Publicidade

Gengivite

A gengivite é uma inflamação das gengivas, sendo essa doença muito comum entre a população. A principal causa é a má higiene oral, que leva ao acúmulo de placa bacteriana, formação de tártaro e inflamação.
Os principais sintomas da doença incluem vermelhidão das gengivas, inchaço e sangramento, sobretudo durante a escovação e quando se passa fio dental. Dor pode ocorrer em alguns casos. Quando não tratada adequadamente, a gengivite pode causar periodontite. Essa condição resulta em alteração da posição dos dentes com consequente perda permanente deles.

Publicidade

O tratamento normalmente é a boa higiene oral, com escovação periódica, uso de fio dental e bochechos com soluções antissépticas. Algumas plantas medicinais, como a sálvia, a mirra e o limão são usadas como antissépticos orais.

É aconselhável que se visite o dentista regularmente para limpeza e remoção do tártaro. Isso evita que as bactérias se acumulem e causem a gengivite.

Definição

A gengivite é uma inflamação das gengivas que pode ser aguda ou crônica. A gengivite ocorre pelo acúmulo de placa bacteriana.

A gengiva é formada por um tecido mole da mucosa bucal em torno da parte inferior dos dentes (no osso do maxilar). Sua superfície é queratinizada, o que proporciona boa proteção contra micróbios.

Epidemiologia

Cerca de 47% dos americanos com mais de 30 anos sofrem de alguma forma de gengivite, de acordo com a revista americana Prevention, de fevereiro de 2020, com base em dados do Centers for Disease Control and Prevention (CDC).

Causas

A gengivite é causada pela placa bacteriana. Esta última consiste de um filme que é geralmente depositado sobre a superfície dos dentes e gengivas.

A acumulação de placa bacteriana pode conduzir à formação de ácidos e toxinas levando aos sintomas típicos da gengivite como hemorragia ou vermelhidão.

A origem da formação da placa bacteriana está principalmente relacionado com a falta de higiene oral adequada.

Outras causas ou fatores que podem levar à gengivite são: alterações hormonais, como a gravidez ou no período da adolescência, bem como o uso de certos medicamentos (antidepressivos, antiepilépticos).

A falta de vitamina C (que leva ao escorbuto) também pode causar sangramento nas gengivas. No entanto, esta deficiência é muito rara em nossos dias.

Diabetes (por exemplo, tipo 1) não tratada pode conduzir a gengivite.

Sintomas

Os principais sintomas da gengivite são:

– Sinais de inflamação: vermelhidão das gengivas (geralmente as gengivas são bastante avermelhadas), edema (inchaço) e possível dor.

– Sangramento após a escovação ou uso do fio dental.

Em casos graves e avançados de gengivite pode ser observada uma mudança ou a perda de dentes. O espaço interdental, podem aumentar ou diminuir (esta é conhecida como a periodontite, uma complicação da gengivite).

Para evitar os sintomas e complicações, uma visita regular ao dentista é indicada. Ele irá observar especialmente os espaços interdentais e as fontes de germes que podem levar à gengivite.

Complicações

A periodontite pode ser uma complicação grave da gengivite. A periodontite é a inflamação dos tecidos de suporte dos dentes. Uma consequência deste processo inflamatório pode causar uma mudança de posição dos dentes causando, se não tratada, perda permanente dos dentes.

Tratamentos

O tratamento da gengivite é baseado principalmente em melhorar a higiene oral: escovar os dentes regularmente e usar fio dental.

O dentista também irá oferecer um tratamento completo para remover o tártaro e assim evitar a periodontite, uma complicação da gengivite.

Em algumas situações raras, especialmente no caso de periodontite ou inchaço das gengivas, o dentista pode realizar uma gingivectomia. Trata-se de um procedimento cirúrgico, que remove parte da gengiva.

Fitoterapia

É possível tratar a gengivite por medidas adicionais com remédios à base de plantas, especialmente:

– Mirra, em forma de tintura.

– Sálvia, como tintura.

Remédios caseiros contra a gengivite:

Bochechos contra a gengivite, suco de limão.

Dicas

Verifique regularmente o estado de suas gengivas. Se você observar mudança de cor ou volume das gengivas, consulte um dentista rapidamente.

Prevenção

– Manter uma boa higiene bucal: Escovar os dentes várias vezes ao dia, passar fio dental pelo menos uma vez por dia (em alguns casos de gengivite, é aconselhável usar até mais de três vezes ao dia) e fazer gargarejos com soluções antissépticas.

– Visite regularmente ao dentista. Na verdade, muitas pessoas não sabem que sofrem de gengivite.

– Faça regularmente uma limpeza dental. Isso ajuda a reduzir a placa bacteriana e remove o tártaro.

Leia também: Mau hálitoDor de dente

Update:
24.03.2020

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 24.03.2020

Publicidade