Publicidade

Laringite

Resumo laringite

Laringite resumoA laringite é uma inflamação na laringe que pode ser causada por virus, bactérias ou alguma outra irritação. O sarampo também é uma das causas de laringite, sobretudo em crianças pequenas.
A doença se divide em aguda e crônica. A laringite aguda é mais agressiva e dura menos tempo, ao passo que a doença crônica se desenvolve ao longo do tempo e pode ter recorrências. Os sintomas incluem alteração de voz, dor de garganta, dificuldades para engolir e respirar.
O diagnóstico inclui entrevista com o paciente e exames mais acurados com o uso do laringoscópio. Embora a doença tenda a não apresentar complicações, alguns problemas podem ocorrer, sobretudo quando não tratada, como asfixia.

Publicidade

O tratamento é feito de acordo com as causas da doença (viral ou bacteriana) e sua gravidade. Algumas plantas são utilizadas, como a malva, o timo e a altéia. Se você sofre de laringite, hidrate-se bem, descanse, tente falar o menos possível para não forçar as cordas vocais e umedeça o ar constantemente.

Definição

A laringite é uma inflamação ou irritação da laringe. Lembre-se que a laringe é um órgão que se encontra no interior da garganta, após a parte inferior da boca, na região conhecida como “pomo de Adão” nos homens. Faz parte do trato respiratório e nos ajuda a falar através das cordas vocais.
Existem dois tipos de laringite: laringite aguda e laringite crônica. A doença aguda aparece de repente e se cura em um curto espaço de tempo, enquanto a laringite crônica se desenvolve gradualmente, dura mais tempo e pode ser repetida.

A laringite pode ser qualificada como crônica se durar mais de 3 semanas.

Causas

A laringite é principalmente de origem viral, mas também bacteriana. Elas podem ser transmitidas quando o paciente tosse ou espirra e emite gotículas. Da mesma forma, o contato direto promove a propagação de germes pelas mãos ou objetos contaminados.

Infecções em torno órgãos também podem se mover em direção à laringe. Exemplos são resfriados, doenças respiratórias, gripe e difteria.

Laringite causasO sarampo (doença viral) pode causar laringite como complicação. Quando a doença afeta crianças novas, ela é conhecida como laringite estridulosa, uma vez que você pode ouvir um assobio e a respiração tende a ser dificultada.
Fadiga extrema e imunossupressão devido à fraqueza do sistema imune aumentam o risco de infecção.

As cordas vocais são muito prejudicadas durante a laringite. Os cantores, os torcedores (de esportes), professores e pessoas que choram ou tossem muito são mais propensas a serem afetadas. Leia também: Rouquidão

Fatores externos também podem causar laringite. Este é o caso de exposição prolongada e repetida a agentes irritantes, tais como o fumo, alergia, poeira, ar seco, álcool, frio, etc. Lesões nas cordas vocais por estrangulamento, golpes na garganta ou picadas de insetos pode causar laringite, embora seja raro. Agressões externas, como os alérgenos, podem causar as laringites crônicas.

Regurgitação ou o retorno à boca do conteúdo ácido do estômago pode causar irritação da laringe. Em particular, o refluxo gastroesofágico pode levar a laringite. Algumas pessoas também podem ter laringite devido ao câncer ou tumores da laringe.

Sintomas

Laringite sintomasLaringite aguda
O principal sintoma é alteração da voz. Seu tom pode se tornar mais rouco. Às vezes o paciente perde totalmente a voz e precisa falar sussurrando para se comunicar. A tosse seca também é comum, assumindo característica áspera (tosse de cachorro). Formigamento, dor na garganta e problemas de deglutição podem existir com menos freqüência. A garganta ou a boca seca também podem aparecer em caso de laringite.
A laringite aguda geralmente tem causas infecciosas. A presença de coriza, espirros, dores no corpo e febre e facilita o diagnóstico.

Além disso, consulte um médico assim que você perceber esses sinais, pois eles podem ser sinal de laringite graves:

– Tosse rouca o especialmente à noite

– Dificuldade em respirar com piora durante a inspiração

– Coloração azul da pele

– Voz fraca

– Incapacidade de chorar em crianças

– Dificuldade em engolir, com dor na garganta

– Hipersalivação ou emissão abundante de saliva

Laringite crônica
O principal sintoma é também a modificação da voz. Mas ao contrário do laringite aguda, a evolução é lenta ao longo do tempo, se a causa não for tratada.

