PUBLICIDADE
Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Aciclovir

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

aciclovirResumo
O aciclovir é um fármaco antiviral usado em diversas infecções causadas pelo vírus herpes. Ele age interrompendo a reprodução viral no interior da célula infectada.

Sobre a molécula

Nome químic 2-amino-9-((2-hidroxietoxi)metil)-1H-purin-6(9H)-ona.

Nomes da molécula: aciclovir (PT-Bra); acyclovir (ING)

Dose
O aciclovir é comercializado na forma de comprimidos de 200 e 400 mg, creme dermatológico de 50 mg/g, solução injetável de 250 mg e pomada oftálmica com 0,03g/g. Dependendo do uso do aciclovir, sua dose pode ser alterada pelo médico.

Posologia
O aciclovir é amplamente usado em diversas infecções e dependendo da doença, a posologia e o tempo de tratamento são diferentes.

Posologia para herpes simplex genital

Em adultos, o episódio inicial é tratado com 400 mg via oral, 3 vezes ao dia ou 200 mg via oral, 5 vezes ao dia, por 7 a 10 dias. Para a terapia em episódios de recorrência, 400 mg via oral 3 vezes ao dia por 5 dias ou 800 mg via oral 2 vezes ao dia por 5 dias. Para tratamento de supressão, 400 mg 2 vezes ao dia por até 12 meses, alternando para 200 mg de 3 a 5 vezes por dia. Para tratamento inicial com pomada, recomenda-se aplicação tópica a cada 3 horas durante 7 dias.

Posologia para herpes simplex genital em pacientes com HIV

Em pacientes com HIV, o tratamento inicial ou recorrente é feito com 400 mg via oral 3 vezes ao dia por 5 a 14 dias.

Posologia para herpes labial

Recomenda-se 400 mg via oral 3 vezes ao dia por 5 a 10 dias.

Herpes zoster

Recomenda-se 800 mg a cada 4 horas, 5 vezes ao dia por 7 a 10 dias. Em pacientes imunocomprometidos com comprometimento visceral e grande extensão cutânea, pode-se usar injeção intravenosa de 10 a 15 mg/kg a cada 8 horas até melhora clínica, com troca para terapia oral até completar duração 10 a 14 dias de tratamento. Em pacientes sem comprometimento visceral, pode-se usar injeção intravenosa de 10 mg/kg durante 1 hora, a cada 8 horas por 7 dias, com máximo de 20 mg/kg a cada 8 horas.

Herpes simplex labial recorrente

Recomenda-se inicial o tratamento o mais cedo possível com aplicação tópica no local de creme 4 vezes ao dia por 5 dias.

Encefalite devido a herpes simplex

Recomenda-se a injeção intravenosa de 10 mg/kg durante 1 hora, administrada a cada 8 horas durante 10 dias, com máximo de 20 mg/kg a cada 8 horas.

Casos iniciais graves de herpes simplex genital em pacientes imunocomprometidos

Recomenda-se injeção intravenosa de 5 mg/kg a 10 mg/kg durante 1 hora a cada 8 horas por 5 dias ou durante 2 a 7 dias ou até melhora clinica, seguido por terapia oral para completar um mínimo de 10 dias total de terapia.

Herpes simplex cutânea e mucosa em pacientes imunocomprometidos

Em pacientes gravemente infectados com HIV, recomenda-se injeção intravenosa de 5 mg/kg a cada 8 horas. Nos demais pacientes, recomenda-se injeção intravenosa de 5 mg/kg, durante 1 hora a cada 8 horas por 7 dias, com um máximo de 20 mg/kg a cada 8 horas.

Varicela

Em adultos ou crianças acima dos 40 kg, indica-se 800 mg via oral 4 vezes ao dia por 5 dias. O tratamento deve ser iniciado nos primeiros sintomas da doença.

Herpes simplex oftálmica

O uso de pomada oftálmica com 3% de aciclovir, 5 vezes ao dia por 7 a 10 dias pode ser eficaz em ceratite herpética.

Uso tópico

O aciclovir pode ser usado topicamente em herpex simplex genital, herpes zoster e herpes labial recorrente

Uso pediátrico

A segurança e eficácia em pacientes pediátricos de formulações orais do aciclovir não foram estabelecidas em pacientes menores de 2 anos de idade. Para herpes simplex genital em pacientes acima dos 12 anos com episódio inicial recomenda-se 1000 a 1200 mg/dia dividido em 3 a 5 doses durante 7 a 10 dias. Para episódios recorrentes, 1000 a 1200 mg/dia dividido em 3 a 5 doses durante 3 a 5 dias. Na terapia de supressão, 800 a 1200 mg/dia dividido em 2 doses por até 12 meses.

