5 maneiras comprovadas de diminuir naturalmente a pressão arterial

PUBLICIDADE

As diretrizes sobre pressão arterial foram publicadas pelo American College of Cardiology e pela American Heart Association em 2017. De acordo com essas diretrizes, o menor valor para hipertensão baixou para 130/180 mmHg em vez dos 140/90 mmHg de antes. Um estudo realizado por uma equipe da University of Utah Health e publicado na revista Circulation em 19 de novembro de 2018 mostrou que a manutenção desse limiar evita doenças cardiovasculares e torna a vida mais saudável. Existem medicamentos que ajudam a baixar a pressão arterial, mas eles não são livres de efeitos colaterais, especialmente desde que outro estudo publicado em 24 de agosto de 2018 no American Journal of Preventive Medicine revela que a redução da pressão arterial abaixo de 110 mmHg pode causar quedas graves e desmaios em alguns pacientes. Aqui estão 5 maneiras de reduzir naturalmente sua pressão arterial. De fato, uma mudança no estilo de vida é um elemento importante na prevenção e no tratamento da hipertensão.

1. Praticar exercícios físicos regularmente

PUBLICIDADE

O exercício físico regular, como caminhada rápida, exercícios cardiovasculares, como aeróbicos ou até mesmo exercícios de resistência, como musculação, facilita a circulação de oxigênio e ajuda o coração a realizar menos esforço para bombear o sangue. Um estudo publicado no British Journal of Sports Medicine (DOI: 10.1136/bjsports-2018-099921) mostrou que os exercícios promovem uma redução consistente, embora modesta, da pressão arterial sistólica em hipertensos. É aconselhável fazer uma média de 20 a 30 minutos de exercícios aeróbicos por dia, se possível, para manter um bom nível de pressão arterial. Em seguida, tente novos desafios, tentando aumentar um pouco a velocidade e a distância.

Além de exercícios físicos, atividades de meditação como ioga e tai-chi ajudam a controlar melhor a respiração e, assim, melhor combater o estresse. De fato, o estresse aumenta a frequência cardíaca, que encolhe os vasos sanguíneos e favorece a hipertensão. Alguns minutos de exercícios respiratórios por dia ajudarão você a relaxar e ter um sono melhor.

2. Consumir alimentos ricos em potássio

Alimentos ricos em potássio têm um efeito positivo na redução da pressão arterial. Com a ingestão suficiente deste nutriente, os rins excretam mais sódio pela micção, o que ajuda a baixar a pressão arterial. Fontes preferidas de potássio incluem banana, batata, frutas secas, feijão, peixe, semente de linhaça, alho, abacate e batata-doce. Seguindo essa lógica, recomenda-se reduzir a ingestão de sódio e não exceder 1500 mg por dia para se manter uma boa saúde.

3. Comer chocolate amargo

Um estudo australiano publicado em 2010 (DOI: 10.1186/1741-7015-8-39) mostrou que o chocolate amargo ajuda a baixar a pressão arterial. O cacau, rico em flavonoides, promove o relaxamento dos vasos sanguíneos e estimula a circulação sanguínea. Consumir um pequeno quadrado de chocolate amargo, de preferência entre 60 e 70% de cacau ou mais, cerca de 6 g por dia, pode ajudar a baixar a pressão arterial sem medicação. Cuidado com o excesso, existem outras maneiras de diminuir a pressão arterial, o consumo de chocolate não deve ser seu único recurso.

PUBLICIDADE

4. Beber um pouco de álcool (dica apenas para mulheres)

O abuso de álcool é claramente prejudicial à saúde, mas o consumo moderado pode ter o efeito oposto sobre as mulheres. Isto foi revelado em um estudo publicado pelo Boston’s Brigham and Women’s Hospital em 2008 (DOI: 10.1161/HYPERTENSIONAHA.107.104968) que mostrou que o consumo de álcool leve a moderado, ou seja, uma copo ou menos por dia, diminui o risco de hipertensão em mulheres, mas aumenta esse risco em homens.

5. Beber suco de beterraba

De acordo com um estudo de 2016 publicado no Journal of the American College of Cardiology-Heart Failure pelo Wake Forest Baptist em Winston-Salem, Carolina do Norte, beber um copo de suco de beterraba por dia melhora os exercícios aeróbicos e baixa a pressão arterial. Um outro estudo publicado em 2018 na revista científica Journal of Cardiac Failure (10.1016/j.cardfail.2017.09.004) também revelou que o consumo de suco de beterraba foi associado a um aumento significativo na duração do exercício, na máxima potência e no consumo de oxigênio durante a prática de um exercício.

20.03.2019. Pela equipe editorial do Criasuade.com.br (supervisão científica de Xavier Gruffat, farmacêutico). Créditos das fotos: Adobe Stock. Infográfico de crédito: Pharmanetis Sàrl (Creapharma.ch). Ler em francês:
5 façons éprouvées d’abaisser naturellement votre tension artérielle

PUBLICIDADE

Observação da redação: este artigo foi modificado em 21.03.2019

 

Inscrever-se na nossa newsletter (de graça)

 

Ler também: