Publicidade

Rinovírus

Os rinovírus humanos são vírus que podem levar ao resfriado (cold em inglês) em humanos. Estes vírus também levam a sintomas como dores de garganta, tosse, bronquite e dores de cabeça e em crianças à febre. Às vezes, na criança pequena, o rinovírus humano pode causar bronquiolite.
Os rinovírus podem aumentar o risco de sofrer de certas doenças bacterianas, como a pneumonia.

Publicidade

Conheça melhor esses vírus
– Os rinovírus humanos (HRV, do inglês Human rhinoviruses) pertencem à família Picornaviridae, isto é, pequenos vírus RNA. Os HRV pertencem ao gênero dos Enterovírus.
– Estima-se que existam mais de 160 sorotipos do vírus HRV. Os vírus são classificados em 3 grupos: HRV-A, HRV-B e HRV-C.

Foto de um rinovírus C (rhinovirus C15a) – Foto de origem: Universidade de Wisconsin-Madison e Universidade de Purdue

rhinovirus-2016

Sistema imunológico
Como existem mais de 160 rinovírus humanos diferentes, é possível pegar vários resfriados durante o ano. De fato, o sistema imunológico é capaz de se defender contra o mesmo tipo de vírus, produzindo anticorpos, mas terá dificuldade em se defender contra vírus diferentes.

Transmissão do vírus
A transmissão do vírus é realizada por meio de gotículas finas transmitidas principalmente quando se fala, espirra e, sobretudo, quando se tosse. A transmissão também pode ocorrer em alguns casos por um aperto de mão. Os rinovírus são muito contagiosos.

Desenvolvimento do rinovírus – fatores de risco
– Os rinovírus não parecem ser totalmente dependentes de um clima frio e seco para se propagarem, ao contrário do vírus da gripe (Influenza) que leva a epidemias em temperaturas de 0°C ou menos com tempo seco. Estes resultados são de um estudo realizado em 2016 pelo Hospital Sahlgrenska, na Suécia, publicado na revista especializada Journal of Clinical Virology (Revista de Virologia Clínica).
– Além do frio, estresse e umidade podem promover o aparecimento ou o desenvolvimento de vírus que causam resfriado.

Tratamento
No momento, não há tratamento específico para rinovírus.

Créditos das fotos: Fotolia.com, Creapharma.ch (Pharmanetis Sàrl), Universidade de Wisconsin-Madison e Universidade de Purdue (foto do vírus)

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 20.04.2018

Publicidade