Nos casos de varicella em pacientes acima dos 2 anos, 20 mg/kg por via oral, 4 vezes ao dia por 5 dias. Em crianças acima dos 40 kg, 800 mg via oral, 4 vezes ao dia por 5 dias.

Herpes congênita em pacientes pediátricos

Do nascimento até 3 meses de idade, recomenda-se 10 mg/kg em via intravenosa durante 1 hora a cada 8 horas por 10 dias, com máximo de 20 mg/kg a cada 8 horas.

Encefalite devido a herpes simplex em pacientes pediátricos

Em pacientes de 3 meses a 12 anos de idade, 20 mg/kg via intravenosa, durante 1 hora a cada 8 horas por 10 dias. Em pacientes acima dos 12 anos, a dose pode ser reduzida para 10 mg/kg, mantendo-se o mesmo esquema, com um máximo de 20 mg/kg.

Indicações
O aciclovir está aprovado para uso em herpes simplex genital, herpex simples mucocutânea em pacientes imunocomprometidos, herpes zoster, herpes labial recorrente, herpex congênita, encefalite devido ao vírus de herpes simplex e varicela.

Efeitos
O aciclovir é um nucleosídio análogo à purina com atividade inibitória aos vírus Herpes Simplex, Varicella Zoster e Citomegalovirus.

O aciclovir é altamente seletivo para células infectadas. Essa molécula é convertida a monofosfato de aciclovir pela enzima timidina quinase e então é transformada em difosfato de aciclovir e, finalmente ao trifosfato. Essa forma interage com a DNA polimerase viral inibindo a replicação do vírus, uma vez que sua incorporação ao DNA do vírus resulta no término da síntese da cadeia.

Efeitos adversos
Os efeitos adversos são, no geral, relacionados ao trato gastrointestinal, como náuseas, vômitos, diarréias e dores abdominais. Outros eventos podem incluir erupções cutâneas que tendem a desaparecer rapidamente. Abaixo segue uma lista dos efeitos adversos mais freqüentes com o aciclovir:

  • - Hipotensão (incidência e causalidade ainda não estabelecidas);
  • - Reação no local de aplicação (para formulações tópicas – incidência de 5%)
  • - Dermatite de contato (para formulações tópicas – incidência de 2%);
  • - Eritema multiforme (incidência e causalidade ainda não estabelecidas);
  • - Síndrome de Stevens-Johnson (incidência e causalidade ainda não estabelecidas);
  • - Urticária (incidência de aproximadamente2%);
  • - Coceira (incidência de aproximadamente 2%);
  • - Rash cutâneo (incidência de aproximadamente 2%);
  • - Anemia, leucocitose, neutropenia, neutrofilia, trombocitopenia e trombocitose (incidência menor que 1%);
  • - Náuseas e vômitos (incidência de, aproximadamente, 7%);
  • - Diarréia (incidência entre 2,4 e 4,8%);
  • - Dor de cabeça (incidência de 2,2%);
  • - Mal-estar (incidência de 11,5%).

    Contra-indicações
    O uso do aciclovir está contra-indicado nos casos de:
  1. 1. Alergia conhecida ao aciclovir ou aos componentes da formulação;
  2. 2. Alergia ao valaciclovir, um pró-fármaco do aciclovir.

Interações
Algumas das interações medicamentosas reportadas com aciclovir incluem:

- Fosfenitoína
- Meperidina
- Micofenolato de mofetila
- Ácido micofenólico
- Fenitoína
- Fumarato de tenofovir desoproxila
- Tizanidina
- Ácido valpróico
- Vírus da vacina para varicela
- Zidovudina

A probenecida e cimetidina reduzem a taxa de depuração renal do aciclovir.

Em pacientes que recebem aciclovir por via intravenosa, deve-se tomar cuidado com agentes que possam competir com o aciclovir pela eliminação. Recomenda-se cautela e monitoramento das funções renais quando usado concomitantemente com ciclosporina e tacrolimo, uma vez que esses fármacos afetam aspectos da fisiologia renal.

Para mais informações, consulte um médico ou um farmacêutico e leia a bula específica do medicamento a ser usado.

Gravidez
Categoria de risco na gravidez: B

Em estudos com animais, o aciclovir não mostrou risco fetal, entretanto, não há estudos controlados em mulheres grávidas. Portanto, o uso do aciclovir durante a gestação deve ser feito apenas quando os benefícios excederem a possibilidade de risco.