Diagnóstico

Laringite diagnosticoO diagnóstico de laringite é afeito através de um questionamento do médico. O seu objetivo é, portanto, identificar as circunstâncias da ocorrência da doença. Os possíveis fatores relacionados ao problema, possíveis alergias, fatores profissionais ou no ambiente doméstico, história familiar e pessoal do paciente são discutidos durante a entrevista.
O médico irá então analisar o doente através de um dispositivo especial, chamado um laringoscópio. Algumas vezes, é necessário fazer uma amostragem mais detalhada de um fragmento da lesão de modo a localizar e tratar a causa.

Complicações

Alguns casos se curam espontaneamente, mas outros requerem tratamentos específicos. A complicação mais grave é a asfixia que é especialmente fatal para as crianças. É essencial consultar um médico o mais rapidamente possível se os sinais de gravidade mencionadas acima aparecerem ou persistirem por mais de 1 a 2 semanas.

Tratamentos

Laringite tratamentoTratamento curativo
O tratamento depende da causa da doença.
Para laringite viral, o médico pode receitar remédios que podem retomar a respiração normal e aliviar os sintomas incômodos. Laringites bacterianas precisam de antibióticos. Estes são medicamentos usados para matar as bactérias ou impedir a sua proliferação.
Para não sobrecarregar as cordas vocais, descanso é essencial. A umidificação da garganta garante melhora mais rápida e alivia as sensações dolorosas.

Nos casos mais graves, é necessária a internação.

Corticóides
Em alguns casos, o médico pode prescrever corticóides, pois esses medicamentos podem ajudar a reduzir a inflamação das cordas vocais. De acordo com a Mayo Clinic, devido ao risco de efeitos colaterais, os corticóides são usados apenas quando há uma necessidade urgente de tratar a laringite, como em uma criança pequena com laringite associada a um crupe (laringotraqueobronquite).

Tratamento preventivo
Para evitar a irritação da laringe, é necessário:

– Vacinação contra a gripe, difteria, sarampo e outras doenças;

– Evite o ambiente nocivo contendo substâncias irritantes para a garganta incluindo o tabaco, fumaça e poeira;

– Não use demais a voz, especialmente para cantores, professores, e torcedores de esportes.

Fitoterapia

Laringite fitoterapiaAs plantas medicinais abaixo são interessantes no tratamento da laringite:
Camomila, usada como gargarejo, chá ou uma cápsula.
– Cassis, usado na forma de pastilhas.
Altéia, usada como um chá ou pastilhas.
Malva, usada como um chá, pastilhas, em gargarejo ou cápsulas.
Musgo-da-Islândia, usado como chás e pastilhas.
Alcaçuz, utilizado sob a forma de pastihas ou chá.
Sálvia, usado como chá, pastilhas, cápsula ou gargarejo, sendo essa uma das formas mais eficazes.
Tomilho, forte desinfetante, utilizado como chá, cápsula, xarope, bem como o óleo essencial, sendo essa uma das formas mais eficazes.

Dicas

Laringite dicasAs recomendações a seguir irão ajudá-lo se você ou seu filho tem laringite:
1. Fique em silêncio, sem sussurrar, para não piorar a irritação das cordas vocais. Em outras palavras, repouse sua voz o máximo possível. Sussurrar leva a mais tensão nas cordas vocais do que falar normalmente.
2. Tente beber tanto quanto possível, exceto bebidas alcoólicas.
3. Facilite a respiração umedecendo o ar que respiramos.
4. Cuide dos seus filhos, para evitar sufocamento especialmente durante a noite.
5. Consulte um médico se os sintomas persistirem ou se sinais de gravidade aparecem.

Em caso de complicações:

– Não entre em pânico;

– Umedeça o ar o tanto quanto possível;

– Colocar o paciente em posição sentada;

– Alerte o médico ou pronto-socorro e siga seus conselhos.

Fontes:    
Mayo Clinic

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 19.07.2018

Publicidade