Publicidade

Home » Plantas medicinais » Romã

Romã

Resumo

Romã resumoPlanta medicinal antioxidante que possui efeito de prevenir doenças cardiovasculares e certos tipos de câncer, utilizada como suco (mais eficiente) ou “fruta” pura.

Publicidade

Nomes

Nome em português: romã, romanzeira
Nome binomial: Punica granatum L.
Nome francês: grenade, pomme grenade, grenadier
Nome inglês: pomegranate
Nome alemão: Granatapfel, Grenadine
Nome italiano: melograno

Família

Punicaceae

Constituintes

– Flavonóides (antocianinas)
– Ácido elágico ou elagitaninos (uma vez no intestino, esta molécula que é encontrada em romãs pode ser transformada por bactérias intestinais em urolitina A. Esta molécula pode ter uma ação antienvelhecimento, como mostrou um estudo da Escola Politécnica Federal de Lausana (EPFL) na Suíça publicado em Julho de 2016 na revista especializada Nature Medicine. O estudo foi realizado em 2 espécies animais, nematóides e roedores, e ainda terá de ser confirmado em humanos).
– Taninos (especialmente a casca, estima-se que a casca das raízes e o tronco da romã contêm 20% de taninos)
– Alcalóides
– Vitamina C
– Vitamina B

Partes utilizadas

Sementes (arilo de sementes) e as membranas brancas ao redor das sementes, às vezes, flores ou casca (atenção para toxicidade) também são usadas para fins terapêuticos.

Efeitos

Antioxidante (principal), anti-inflamatória, antiviral, adstringente (especialmente flores de romã), anti-envelhecimento (ver em constituintes acima para mais informações).

Efeito sobre a atividade sexual (a romã aumenta os níveis de testosterona em 24%, de acordo com um estudo britânico).

Indicações

Indicações Romã

“Fruta” ou suco de romã
– Prevenção de doenças cardiovasculares como aterosclerose, hipertensão arterial (medida complementar que exige estudos clínicos para demonstrar a sua utilização para essa indicação).
– Prevenção de certos cânceres (neste caso também são necessários novos estudos clínicos), como no caso do câncer de mamacâncer de próstata ou câncer do cólon
Artrite
– Pode ter um efeito positivo sobre a atividade sexual.
– Poderia ter um efeito antienvelhecimento, como mostra um estudo da EPFL na Suíça, publicado em Julho de 2016 (leia em Constituintes acima para mais informações).

Flores da romã
Diarreia

Efeitos secundários

Nenhum conhecido (nossa opinião).

Contra-indicações

Nenhum conhecido (nossa opinião).

A casca, tanto do pseudofruto quanto das raízes, deve ser consumida com muito cuidado devido à presença de alcaloides tóxicos, que pode levar a uma intoxicação.

Interações

Nenhum conhecido (nossa opinião).

Preparações

– Sementes com arilo (“carne da semente”)

– Suco de romã (ver observações)

– Infusão de flores de romã

– Cápsulas de romã (tome geralmente 2-3 gramas de pó de romã por dia)

Onde cresce?

Romã é um arbusto pequeno de origem asiática, mas hoje em dia a romã também cresce em diversos países quentes não asiáticos, especialmente nos trópicos e subtrópicos. Há culturas importantes de romã na Califórnia e também na Índia e Austrália. A romãzeira atinge uma altura entre 2 e 7 m. Na Europa, a floração ocorre de maio a setembro.

Observações

A romã é uma fruta com um sabor delicioso e pode ser muito benéfica para a saúde de todos. Suas sementes são utilizadas comendo-as puras ou em forma de suco de romã para garantir um efeito antioxidante significativo, porque sabemos que o suco de romã contém mais substâncias antioxidantes que somente as sementes (e arilos de sementes), porque o suco é extraído a partir do fruto inteiro com membranas brancas vizinhas das sementes.

Você deve saber que a romã possui um efeito antioxidante maior em chá verde.

Graças a seu suco antioxidante, a romã pode ser recomendada na prevenção de doenças cardiovasculares e certos tipos de câncer.

– No passado, a França produziu o famoso xarope “grenadine” com suco de romã. Atualmente, este xarope é produzido por produtos sintéticos sem romã.

– Na Bíblia, a romã é mencionada diversas vezes, especialmente no Antigo Testamento, no Cânticos (Cânticos Cap. 4 Ver. 3), onde lemos: “E suas faces são como as metades da romã sob o véu”. A prova de que os judeus já valorizavam esta planta há milhares de anos. A Romã também é mencionada na arte islâmica. Os antigos egípcios também gostavam muito dessa fruta, seja na arte ou na mitologia.

Foto

Romã

Esta informação foi útil?

Observação da redação: este artigo foi modificado em 03.05.2021

Publicidade