Qual é o peso ideal? | Criasaude

Qual é o peso ideal?

As mídias como revistas e televisão costumam falar sobre o peso ideal e como obtê-lo, mas raramente dão explicações precisas sobre o assunto. Qual é o peso ideal e como determiná-lo? Descubra vários métodos de cálcular.


Peso ideal ou peso de bem-estar


O peso ideal, também chamado de “peso de bem-estar”, é o peso que você deve ter para se sentir bem fisicamente e moralmente. Este valor não é padrão, mas varia de acordo com cada indivíduo. Vários parâmetros como altura, morfologia, idade e peso atual do indivíduo são levados em consideração na determinação do seu peso ideal. Vários métodos também permitem calcular o peso ideal, o que leva a resultados diferentes para um mesmo indivíduo, tornando a noção de peso ideal bastante imprecisa.

O interesse em conhecer o peso ideal

Embora impreciso, o peso ideal merece ser conhecido por cada indivíduo. O cálculo permite que você saiba quanto peso precisa perder para se sentir bem consigo mesmo e evitar problemas de saúde. Se você quer perder, ou ao contrário, ganhar peso, o peso ideal é uma pista que ajuda você a definir o objetivo a ser alcançado e evitar magreza extrema ou ganho excessivo de peso. Este dado também informa se você já está dentro da normalidade ou se deve ganhar ou perder alguns quilos.

Os métodos de cálculo do peso ideal

Entre os métodos de cálculo do peso ideal, o mais utilizado é a fórmula de Lorentz. Este método leva em conta o sexo e a altura da pessoa e não a idade e as diferenças morfológicas de cada um. Para uma mulher, o peso ideal é dado pela fórmula: Altura – 100 – (altura – 150) ÷ 2,5. Para um homem, a fórmula é a mesma, exceto que você tem que dividir por 4 em vez de 2,5. A altura é sempre em centímetros. De acordo com este método de cálculo, para uma mulher de 1,60m, o peso ideal seria de 56 kg, e de 72,5 kg para um homem de 1,80m.

Um outro método de calcular o peso ideal que você pode usar é a fórmula de Creff. Ao contrário da fórmula de Lorentz, ela incorpora morfologia e idade no cálculo, mas não leva em consideração o gênero. De acordo com este método, existem três modos diferentes de cálculo dependendo da morfologia do indivíduo. Para a chamada morfologia delgada, o peso ideal é dado pela seguinte fórmula: (altura em centímetros – 100 + idade ÷ 10) x 0,9 x 0,9. Para uma pessoa com morfologia normal, multiplique apenas uma vez por 0,9. Para obter o peso ideal para uma morfologia ampla, multiplique por 0,9 e 1,1.

Certos métodos de cálculo, como a fórmula de Monnerault-Dumaine ou de Bornhardt, levam em consideração parâmetros mais específicos do indivíduo, como o esqueleto, a largura do punho e a circunferência do tórax. Outros, por outro lado, são muito simples, como a fórmula de Broca. De acordo com este método de cálculo, o peso ideal é obtido pela remoção de 100 da altura em centímetros do indivíduo.

Os limites do peso ideal

Como esses diferentes métodos de cálculo demonstram, o peso ideal é um valor variável e teórico. Esta não é de forma alguma uma indicação precisa que deve ser seguida à risca, pois seu valor varia de acordo com a fórmula usada. Você pode calculá-lo para obter o peso a atingir, a fim de limitar os riscos à saúde. Mas além de todas essas considerações, o peso ideal é, acima de tudo, aquele que permite que você se sinta bem consigo mesmo. No momento que seu corpo está na média e recebe o olhar alheio, você certamente atingiu seu peso ideal.

Peso ideal e IMC

Deve-se notar que o peso ideal é diferente do índice de massa corporal (IMC), que determina o tamanho do corpo do indivíduo e os riscos que podem ocorrer em caso de excesso de peso. Se olharmos para este método, um adulto entre 20 e 65 anos de idade deve idealmente ter um IMC de 20 a 25. Se for de 22, é possível que algumas curvas já tenham se formado na barriga ou nas coxas. De 25 a 30, a pessoa já está com sobrepeso e maior que 30, você tem que prestar atenção à obesidade. Atenção, um IMC entre 18 e 20 indica que a pessoa é magra. Abaixo de 16, é aconselhável consultar um médico para evitar qualquer risco de desnutrição.

20.04.2018. Pela equipe editorial do Criasaude.com.br. Créditos das fotos: Fotolia.com.

Ler também:
Observação da redação: este artigo foi modificado em 20.04.2018


Inscrever-se na nossa newsletter (de graça)

Ler também: