Publicidade

Home » Plantas medicinais » Açafrão-do-prado

Açafrão-do-prado

Resumo

Açafrão-do-pradoPlanta medicinal rica em colchicina, molécula utilizada para tratar crises de gota. Consumir somente na forma de medicamento pronto para uso e mediante a receita médica, esta planta pode ser muito tóxica.

Nomes

Nome em português: açafrão-do-prado
Nome binomial: Colchicum autumnale L.
Nome francês: Colchique d’automne, safran bâtard
Nome inglês: autumn crocus
Nome alemão: Herbst-Zeitlose, Herbstzeitlose
Nome italiano: Colchico d’autunno

Publicidade

Família

Liliaceae

Constituintes

Colchicina, lipídios e taninos.

Partes utilizadas

Bolbos e sementes para extrair a colchicina.

Efeitos

Antiinflamatórios, antigotoso e bloqueia a divisão celular.

Indicações

Gota ( crises de gota)
– Reumatismo muscular ou articular
– Crise aguda de artrite

Açafrão-do-prado

Efeitos secundários

Distúrbios gastrointestinais, como: náuseas, vômitos, diarreia; doenças do sangue; distúrbios neurológicos. Para a lista completa, leia a bula.

Contra-indicações

Pergunte ao seu farmacêutico e leia a bula.

Interações

Pergunte ao seu farmacêutico e leia a bula.

Preparações

– Comprimidos (contendo colchicina)

Consumir somente na forma de medicamento pronto para uso e mediante a receita médica.

Onde cresce o açafrão-do-prado?

O açafrão-do-prado cresce especialmente nas montagens, dos Alpes na Europa. Também pode ser encontrado em outros continentes, como na Ásia ou na África. A planta atinge uma altura entre 5 e 40cm. É uma planta perene, ou seja, pode viver vários anos.

Quando colher o açafrão-do-prado?

Não colha você mesmo o açafrão de outono, por ser uma planta muito tóxica (ver também em observações). Ele pode ser consumido somente após um processo industrial pelo qual é extraída a colchicina. A floração ocorre entre agosto a novembro na Europa.

Observações interessantes

– Leve em conta que toda a planta é rica em colchicina, um alcalóide venenoso se utilizado de forma inadequada, mas também pode ser um medicamento eficaz no caso de crise de gota e outras doenças reumáticas. . Consumir somente na forma de medicamento pronto para uso e mediante a receita médica, não consumir especialmente sob a forma de chá ou remédio preparado por você.

Envenenamento pela mastigação de sementes ou flor do açafrão-do-prado é frequentemente fatal e se manifesta por aumento da salivação, vômitos, diarréia sanguinolenta, cólicas e paralisia geral. [Fonte: Creapharma.fr e Destination Santé SAS]

O envenenamento por açafrão-do-prado é uma emergência médica que geralmente requer cuidados intensivos. Atualmente, não há antídoto (atualizado em março 2014). O médico normalmente prescreve carvão ativado, para remover substâncias tóxicas.

– A floração do açafrão-do-prado geralmente ocorre no outono.

Leia também o nosso arquivo completo sobre gota.

Como distinguir alho-dos-ursos (Allium ursinum) do açafrão-de-prado (Colchicum autumnale) e do lírio-do-vale (Convallaria majalis)?
Primeiramente, o alho-dos-ursos tem um cheiro de alho, os outros dois não. Além disso, é útil observar as folhas:
Alho-dos-ursos: a face superior é brilhante e a face inferior é opaca, a consistência das folhas é delicada.
– Lírio-do-vale: a face superior é opaca e a face inferior é brilhante, a consistência da folha é flexível.
– Açafrão-do-prado: as folhas têm uma consistência firme e resistente.
Em caso de dúvida, consulte sempre um especialista em plantas medicinais e de colheita.

Fonte:
Pharmavista.net, abril de 2013

Redação:
Por Xavier Gruffat (farmacêutico)

Fotos: 
Adobe Stock/Fotolia, Criasaude.com.br

Atualização:
Este artigo foi modificado em 21.11.2018

Foto do açafrão-do-prado

Açafrão-do-prado

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 27.04.2021

Publicidade