PUBLICIDADE
Brasil França Portugal Espanha Suiça francesa Suiça alemã Suiça italiana Italia
Registre-se | Conectar:
TwitterCriasaude no TwitterErrorAviso de errosPrintImprimir

Gonorreia

PUBLICIDADE

Resumo sobre gonorreaia

resumo sobre gonorréiaA gonorreia ou blenorragia é uma doença sexualmente transmissível causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae. Ela atinge tantos homens quanto mulheres, sendo uma das DSTs mais comuns em países desenvolvidos. A doença atinge normalmente jovens adultos com vida sexual ativa, entre 15 e 29 anos de idade.

A transmissão da doença pode ser através do sexo ou também através do parto, passando de mãe para filho. Os grupos de risco incluem pacientes com vida sexual ativa, homens, pessoas com múltiplos parceiros sexuais e neonatos.

Os sintomas são diferentes de acordo com a região do corpo atingida. A gonorreia normalmente causa uretrite, secreção semelhante a pus pela uretra, aumento do corrimento vaginal, micção dolorosa, dor pélvica, sintomas de infecção de garganta, coceira anal e conjuntivite (em neonatos).

gonorréia tratamentoA doença é normalmente diagnosticada coletando-se material da uretra, ânus ou garganta e analisando em laboratório para verificar a bactéria causadora dos sintomas. Quando não tratada adequadamente, a gonorreia pode causar infertilidade em homens e mulheres, além de outras complicações como disseminação para outros órgãos, cistite, infecções nas articulações etc. A bactéria tem se mostrado resistente a antibióticos e isso tem preocupado as autoridades em saúde.

O tratamento é feito à base de antibióticos, normalmente da classe das fluoroquinolonas, como o ciprofloxacino. Em certos países como na Austrália, na França, no Japão, na Noruega, na Suécia ou no Reino Unido, de acordo com a OMS, há casos de resistência às cefalosporinas.

Extratos vegetais estão sendo investigados contra a bactéria, como da planta Diospyros canaliculata. Além disso, medicamentos homeopáticos podem auxiliar no tratamento.

É importante que uma vez diagnosticado, o parceiro seja igualmente tratado para a gonorreia. Manter hábitos de higiene genital e educação sexual também previnem o contágio. Outra medida importante é o uso de preservativos em todas as relações sexuais.


Entrevista com a Dra. Jiraporn Sri-on, da Tailândia, que atualmente trabalha no Massachusetts General Hospital, em Boston, EUA

Massachusetts General HospitalQual é o tratamento para a gonorreia?
A gonorreia é uma doença infecciosa causada por uma bactéria. Assim como outras doenças bacterianas, o tratamento da gonorreia é à base de antibióticos, sobretudo da família das fluoroquinolonas. Esses antibióticos são particularmente eficazes pois chegam ao trato urinário praticamente sem modificações metabólicas. Outros antibióticos incluem a penicilina e a azitromicina, que são de classes diferentes das fluoroquinolonas. Os tratamentos são, no geral, tomados por via oral.

A gonorreia e a sífilis são as mesmas doenças?
Muitas pessoas confundem as duas. Ambas são doenças sexualmente transmissíveis causadas por bactérias, mas os agentes etiológicos são diferentes. O tratamento das duas também é diferente. No caso da sífilis, depende do estágio da doença e normalmente é feito com penicilina por via intramuscular. Os sintomas também são distintos. Na sífilis, aparecem feridas na genitália no estágio inicial e manchas nas palmas das mãos. Se a doença não é tratada adequadamente, pode levar a serias complicações, como aneurisma de aorta e instalação por todo o corpo.

Qual a melhor maneira de evitar a transmissão?
Muitas pessoas não sabem que tem a gonorreia, pois em grande parte dos infectados a doença é assintomática. É por isso que é muito importante ter sempre relações sexuais seguras. Para isso existem os preservativos masculinos e femininos. A educação sexual também é uma das formas de prevenção. Orientar as gerações mais novas sobre as DSTs é a melhor forma de fazer com que a população se conscientize e evite riscos. O diálogo franco e aberto entre os parceiros também ajuda a reduzir a transmissão da doença e seu desenvolvimento.

No caso de suspeita de gonorreia, o que pessoa deve fazer?
O paciente deve procurar um médico e contar sua história. O médico irá avaliar o caso e pedir exames específicos, como o antibiograma. Uma vez confirmada a doença, será receitado medicamentos para sua cura. Não se deve se automedicar. A automedicação errada faz com que a bactéria se torne mais resistente e imune aos antibióticos disponíveis. Somente o médico deve indicar o melhor tratamento. 

Ler a seqüência: definição gonorreia

Leia também: tratamentos - diagnóstico - causas - Por Adriana Sumi (farmacêutica)

Entender a doença Tratamento & Prevenção Interativo
Definição Tratamento (remédios) Perguntas aos farmacêuticos
Estatísticas Fitoterapia Fórum DST
Causas e Transmissão Homeopatia
Grupos de risco Dicas
Sintomas Prevenção
Diagnóstico
Complicações

author Observação da redação: este artigo foi modificado em 02.11.2013.
Controle de qualidade
Última atualização:
02.11.2013

Revisão médica da página:
Atualização (design, fotos, animações):


Correção de sintaxe, ortografia e gramática:



PUBLICIDADE

Quickinfos top

Temas



Inscrição Newsletter


IMC

NOTÍCIAS

Perda de peso pode ajudar a melhorar os sintomas da menopausa

As ondas de calor são características da menopausa. Recente estudo divulga que a perda de peso pode ajudar no controle desses sintomas.

Ministério da Saúde atinge meta de vacinação contra gripe

Até o momento, 84% do público-alvo já foi vacinado contra gripe. Campanha ainda continua em muitos municípios.

_________________________

Facebook

  

______________________

    farmavagas.com.br

Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter !

© Criasaude.com.br


Última atualização do site: 22.07.2014