Lactação
O aciclovir é compatível com a amamentação. A concentração reportada no leite materno em doses terapêuticas é de 4,16 a 5,81 mcg/mL, apresentando risco mínimo à criança.

Apresentação
O aciclovir está disponível em cremes em bisnagas de 10 g com 50 mg/g de aciclovir, comprimidos de 200 mg e 400 mg de aciclovir, solução injetável de 250 mg e pomada oftálmica com 0,03g/g.

Estudos clínicos
Estudos clínicos com o aciclovir demonstram que o fármaco é útil no tratamento de infecções causadas pelos virus herpes zoster, herpes simplex e varicella zoster. Os estudos também revelam que há fármacos mais eficazes para citomegalovirus, como o ganciclovir. O vírus Epstein-Barr não é sensível ao aciclovir e infecções por esse agente não respondem ao fármaco.

A via parenteral é a de escolha para o tratamento inicial e recorrente de herpes cutânea e na mucosa em pacientes imunocomprometidos e para o tratamento de disseminações, em pacientes neonatais, em casos de encefalite e em casos severos de herpes genital causada por herpes simplex. Estudos mostram que o uso parenteral de aciclovir é superior ao uso de vidarabina em uma variedade de infecções virais.

O uso tópico na forma de cremes é o tratamento de escolha para infecções mucocutâneas de herpes simplex. Artigos científicos demonstram que o uso do aciclovir é comparável ao da vidarabina em casos oftálmicos.

Dicas
- Se você esquecer-se de tomar uma dose do medicamento, use-o assim que se lembrar. Se estiver próximo da nova dose, espere pela próxima tomada e pule a que esqueceu. Não use medicamentos extras para cobrir a dose faltante;

- Armazene o medicamento de acordo com as indicações da bula;

- Siga corretamente as instruções médicas na utilização do aciclovir;

- Converse com o seu médico se você estiver usando algum medicamento, como corticóides, quimioterápicos ou radiação;

- Esclareça para o seu médico se você estiver grávida ou amamentando antes de começar a usar o aciclovir.

AVISO IMPORTANTE
As informações contidas no site www.criasaude.com.br tem por objetivo somente a informação e não substituem, em nenhuma hipótese e situação, a consulta com o profissional médico ou farmacêutico.

Ler a sequência: dose e posologia aciclovir

Observação da redação: este artigo foi modificado em 02.11.2013.
Controllo di qualità
Última atualização:
02.11.2013

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:



PUBLICIDADE

Comentários

16.07.2014 17:13
Re: Aciclovir
Houve um monte de dúvidas sobre a cura da aids hiv, eu também estava duvidaram, mas agora eu tenho a acreditar que o milagre que eu recebi também pode ser de grande ajuda para o mundo. Meu nome é Angela meu email é angelafreeeman@gmail.com Eu vivi com esta doença mortal por mais de um ano, o meu marido descobriu que estávamos ambos HIV positivo. Tentamos por todos os meios para viver nossas vidas, apesar de essa coisa no nosso corpo é somente quando nós tropeçavam este poderoso herbalista que ele retratou cura. No início, estávamos mais cético, mas meu marido insistiu em dar-lhe uma tentativa e pedimos para algumas de suas ervas e algumas semanas após a conclusão do processo devido a este fitoterapeuta, fomos para um teste como também dissemos, nós foram esmagados felicidade quando recebi os resultados na clínica. A taxa de vírus no corpo e caiu dentro de algumas semanas, fomos completamente cicatrizado. Também perguntou por que ele não veio para o mundo que ele tinha a cura e ele disse que fez em 2011, mas foi rejeitada pela equipe de pesquisa internacional. A coisa mais importante é para você ser curado, se você quer saber sobre esta chamada fitoterapeuta em +2349032913215 ou e-mail: odincurahiv@gmail.com. Deus te abençoe.
Fale agora odincurahiv@outlook.com
angela
31.03.2014 04:18
Re: Aciclovir
Ola quase morri qndo peguei isso e nem sei ainda como peguei !p/ mijar doía demais eu gritava muito............................. usei o ciclovir ,mas passou as feridas doloridas e tava boa e derrepente começou uma coceira pinicadas to morrendo de medo que esteja voltando e nem parei de usar o ciclovir ,acha que ta voltando ??? ou melhorou mas ta resistindo ao remédio ?
Sandra
21.02.2014 00:43
Re: Aciclovir
Gostaria de saber com uso frequente do Aciclovir ele tira o apetite?
Jo
07.01.2014 05:21
Re: Aciclovir
Bom, tive encefalite pelo virus da herpes, fiquei internada 21 dias para tomar aciclovir 10 mg de 8/8 horas, e depois tive alta com aciclovir 400mg 1 vez ao dia por 3 meses para prevenir uma reinfecção, porem tenho imunodeficiência primária e agora estou tendo diarreia direto, não sei se é o remédio ou alguma outra coisa, vou no medico essa semana. Mas queria dizer q não tomem aciclovir sem conhecimento do seu médico, pois cada organismo reage de forma diferente ao remédio, pois no começo mesmo tomando aciclovir estourou bolhas na minha boca e tive uma urticária no tronco, ainda bem que estava internada, e depois de alguns dias o medicamento fez o efeito esperado e agora mesmo tendo diarréia minhas dores de cabeça melhoraram muito. Espero ter contribuído com a minha informação.
Valeska
11.12.2013 18:52
Re: Aciclovir
Comprei o Aciclovir na FARMÁCIA POPULAR - A cartela com 15 comprimidos custou R$ 4,45. Comprei 10 cartelas. Ou seja, não deu nem 50 reais. A farmácia aqui da minha cidade (Fortaleza), a cartela custa e média 60 reais. Não pensei 2 vezes, fui para a Farmácia Popular do Brasil, e façam o mesmo.
Dan
20.11.2013 17:21
Re: Aciclovir
O Aciclovir é encontrado em qualquer farmácia. Eu particularmente, costumo pedir receita ao meu médico e mando fazer em farmácia de manipulação, que fica muito mais barato. Existem vários laboratórios e preços variados.
Anônima
12.11.2013 16:02
Re: Aciclovir
Gente estou passada com os comentários, fui ao medico com parte do rosto paralisado, pressão descontrolado e o médico me receitor Aciclovir 200.

