Publicidade

Cultivo de plantas medicinais em hortas comunitárias urbanas

Cultivo de plantas medicinais em hortas comunitárias urbanasSÃO PAULO – Hortas comunitárias em São Paulo abrigam uma diversidade de plantas medicinais que ficam disponíveis para quem estiver por perto e alimentam a tradição do uso de plantas no tratamento de problemas de saúde de baixa complexidade.

Publicidade

Desde setembro de 2012 que muitos espaços públicos ociosos (praças, parques, terrenos abandonados, …) da cidade de São Paulo vêm sendo tomados por iniciativas de pessoas que buscam a melhoria da qualidade de vida através do resgate do contato com a terra e da difusão de informações sobre alimentação, nutrição, meio ambiente, entre outras.

As hortas comunitárias urbanas proporcionam espaços de mudança e reflexão da maneira de produção e consumo de alimentos, integração e protagonismo da comunidade ao redor, apropriação e revitalização de espaços públicos pela população, educação ambiental e educação alimentar.

Segundo Cláudia Visoni, voluntária da Horta das Corujas e integrante do grupo “Hortelões Urbanos”, a maioria das hortas comunitárias urbanas “não visam primordialmente o abastecimento, mas a educação ambiental na prática através da reconexão com os ciclos da natureza; a educação nutricional por meio do aprendizado de onde vem o alimento e como cultivá-lo; diversificação alimentar, pois muitos alimentos plantados não são encontrados em supermercados”.

Cultivo de plantas medicinais em hortas comunitárias urbanas

Plantas Medicinais

Ao lado de hortaliças e outros vegetais destinados para a alimentação, é comum encontrar nos canteiros ou em cantos isolados, algumas espécies de plantas medicinais que não são consumidas corriqueiramente, mas que podem ser úteis em certos casos de problemas de saúde.

Além de fortalecer a tradição do uso do uso medicinal de plantas para tratar problemas de saúde de baixa complexidade, estas hortas comunitárias agem como ponto de disseminação de mudas e sementes para o cultivo domiciliar.

Cultivo de plantas medicinais em hortas comunitárias urbanas

Outros benefícios à saúde

Não é apenas pelo poder das plantas medicinais que estas hortas comunitárias melhoram a saúde da população ao redor. Outros benefícios à saúde podem ser colhidos devido o aumento das áreas verdes urbanas, acesso a alimentos orgânicos e saudáveis, acesso a temperos que diminuem o consumo de sal, bem como a troca de conhecimento sobre saúde entre os frequentadores da horta.

Cláudia ainda enfatiza que “não existe propaganda de milho e brócolis na TV, o contato com a horta traz a aproximação destes alimentos na vida das crianças, o que faz com que elas queiram comer mais vegetais”.

Hortas comunitárias urbanas Endereço Bairro Plantas medicinais encontradas
Horta das Corujas Praça Dolores Ibarruri Vila Beatriz Alecrim, arnica-do-mato, arrudababosa, boldo, capim-santo, capuchinha, cavalinha, citronela, estomalina,guaco, hortelã, lavanda, manjericão, melissa, novalgina, ora-pro-nobis, orégano, sabugueiro, sálviatomilho
Horta BNH Praça Maria Noeli Carly Lacerda Pinheiros
Horta da Vila Anglo Rua Rifaina Perdizes
Horta da Nascente Praça Homero Silva Pompéia
Horta comunitária da Vila Pompéia R. Saramenha com R. Francisco Bayardo Pompéia
Horta do CCSP Centro Cultural de São Paulo Vergueiro alecrim, arruda, boldo, capim-santo, carqueja, cavalinha, citronela, confrei, erva-doce, hortelã, lavanda, manjericão, melissa, menta, mil-folhas, orégano, sálvia, tomilho
Horta do Ciclista Av. Paulista com a Rua da Consolação Bela Vista Alecrim, babosa, boldo, capim-limão,  guiné, hortelã, lavanda, melissa
Horta da Brasilândia R. Itambé do mato dentro com a R. Jesuino Antônio Batista Brasilândia Babosa e boldo
Horta da Vila Industrial Rua Pacari da Mata São Lucas
Horta Arborecer Rua Cachoeira Nova Vida São Lucas
Hortão Casa Verde R. Caetano Desco, 123 Casa Verde Bálsamo, boldo, capim-limão, centelha asiática, cidreira, hortelã, macaé, malva, menta, piava-branca, picão-branco, picão-preto
Horta da Vila Nova Esperança Av. Eng. Heitor Antonio Eiras Garcia, 9200 Raposo Tavares

Babosa, bálsamo-verde, boldo, hortelã, manjericão, açafrão

Escrito por: Adriana Sumi
Colaboração: Ana Terra

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 26.09.2017

Publicidade