Acido fólico, uma potencial arma preventiva contra o autismo

PUBLICIDADE

Acido fólico, uma potencial arma preventiva contra o autismoWASHINGTON – Os suplementos de ácido fólico antes e durante a gravidez, reduzem em quase 40% o risco de autismo em recém-nascidos, segundo um grande estudo publicado terça-feira (12/02). Este estudo parece confirmar as propriedades protetoras da substância orgânica para o sistema cerebral do feto.

“Esses resultados confirmam trabalhos anteriores sobre a importância do ácido fólico para o desenvolvimento cerebral e aumenta a possibilidade de um importante meio barato de prevenção para reduzir a taxa de autismo”, disse Ezra Susser, Professor de epidemiologia na Universidade de Columbia em Nova York.

PUBLICIDADE

Ele é um dos autores do estudo publicado no “Journal of American Medical Association” (JAMA) em 13 de fevereiro de 2013.

Esta pesquisa internacional foi realizada na Noruega, com cerca de 85.000 crianças nascidas entre 2002 e 2008 cujas mães tomaram ou não ácido fólico, também chamado de vitamina B9. Já foi estabelecido que a deficiência de ácido fólico durante a gravidez aumenta significativamente o risco de malformações do sistema nervoso primitivo do embrião.

O momento é muito importante

Em anos recentes, as pesquisas vêm sendo realizadas para determinar se o ácido fólico tem outros efeitos benéficos sobre o desenvolvimento do cérebro e do tubo neural do feto.

A redução significativa do risco de autismo foi constatada “em filhos de mulheres que haviam absorvido vitamina B9 quatro semanas antes do início da gravidez a oito semanas após” diz o Dr. Suren Pal, epidemiologista do Instituto Norueguês de Saúde Pública (NIPH), o autor principal.

Os pesquisadores não estabeleceram uma ligação entre o ácido fólico e uma redução do risco de Síndrome de Asperger, uma forma de autismo. O tempo em relação à  gravidez, quando a mãe toma ácido fólico é muito importante para reduzir o risco de autismo em crianças e parece ser de quatro semanas antes do início da gravidez e oito semanas após.

Transtorno mental misterioso

O ácido fólico é essencial para a síntese de DNA e processos de reparação de nosso organismo. O ácido fólico é produzido naturalmente a partir do folato, encontrado em abundância principalmente em vegetais de folhas verdes, ervilhas, lentilhas, feijão e ovos. Nos Estados Unidos, Canadá e Chile, a vitamina B9 é adicionada à farinha para fornecer automaticamente este complemento aos consumidores.

Na Europa, é recomendado que as mulheres grávidas tomem ácido fólico antes de engravidar. Mas, apesar disso, os estudos mostram um elevado número de mulheres grávidas com níveis muito baixos desta vitamina.

De acordo com o CDC, cerca de uma criança em cada 88 nasce com autismo nos Estados Unidos, uma frequência cada vez maior nos últimos anos. As causas do transtorno mental são ainda desconhecidas, limitando assim a prevenção, diagnóstico e tratamento.

Criasaude,18/02/2013 © Martinan – Fotolia.com

PUBLICIDADE

Observação da redação: este artigo foi modificado em 20.09.2017

 

Inscrever-se na nossa newsletter (de graça)

 

Ler também: