Publicidade

10 dicas importantes em caso de cistite

dicas cistiteA cistite é uma inflamação e infecção da bexiga que afeta muito mais mulheres do que homens por razões anatômicas, por causa da uretra mais curta em mulheres (cerca de 4 cm contra 20 cm nos homens). Em homens, a probabilidade das bactérias subirem a uretra, para atingir a bexiga é muito menor.

Publicidade

No entanto, um estudo realizado nos EUA publicado no final de 2013 mostrou que os homens têm um risco maior de serem hospitalizadas em casos de cistite. De acordo com os pesquisadores, principalmente homens mais velhos são os que precisam ser internados para receber antibióticos. As mulheres jovens que começam a vida sexual também são particularmente afetadas por infecções do trato urinário.

A cistite é uma doença bacteriana causada, na maioria dos casos por E. Coli. Os antibióticos são utilizados para o tratamento da doença, mas com o aumento da resistência, a prevenção desempenha um papel vital e também pode ajudar no tratamento. O Criasaude resumiu para você 10 dicas para tratamento e prevenção em casos de cistite:

1. Beba bastante água. Esta é a recomendação que surge com mais frequência entre todos os especialistas em saúde. Beber torna possível “diluir” a bactéria e, portanto, eliminá-la pelo trato urinário. É aconselhável beber pelo menos 1 litro de água ao longo do dia.

Beba bastante água

2. Vá várias vezes por dia ao banheiro e não espere. É importante ir várias vezes por dia ao banheiro, e não espere até que a bexiga está cheia. Acima de tudo, não te segure a urina se você tem vontade, pois pode promover a proliferação de bactérias.

3. Fortaleça o sistema imunológico. Uma boa maneira de ter um sistema imunológico eficaz é dormir bem e lutar contra o estresse. Além disso, tônicos, plantas medicinais (por exemplo, equinácea), probióticos e certas vitaminas (vitamina C) podem fortalecer seu sistema imunológico. Pergunte ao seu médico ou farmacêutico. Veja nossas dicas de como fortalecer o sistema imune.

4. Cuidado com a prisão de ventre. É importante prevenir e tratar a constipação, por isso, coma muita fibra dietética (legumes, frutas) e beba muito e regularmente. A constipação intestinal promove fermentação com uma possível propagação do trato urinário, especialmente em mulheres, por razões anatômicas. Conheça alimentos ricos em fibras.

Cuidado com a prisão de ventre.

5. Mudar regularmente roupa íntima. Se estiverem sujas, elas podem ser uma fonte de bactérias. Idosos que necessitam de cuidados diários são particularmente afetados por este fator. É aconselhável mudar a cada dia.

Dicas para Mulheres

6. Prefira parto vaginal. Às vezes, após a primeira relação sexual na vida de uma mulher, restos de hímen podem impedir a drenagem adequada da urina e levar a cistite. Se possível, escolha um parto normal, em vez da via cesariana.

Algumas mulheres apresentam diminuição ou até total desaparecimento da cistite após o nascimento de seu primeiro filho. O parto vaginal elimina naturalmente estes restos de hímen. Em alguns casos, o médico pode sugerir a cirurgia para remover os restos cirurgicamente.

7. Agasalhe-se e atenção à roupa de baixo. Para evitar a cistite, é importante se agasalhar protegendo assim toda a parte inferior do abdômen. Além disso, evite usar roupas íntimas muito apertadas, muito curtas ou sintéticas, escolha de algodão.

Agasalhe-se e atenção à roupa de baixo

8. Higiene pessoal cuidadosa. Limite o uso de absorventes higiênicos, especialmente para as mulheres que sofrem de cistite recorrente. Prefira os tampões. Use sabonetes ou cosméticos pouco irritantes para a higiene pessoal. Pergunte na sua farmácia.

9. Limpe-se corretamente. Ao usar o banheiro, é importante se limpar de frente para trás, na direção do ânus, para evitar a contaminação do trato urinário por bactérias fecais.

10. Atenção às relações sexuais. Algumas mulheres sofrem mais de cistite após o sexo. Uma boa dica é beber antes da relação sexual e urinar logo após. O Dr. Schär Gabriel, professor de ginecologia e diretor médico da Clínica da Mulher do Hospital Cantonal de Aarau, Suíça explica a razão para este aumento: “O atrito causado por sexo permite que as bactérias intestinais possam passar mais facilmente da região anal para a área vaginal, e assim, para a uretra e bexiga. Os germes ficam ancorados à parede da bexiga e causam uma infecção.” Usar um preservativo pode ser um bom meio de prevenção, especialmente se a mulher está sofrendo de cistite, no momento da relação sexual.

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 28.06.2017

Publicidade