Não tenho herpes, será que este medico está certo?
Math
16.09.2013 19:59
Re: Aciclovir
Mais entre os muitos remédios que apenas serve controlar os sintomas, não cura nada! Se prepare para ser apenas mais um consumidor para o resto da vida. Usei por um mês sem melhora alguma.
Marcos
06.08.2013 15:02
Re: Aciclovir
sofro desse mesmo problema,sinto vergonha de sair ,falto trabalho tenho episodio 01 vez ao ano.tem 09anos que descobrir a cicatrização dura em media 01 semana.pela primeira vez resolvir tomar aciclovir.começou a irritar domingo,segunda comecei o tratamento ,terça ja amanheceu cicatizado com a casquinha
leticia
01.06.2013 17:41
Re: Aciclovir
tenho herpes do tipo 1 labial, gostaria de saber se o uso do medicamento aciclovir via oral interfere no uso de contraceptivos oral de uso continuo.. e por quanto tempo limite deve-se usar o aciclovir 200mg via oral, pois fui no dermatologista e ela recomendou que eu tomasse o medicamento por 45 dias??????
Jaqueline
15.03.2013 15:25
Re: Aciclovir
oi , tenho herpes labial ja faz um 5 anos que descobrir. ela aparece 1 vez por ano logo sara, queria saber se era bom tomar o aiclovir compimidos
Medicina
15.03.2013 14:59
Re: Aciclovir
tenho herpes labial e em 5 dias elas começam a melhorar , seria bom eu tomar aciclovir comprimidos
Newsletter Newsletter
14.02.2013 03:51
Re: Aciclovir
Uma pessoa em tratamento de Dengue pode utilizar Aciclovir oral?
Charles
06.02.2013 05:58
Re: Aciclovir
Meu médico disse que a tomada ciclovia o serve mais
para fase inicial da coceirá ou prevenção.Depois que a bolha está lá melhor fazer uso do aciclovir comprimido que eh mais forte já que o vírus está na corrente sanguínea. Nos eua não encontrei aciclovir e a dica do clotrimazole funcionou bem.
Priscila
10.12.2012 19:57
Re: Aciclovir
gente isso é muito constrangedor...
Entao nao posso nunca mais ter relaçoes cm meu marido sem camisinha..
faby
Adicionar um comentário

Quickinfos top

Temas



Inscrição Newsletter


IMC

NOTÍCIAS

Expectativa de vida no Brasil aumentou, diz ONU

Brasil aumentou em 11,2 anos a expectativa de vida entre 1980 e 2013. País está na 79ª posição do IDH.

Perda de peso pode ajudar a melhorar os sintomas da menopausa

As ondas de calor são características da menopausa. Recente estudo divulga que a perda de peso pode ajudar no controle desses sintomas.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br

Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter !

© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 01.08.2014