do motorista em um carro e no meio um barco. O melhor é inclinar a cabeça e apoiá-la em algo.

Evite ler, olhar para baixo e para objetos nas laterais. Prefira sempre olhar para frente.

Em termos de dieta, comer pequenas refeições e evite álcool, produtos lácteos e cigarro.

Pulseiras magnéticas e acupuntura contra enjoo também estão no mercado. Nada o impede de tentar, mas temos de reconhecer que a sua eficácia ainda é uma questão de debate.

Tratamento específico para vertigem associada com a cinetose

Nesse caso, é aconselhável tomar medicamentos preventivos para evitar o desconforto.

– Antivertiginosos: cinarizina em forma de gotas ou comprimidos. A dose habitual é de 1 a 2 comprimidos de 25 mg três vezes por dia ou 25 gotas de 1-2 vezes ao dia, após as refeições. A dose máxima é de 150 mg (6 comprimidos ou 50 gotas)

– Anti-histamínico: dimenidrinato em forma de pastilhas ou gotas. Tome geralmente uma hora antes da viagem. Difenidramina, também pode ser utilizada (a partir de 2 anos) como comprimidos. Estas drogas previnem a fadiga e cansaço.

– Antiemético: meclizina, como drageas ou supositórios. Existem diferentes doses, de acordo com a idade do paciente. Atenção, este medicamento pode causar sonolência. Em mulheres grávidas, esse medicamento só pode ser usado com receita médica. Metopimazina também pode ser usada.

Fitoterapia

Índia GengibreO gengibre é uma planta que tem qualidades comprovadas para prevenir e curar a cinetose. Estudo clínico com a administração oral do pó do rizoma de gengibre (940 mg) foi mais eficaz do que dimenidrinato (100 mg) na prevenção dos sintomas gastrointestinais da cinetose (Motion sickness, ginger, and psychophysics). Os resultados desse estudo sugeriram que o gengibre não age no centro do vômito em nível central, mas age diretamente sobre o trato gastrointestinal por meio de suas propriedades aromáticas, carminativas e absorventes, através do aumento da motilidade gástrica e absorção de toxinas e ácidos.

Em crianças com mais de um ano, os óleos essenciais de menta, lavanda e limão podem prevenir o enjoo. Coloque algumas gotas de óleo essencial no difusor de carro.

Um remédio simples é por um ramo de salsa no pescoço durante a viagem (Observação do Criasaude: não sabemos se este remédio tem comprovação científico ou não).

Dicas & Prevenção

Em cada viagem, siga estas dicas:

– antes da viagem, relaxe, coma pequenas refeições (evite pratos muito condimentados) e se prepare psicologicamente.

– beba regularmente, especialmente água com açúcar

– não beba bebidas alcoólicas

– não fume e não se sente perto de fumantes

– peça ao motorista do carro para não dirigir muito rápido ou para não fazer curvas bruscas

– mantenha-se, se possível, na posição semi-sentada ou deitada

– permaneça calmo durante a viagem, seja otimista sobre sua saúde

– no trem, sente-se no sentido que o trem está indo, perto de uma janela

– sente-se na frente do carro, olhe bem para a estrada e não leia

– respire ar fresco profundamente, se possível

– não observe objetos em movimento

– deixe o carro arejado e não ative o aquecimento

– no avião fique no meio (entre a frente e a traseira do avião)

– no barco, ande, olhe para fora, vá para o convés, pegue de preferência uma cabine na frente ou no meio do barco, mesmo no andar superior.

– no carro, não olhe para telas como de um tablet, um console de videogame ou um celular.

Fontes: 
The Wall Street Journal, Prevention

Redação:
Por Xavier Gruffat (farmacêutico)

Fotos: 
Fotolia.com

Atualização:
Este artigo foi modificado em 22.11.2020

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 22.11.2020

Publicidade