Você está estressado? Limpar pode ajudar você a gerenciar melhor o estresse

PUBLICIDADE

Limpar ou realizar atividades de faxina, como lavar louça, reduz o nervosismo, de acordo com os pesquisadores. Um estudo realizado pela Universidade de Masaryk e publicado em Junho de 2015 (DOI: 10.1016 / j.cub.2015.05.04) mostra como a ansiedade favorece comportamentos repetitivos, o que nos impulsiona a ser mais cuidadoso em fazer essas tarefas.

Ritualização e controle

PUBLICIDADE

Em uma situação de incerteza, a sensação de falta de controle sobre as coisas pode causar sofrimento psicofisiológico. A limitação de comportamentos a padrões motores estereotipados e repetitivos nos permite recuperar o senso de controle. Esses comportamentos redundantes se manifestam espontaneamente e se revelam uma estratégia comportamental frequente no caso de um evento de ansiedade.

Redundância, repetitividade e rigidez

Para melhor avaliar os comportamentos observados, os pesquisadores definiram 3 atributos durante este estudo. Foram eles: a redundância, resultando no tempo gasto na limpeza do objeto e no número de movimentos usados; a repetitividade, ou seja, a recorrência do movimento da mão; e a rigidez, representada por a previsibilidade dos movimentos da mão.

Resposta espontânea à ansiedade

Os resultados deste estudo mostraram que a ansiedade desencadeia um comportamento ritualizado. A redundância gestual, a repetitividade do movimento e sua previsibilidade são aumentadas. Assim, os participantes que experimentaram mais ansiedade tinham a tendência de usar mais movimento em sua tarefa de limpeza. Esse aumento do número de movimentos se manifesta como uma estratégia de adaptação. Em resumo, os resultados mostram que a ritualização pode ser uma resposta espontânea à ansiedade.

Limpeza: uma atividade relaxante

A limpeza é uma atividade relaxante, isso porque lhe dá a sensação de assumir o controle de algo, proporcionando-lhe um ambiente mais saudável e relaxante. Gastar tempo nessa tarefa ou nas de arrumação, mesmo 10 minutos por dia, ajudaria a reduzir o estresse.

08 de maio de 2019. Redação de Criasaude.com.br  (supervisão científica de Xavier Gruffat, farmacêutico). Créditos das fotos: Adobe Stock

PUBLICIDADE

Observação da redação: este artigo foi modificado em 20.06.2019

 

Inscrever-se na nossa newsletter (de graça)

 

Ler também: