Junk food, gota e raquitismo em alta no reino unido

Publicidade

Junk food, gota e raquitismo em alta no reino unidoLONDRESO Reino Unido está particularmente sendo afetado pela pobreza, como informa o OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), com grandes bolsões importantes de pobreza. Apesar de uma economia forte, o país tem grandes diferenças entre as classes sociais. No nível nutricional, as consequências estão se tornando mais dramáticas, de acordo com os especialistas. De fato, sabe-se que em quase todo Ocidente, muitos dos alimentos baratos, são considerados junk food, ou seja, ricos em gordura e açúcar e com deficiência significativa nutrientes essenciais, como vitaminas e fibras. Em outras palavras, comer alimentos de qualidade é caro, e sempre mais caro no Reino Unido.

Gota e raquitismo

Além da epidemia de obesidade que afeta significativamente o Reino Unido, os especialistas britânicos agora alertam as autoridades por causa do aumento significativo nos casos de gota e raquitismo, uma doença que afeta os ossos e crescimento em crianças, súditos de Sua Majestade, a Rainha. John Middleton, vice-presidente da Faculdade de Saúde Pública, que representa os médicos e trabalhadores, falou na imprensa para pedir mudanças na política nacional de nutrição como a introdução de novos impostos sobre o açúcar, para resolver estes problemas de junk food e da pobreza.

Em um jornal inglês semanal, The Observer, o Sr. Middleton disse: “A desnutrição, raquitismo e outras manifestações de extrema má alimentação tornaram-se importantes e visíveis. Os médicos generalistas abrangem os casos de raquitismo em Manchester ao leste de Londres, e também Birmingham e West Midlands. Esta é uma doença, que pensávamos que tinha ido embora”.

Mr. Middleton escreveu em Maio de 2014 uma carta aberta ao primeiro-ministro David Cameron para informar e destacar o aumento da desnutrição e consumo junk food na sexta maior economia do mundo. De acordo com estes especialistas, mais e mais britânicos não têm dinheiro para se alimentarem corretamente com alimentos de qualidade, um número significativo que também deve se voltar para bancos de alimentos. Os cientistas também notaram um aumento nos preços dos alimentos ao longo dos últimos seis anos.

De acordo com especialistas, a gota está aumentando e explicações de tal aumento ainda são pouco conhecidas em detalhe, mas presume-se fortemente, no entanto, que a obesidade e o consumo junk food podem ter um papel importante. A gota é uma doença inflamatória caracterizada por níveis elevados de ácido úrico no sangue e é extremamente dolorosa durante os períodos de crise. Esta condição muitas vezes afeta a articulação do dedão do pé. Na gota crônica, o tratamento preventivo é geralmente baseado na dose diária de alopurinol.

Classe social e gota

No passado, a gota foi mais conhecida por atingir a aristocracia, como o rei Inglês Henry VIII, e a burguesia, que muitas vezes eram considerados “bons vivants” por comerem muita carne e consumirem muito álcool. Atualmente a gota afeta todas as classes sociais e, especialmente, parece se desenvolver nas classes mais baixas, caracterizadas como observado neste artigo, por um aumento do consumo de junk food e, consequentemente, da obesidade. O luxo, em 2014, não é mais comer carne, mas sim frutas e legumes, pelo menos do ponto de vista puramente nutricional.

08 de setembro de 2014. Artigo originalmente escrito por Xavier Gruffat (farmacêutico) e traduzido por  Matheus Malta de Sá (farmacêutico). Fontes: The Independent, The Lancet. Foto: © KateD – Fotolia.com

Publicidade

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 31.10.2015

 

Inscrever-se na nossa newsletter (de graça)

 

Ler também: