14 doenças que podem ser prevenidas bebendo muito líquido

12 doenças que podem ser prevenidas bebendo muito líquidoSÃO PAULO – Nós todos sabemos que o consumo regular de água durante o dia é muito importante para o corpo e a saúde em geral, e o ser humano não sobrevive mais do que alguns dias sem água. De acordo com especialistas, os homens devem beber diariamente 2,1 litros e as mulheres 1,5 litros, além da água dos alimentos. Infelizmente essa quantidade ideal raramente é alcançada. Incluindo a água dos alimentos, uma recomendação frequentemente utilizada pelos cientistas é de 3,7 litros para os homens e 2,7 litros para as mulheres. Agora sabemos que para algumas doenças, beber água tem um terapêutico e preventivo importante.
Uma forma fácil de saber se você bebe bastante água é ver a cor de sua urina. Se estiver clara, é que provavelmente você bebe o suficiente, se em vez disso é amarelo escura, significa que você deve beber mais durante o dia. Há também escalas “inteligentes” que medem o nível de hidratação para um resultado mais preciso.
O Criasaude apresenta 14 doenças para as quais beber água é essencial, como indicado por muitos cientistas:


Sintomas cistite1. Cistite. Nos casos de cistite ou infecção do trato urinário, beber irá limpar e eliminar as bactérias. Beba bastante água e em frequência durante o dia. Essa medida é muito importante para complementar a terapia convencional com antibióticos. 

2. Constipação. A ingestão de líquidos durante o dia amolece as fezes. Outra dica importante é comer muita fibra.

3. Síndrome do intestino irritável. Alimentos ricos em água, em particular, melhoram os sintomas desta síndrome, especialmente a constipação. A menta tem uma cura comprovada para a síndrome, sendo aconselhável consumir esta planta como um chá.

4. Hemorroidas. Neste caso também, beber reduz a prisão de ventre, uma causa comum de hemorroidas.

10 alimentos contra a depressão5. Fadiga. A desidratação é uma das causas de fadiga. Bebidas ricas em cafeína, como chá, café ou cola dão energia, mas também podem desidratar. É aconselhável beber a quantidade diária recomendada (ler o início do artigo), que pode ser água, caldo ou suco. A água ajuda a hidratar as células do corpo, o que pode melhorar o trabalho e também ajudar a uma melhor eliminação de toxinas.

6. Gota. A desidratação é uma causa da gota, e por isso é aconselhável para beber 2-3 litros de água ou suco por dia, em especial durante um ataque de gota. Sinta-se livre para beber 500 mL de água na parte da manhã, imediatamente após acordar.

7. Febre. Beber cerca de 2 litros de líquido por dia é essencial para compensar a desidratação causada pela febre. Água e chás de ervas (por exemplo) são fortemente recomendados.

8. Sinusite. Beber bastante dilui as secreções nasais. A aplicação local de solução salina também melhora os sintomas de forma significativa.

9. Influenza e resfriado. Em casos de influenza e resfriado, 2 doenças virais, beber bastante dilui o vírus e facilita a sua eliminação. Como a febre é frequentemente associada a essas duas doenças infecciosas, a água ajuda a combater a desidratação.

10. Dor de garganta. É muito importante beber muito em casos de dor de garganta, cerca de 3 litros por dia (duas vezes a ingestão diária recomendada). A bebida pode limpar a garganta e lutar contra a garganta seca. Também é recomendado para gargarejar, por exemplo, solução à base de sálvia.

11. Tosse. É aconselhável beber líquidos quentes, como chás de ervas. A infusão perfeita para tosse é o chá de tomilho com um pouco de mel. O mel tem um efeito comprovado no tratamento de tosses.

Câncer de pele12. Queimadura solar. Calor, muitas vezes associada a uma queimadura solar, naturalmente promove a desidratação, e é essencial beber muito para prevenir e tratar as queimaduras solares. Prefira água e evite refrigerantes.


13. Cálculos urinários. Uma ingestão insuficiente de líquidos, especialmente água, aumenta o risco de formação de cristais que são a origem de cálculos urinários muito dolorosos. A água ajuda a diluir a urina e, assim, reduz a formação de cristais.

No Verão, há um aumento de casos de cálculos urinários devido ao calor e também à seca, que pode levar a uma desidratação.

14. Sobrepeso e obesidade. Um estudo publicado em julho 2016 mostrou que as pessoas que não eram suficientemente hidratadas, isto é, que não bebem o suficiente, apresentaram em média um IMC superior em relação a aquelas que se hidratavam o suficiente. Este estudo centrou-se na análise de quase 10.000 adultos. No entanto, os cientistas acreditam que não há necessariamente uma relação causal, ou seja, pessoas obesas e com sobrepeso podem tornar-se naturalmente mais desidratadas. O que é certo é que beber regularmente e também consumir alimentos ricos em água, como frutas, são excelentes hábitos para uma boa saúde, levando à perda ou manutenção de peso. O pesquisador Dr. Tammy Chang, da Universidade de Michigan (EUA), conduziu o estudo que foi publicado na edição de julho e agosto de 2016 na revista especializada Annals of Family Medicine.

Update: 19.11.2016.

Ler também:
Observação da redação: este artigo foi modificado em 19.11.2016



Ler também: